Início do conteúdo

Semana do Servidor 2018 – CDP agradece

A Coordenação de Desenvolvimento de Pessoal agradece a participação de todos os servidores na Semana do Servidor, que aconteceu de 29 de outubro a 1º de novembro, e avalia positivamente a realização da ação que teve como objetivo oferecer aos servidores uma programação diferenciada em comemoração ao Dia do Servidor Público, transcorrido em 28/10. Em especial, agradece imensamente à Comissão que planejou as atividades pensando em cada servidor da UFPel com muito carinho.

O evento contou com oficinas e atividades culturais e esportivas. Foram oportunizadas oficinas de Gastronomia, Plantas Medicinais, Pet terapia e dança de Forró, com o apoio fundamental dos facilitadores: Prof. Alcides Gomes Neto, Profª Rita Maria Heck, Profª Márcia Nobre, Profª Maria Teresa Nogueira e Prof. Robson Porto. As oficinas foram muito prestigiadas pelos servidores, recebendo todas elas excelentes avaliações

Gastronomia: Sabores da América

Pet Terapia

Plantas Medicinais

Pet Terapia

Plantas Medicinais

Dança de Forró

Gastronomia: Sabores da Itália

 

 

 

 

 

 

Gastronomia: Sabores da América

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foram desenvolvidos momentos de Ginástica Laboral em vários prédios da UFPel, tanto da cidade, quanto do Capão do Leão, com o apoio fundamental da ESEF, por meio de seu diretor – Eduardo Merino – que viabilizou a participação de seus alunos como facilitadores. Ainda, na área esportiva, tivemos a Caminhada orientada no Campus Capão do Leão, também com o apoio da ESEF, guiada pelo Prof. Volmar Nunes.

Ginástica Laboral

Ginástica Laboral

Caminhada – Campus capão do Leão

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As apresentações culturais aconteceram no primeiro e no último dia da Semana. Na Faculdade Direito, tivemos a brilhante apresentação do Coral da UFPel, com os regentes Prof. Carlos e Profª Salatiele, e na manhã do encerramento da Semana, apresentou-se de forma magistral a Orquestra da UFPel, sob a regência do Prof. Tiago Ribas.

Coral da UFPel

Coral da UFPel

Finalizando a Semana do Servidor, no dia 1º de novembro, na parte da manhã, tivemos uma programação no auditório do Centro de Artes, a qual foi aberta com a fala do Vice-Reitor, Luís Amaral, dando as boas-vindas aos presentes e aludindo a alegria de estarmos comemorando o dia daquelas pessoas que no cotidiano servem ao público.

Orquestra da UFPel

Após a apresentação da Orquestra da UFPel, foi o momento das homenagens, já em função das comemorações dos 50 anos da UFPel. A primeira destacou a solidária atuação do Grupo Medicação, que há 16 anos leva música aos corredores do Hospital Escola, sendo muito aguardado toda quarta-feira pelos pacientes, acompanhantes e servidores.

Homenagem – Grupo Medicação

A outra homenagem destacou o servidor mais antigo em exercício na UFPel há 46 anos, o senhor Mario Roberto Martins Rosa, representado na cerimônia pelo servidor Flávio Villela Oliveira.

Homenagem ao Servidor mais antigo

Seguindo a programação, foi exibido um vídeo, no qual servidores das mais diversas lotações, idades e atividades, fazem declarações a respeito de sua vida na Instituição, alguns associando a relações pessoais que na UFPel se estabeleceram, caracterizando o entrelaçamento entre vida funcional e vida particular.

Na sequência, o Prof. Júlio Mattos lembrou a passagem de 1º ano de funcionamento do SEI na Instituição, comemorando as vantagens no andamento dos processos administrativos na rotina da Universidade. Apresentou estatísticas e um vídeo com depoimentos de servidores das mais diversas unidades, que manifestaram seus sentimentos a respeito dessa nova ferramenta de trabalho.

SEI – 1º ano de implantação

Encerrando o evento de fechamento da Semana do Servidor, a professora Andréia Athaydes, da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), doutora em Comunicação, proferiu a palestra “A UFPel e Eu: como escrever nossa história”.

Andréia afirmou que devemos manter a memória das pessoas e dos lugares, pois isso garante que essa história permaneça além das nossas vidas: “O que fica registrado permanece no tempo”. Sua fala foi também um diálogo com os servidores presentes, no qual destacou a questão do engajamento. Para a palestrante, estar apenas de corpo presente, como se diz popularmente, nos robotiza. O fato de estarmos engajados em nossas atividades entrelaça nossas histórias.

Outra questão levantada é o propósito, que traz o incentivo pessoal para que objetivos sejam perseguidos. Para Andréia, devemos construir nossa história de forma coletiva, unindo um conjunto de saberes e habilidades em prol de um bem comum, que no caso da UFPel, é o acesso à educação e ao conhecimento.

Andreia Athaydes

Publicado em 27/11/2018, em Notícias.