Início do conteúdo

Doutorando do PPGCEM é premiado no 30th International Conference on Materials Chemistry & Science


O aluno do PPG em Engenharia e Ciência dos Materiais da Universidade Federal de Pelotas e integrante do grupo de pesquisa Novonano, Ricardo Marques e Silva, teve seu pôster “Niobium oxide-carbon nanotube electrodes for supercapacitors, prepared using microwave hydrothermal synthesis”, premiado como destaque na 30th International Conference on Materials Chemistry & Science , realizado entre os dias 27 e 28 de agosto de 2018, em Toronto, no Canadá.

O resumo tem ainda a coautoria de Bruno S. Noremberg, Natália H. Marins e Neftalí L. V. Carreño, da UFPEL, e de Jordan Milne e  Igor Zithomirsky, da McMaster University (Canadá).

A pesquisa tem como assunto o pentóxido de nióbio, que tem se destacado devido à sua estabilidade termodinâmica, alta capacitância relativa e excelentes características de pseudo-capacitância, apesar da baixa condutividade elétrica. Algumas estratégias têm sido utilizadas para superar essa barreira, por exemplo, a modificação da morfologia e das combinações com materiais à base de carbono, como nanotubos de carbono (CNTs), que apresentam alta condutividade e estabilidade química. Nesse contexto, a hidrotérmica assistida por micro-ondas a síntese (MHS) tem sido utilizada devido às suas vantagens como redução drástica do tempo de reação, não utilização de solventes orgânicos, nucleação homogênea, crescimento de nanopartículas uniformes e aumento da absorção de materiais do carbono.

Assim, o trabalho relata a fabricação de eletrodos de nanocristais de Nb2O5 e CNTs por MHS (fase TT-Nb2O5) e após tratamento térmico (fase T-Nb2O5). Ambas as fases foram confirmadas por análises de XRD e Raman. Além disso, as nanopartículas de Nb2O5 cresceram de forma homogênea e bem dispersa na superfície do CNT, como observado pela técnica TEM. O material apresentou uma boa capacitância quando ciclado em várias taxas de varredura (2, 5, 10, 20, 50 e 100 mV/s) em eletrólito de Na2SO4 com uma potencial janela de 0 a 0,8 V.

Biografia. Ricardo Silva é aluno de doutorado da Universidade Federal de Pelotas no PPGCEM no grupo de pesquisa NOVONANO, é egresso do curso de graduação de Engenharia de Materiais da primeira turma, estudou na Silesian University of Technology, na Polônia e, atualmente, é um estudante de intercâmbio na Universidade McMaster, no Canadá. Ele desenvolveu materiais e compósitos por síntese hidrotermal por microondas para obtenção de diferentes nanopartículas. Algumas das linhas de pesquisa e  aplicações são relacionadas supercapacitores, fotocatálise e sensores.

Parabenizamos o doutorando pela premiação!

Publicado em 29/08/2018, em Premiações.