Início do conteúdo
Avaliação de Desempenho do Servidor Técnico-Administrativo

A Avaliação de Desempenho é um instrumento gerencial que permite mensurar os resultados obtidos pelo servidor, com a finalidade de subsidiar a concessão da progressão por mérito, o estágio probatório e as ações de desenvolvimento. Na UFPel, a Avaliação de Desempenho dos servidores Técnico-Administrativos em Educação (TAEs) foi instituída pela Resolução CONSUN nº 13/2017. 

Os formulários do processo avaliativo estão no Cobalto. A primeira etapa consiste na elaboração do Plano de Trabalho, onde devem ser informadas as atividades previamente pactuadas com a chefia. A segunda etapa consiste na avaliação propriamente dita, e está disponível, anualmente, nos meses de novembro e dezembro. Nessa etapa, avaliado e avaliador analisarão o desempenho do servidor TAE  na execução das atividades descritas no plano, observando os seguintes fatores: assiduidade, disciplina, capacidade de iniciativa, produtividade e responsabilidade.

O registro prévio do plano é obrigatório para a realização da avaliação, assim como, o resultado favorável no processo avaliativo é indispensável para a concessão da progressão por mérito.

A seguir, informamos os passos das etapas da avaliação de desempenho na instituição:

Plano de Trabalho: AVALIADOS devem acessar no sistema Cobalto o caminho PROGEP>Requerimentos>Progressão Mérito; clicar em NOVO (se não houver modificação das atividades realizadas, o servidor poderá escolher o plano anterior e clicar no botão CLONAR); informar o nome da chefia imediata e SALVAR; informar as atividades pactuadas com a chefia; após informar a atividade, clicar em ADICIONAR; depois de incluir todas as atividades, ASSINAR o plano. Por fim, a chefia deve ASSINAR o plano para confirmar a pactuação. Para isso, as CHEFIAS AVALIADORAS devem acessar no Cobalto a opção Gestão Administrativa>Processos>Progressão por Mérito. As atividades devem estar de acordo com a descrição do cargo ocupado pelo servidor, prevista na Lei nº 11.091/2005, e/ou com as funções desempenhadas pelo servidor detentor de FG ou CD, sempre adaptando-as à realidade do trabalho. O Plano poderá ser modificado em comum acordo, apresentando-se flexível diante do dinamismo das atividades do servidor e da universidade, o que deverá ser claramente registrado. Também é necessário alterar o plano quando o servidor mudar sua unidade de lotação (nos casos de remoção).

Avaliação (disponível nos meses de novembro e dezembro): AVALIADOS devem acessar no sistema Cobalto o caminho PROGEP>Requerimentos>Progressão Mérito, já AVALIADORES devem escolher a opção Gestão Administrativa>Processos>Progressão por Mérito; clicar na aba avaliação; para cada fator de análise (assiduidade, disciplina, responsabilidade, capacidade de iniciativa e produtividade) escolher a opção na escala de classificação (insatisfatório, satisfatório, muito bom, excelente) que mais se enquadra com o desempenho durante a execução das tarefas que foram acordadas no Plano de Trabalho. O campo descritivo “considerações” pode ser preenchido se houver necessidade de mencionar aspectos positivos, limitantes e/ou sugestões de melhoria. Para concluir a avaliação, clicar em SALVAR. Não há obrigatoriedade do avaliado ser o primeiro a preencher o instrumento, uma vez que a avaliação ficará disponível simultaneamente para avaliado e avaliador durante os meses de novembro e dezembro. Além disso, a avaliação deve ser fundamentada no desempenho das atividades pactuadas no plano e é uma etapa que deve ser realizada individualmente, não havendo necessidade de que avaliador e avaliado tenham a mesma concepção acerca do desempenho individual.

Ficará impossibilitado de progredir por mérito, até o próximo interstício, o servidor que apresentar desempenho insatisfatório em quaisquer fatores analisados.

 

Fundamento legal:

Lei nº11.091/05
Decreto nº 5.825/06, artigo 8º
Resolução CONSUN nº03 de 22/09/06 – PDIC
Resolução CONSUN nº 13 de 28/09/17 – Programa de Avaliação de Desempenho