Visita Técnica ao Bairro Fragata em Pelotas

O time do LabCom junto com os estudantes da disciplina de Planejamento Urbano da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFPel fizeram uma visitá técnica ao Bairro Fragata em Pelotas, no dia 2 de Abril de 2018, para identificar aspectos positivos e negativos da área considerando as necessidades de pessoas com 60 anos ou mais. A atividade fez parte da pesquisa internacional ‘Projetando Lugares com Idosos: Rumo às Comunidades Amigas do Envelhecimento’. Visite nosso site: http://placeage.org/br

Mapeamento Participativo na Cohab Duque no Fragata em Pelotas

Dia 22 de Março de 2018 foi realizado o segundo mapeamento participativo no bairro Fragata em Pelotas, agora no salão de festa da Cohab Duque, com a finalidade de identificar as necessidades dos moradores daquela região quanto a infraestrutura do local, bem como quais elementos fazem parte da memória dos residentes, com foco nas pessoas com 60 anos ou mais.

O próximo mapeamento incluirá o poder público.

A pesquisa Place Age é contemplada pelo Edital Universal do CNPq

A UFPel apresentou um excelente desempenho, com 31 projetos na Faixa A (até 30 mil), 27 projetos na Faixa B (até 6o mil) e 12 na Faixa C (até 120 mil), com um valor aproximado de quase R$ 4 milhões de reais, nas diferentes áreas de conhecimento, com forte aporte de recursos para o desenvolvimento de pesquisas na IES. O laboratório de estudos comportamentais foi contemplado pelo edital com bolsas de pós-graduação e iniciação científica.

Clique aqui para saber mais.

Professores e alunos membros do LAbCom participaram da missão internacional do projeto PlaceAge na cidade de Brasilia

Entre os dias 3 e 7 de Dezembro de 2018, ocorreram na Universidade de Brasilia (UNB), as reuniões para determinar o andamento do ano 3 na pesquisa PLaceAge, pesquisa que busca através de seus métodos alcançar seu objetivo principal que é ter uma cidade amiga dos idosos.
Dentre os participantes do Brasil estavam os pesquisadores de Pelotas, Belo Horizonte e Brasília, além da equipe do Reino Unido que contou com a presença dos membros de Glasgow, Manchester e Edimburgo. A pesquisa PlaceAge é financiada pelo Fundo Newton e tem duração prevista até Agosto de 2019.

Pesquisadora Tanara Acosta recebe Menção Honrosa no XVII Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído (ENTAC)

A Bolsista do LABCOM Tanara Acosta apresentou seu trabalho intitulado “A percepção dos idosos a partir de entrevistas caminhadas” no ENTAC 2018, na cidade de Foz do Iguaçu, esse trabalho com coautoria de outros bolsistas do laboratório e professores membros da pesquisa PlaceAge, foi selecionado nos mais de quinhentos trabalhos apresentados no evento e ficou em terceiro lugar com menção honrosa.

Prof. Adriana Portella está indo para a ONU em Genebra representar a Faurb/Ufpel, Pelotas/Brasil

A professora Adriana Portella está indo para a ONU em Genebra, representando a Universidade Federal de Pelotas, faculdade de arquitetura e Urbanismo, e o Brasil, para discutir como reduzir as desigualdades sociais no mundo globalizado. Muito prazer em ter o PI brasileiro do projeto placeage selecionado pela ONU para esta reunião. Ela estará apresentando o trabalho desenvolvido sobre desigualdades sociais no Rio durante os Jogos Olímpicos (financiado por CNPQ), um estudo que mais tarde deu origem ao livro “Insights sobre favelas” (financiado por CAPES), onde o professor Ryan woolrych, britânico PI de Projeto PlaceAge , e Judith Sixsmith, British Co-I do mesmo projeto, tem um capítulo sobre gentrificação.

Equipe de pesquisa de PlaceAge Pelotas começou a discutir como converter os resultados da pesquisa em políticas públicas para promover cidades amigáveis de idade no Brasil.

A equipe de pesquisa de Pelotas começou a discutir como converter os resultados da pesquisa em políticas públicas para promover cidades amigáveis de idade no Brasil.

A equipe tenta responder a seguinte pergunta:

Como as comunidades podem ser projetadas para melhor integrar o sentido das necessidades locais dos idosos em diferentes contextos urbanos e culturais?

Tendo como objetivo no Ano 3: (iii) melhor articular o papel dos adultos mais velhos como placemakers ativos no processo de design, envolvendo a comunidade em todas as etapas da pesquisa