Início do conteúdo
    Notícias
  • Paralisação dos docentes decidida por Assembléia da ADUFPEL

    Transcrição

    Em Assembleia Geral ocorrida ontem (14), docentes da UFPel aprovaram por unanimidade paralisação para a próxima segunda-feira, dia 19, tendo como mote barrar a Contrarreforma da Previdência.  A votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16, da Contrarreforma da Previdência, estava prevista para 2017. Entretanto, diante da pressão de milhões de brasileiras/os, acabou sendo adiada para o começo de 2018, visto que o governo não tem conseguido os votos necessário para a aprovação da medida.

     

    Chamado como “Dia Nacional de Greves, Paralisações e Mobilizações pela não aprovação da Contrarreforma da Previdência”, o dia 19 representa o provável início das discussões da PEC 287/16 no Congresso Nacional. Diante das ameaças contidas na PEC, trabalhadora/es e a juventude de todo o país se mobilizarão nas ruas pela revogação desta Proposta, que visa destruir com os direitos previdenciários das/os brasileiras/os.

    A programação da paralisação em Pelotas será definida hoje, em reunião da ADUFPel-SSind com outros sindicatos que também estão construindo o movimento, e será divulgada nesta sexta-feira.

    PEC 287/16

    A PEC 287/16, da Contrarreforma da Previdência, pretende instituir uma série de mudanças na legislação previdenciária. Aumento da idade mínima para aposentadoria, pedágio na regra de transição, aumento no tempo de contribuição e diminuição das pensões por morte são algumas das alterações que irão impactar a vida de milhões de trabalhadoras e trabalhadores. Além disso, trabalhadoras/es rurais, que hoje podem se aposentar tendo 15 anos trabalhados, terão de comprovar contribuição neste período, sendo também penalizados pela Contrarreforma.

    A pressão popular está impossibilitando o governo de conseguir os votos necessários para a aprovação da PEC 287. Além do adiamento da votação para 2018, outro resultado desta pressão foi apresentação da Emenda Aglutinativa Global à PEC 287, pelo relator da Proposta, deputado Arthur Maia. O texto reúne a proposta com o substitutivo adotado pela Comissão Especial e com as emendas apresentadas, retirando as mudanças nas regras de transição para servidores públicos, mas mantendo as outras agressões às/aos trabalhadoras/es.

  • SEI

    A partir de 1º de novembro de 2017, todos os processos deverão ser abertos no SEI. Os que são de atribuição desta Comissão deverão ser encaminhados a CPPD com toda documentação exigida.

    PS. Não esqueçam de assinar.

    Grata!

  • Reunião CPPD 30/09

    Dia 30/09 (sexta-feira) a CPPD encontrar-se-á em reunião e, portanto, não haverá expediente externo.

    Att,

    CPPD.

  • Novo número telefônico CPPD

    Com as novas mudanças telefônicas realizadas no Campus Anglo, o novo telefone da Comissão é 32844097.

    Att,

    CPPD

  • Resolução 010/2015 CONSUN

    Atenção para avaliação no RAAD 2015

    Docente Regime de Trabalho 40h e 40DE

    Total de Pontos ≥ 150

    Total de Carga Horária Anual  1.760 ± 10% (1.584 a 1936)

    Carga Horária Semanal  ≥ 8h              Total de Carga de Ensino Anual ≥ 272

     

    Docente Regime de Trabalho 20h 

    Total de Pontos ≥ 110

    Total de Carga Horária Anual  880 ± 10% (792 a 968)

    Carga Horária Semanal  ≥ 8h              Total de Carga de Ensino Anual ≥ 272

  • PROMOÇÃO ASSOCIADO 1 e CLASSE E – TITULAR

    Senhores docentes,

    A RESOLUÇÃO 010/2015 determina que o docente com direito a Promoção á Classe D(Associado) e Classe E (Titular) antes de solicitar a Promoção devem Solicitar a avaliação por Banca Específica.

    A CPPD sugere que os docentes entrem com o requerimento de avaliação 90 dias antes da data de interstício, sendo que a banca específica tem até 60 dias para a avaliação.

  • CPPD/DOCENTE

    A informação é um caminho de duas direções, assim a agilidade da CPPD depende da atualização permanente do docente.

    “Se o vento soprar de uma única direção, a árvore crescerá inclinada.”

    Provérbio Chinês