Início do conteúdo
    Notícias
  • Habilitação de Cooperativas apresenta resultado final

    A Comissão Gestora do Programa de Coleta Seletiva Solidária da UFPel torna público a nominata final do Edital de Habilitação 01/2018 para associações/cooperativas interessadas em receber, por doação, os resíduos recicláveis produzidos nas atividades da UFPel:
    Cooper-Recicle Cooperativa de Trabalho. 
    O Processo público de habilitação pode ser conferido na íntegra pelo SEI, sob registro nº 23110.035713/2018-80. A implementação da política pública de fomento às cooperativas na abrangência regional da Instituição é resultante da aplicação do Decreto Federal nº 5.940/2006.
  • UFPel encaminha Licenciamento Ambiental do Campus Anglo

    A Universidade Federal de Pelotas (UFPel) protocolou, junto à Secretaria Municipal de Qualidade Ambiental (SQA), o licenciamento ambiental do Campus Anglo. Esse foi o primeiro local que passou pelo processo, liderado pela Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento (PROPLAN). Na sequência, Campus Capão do Leão e todos os demais locais passíveis de licenciamento ambiental receberão o trabalho.

    O processo protocolado engloba a descrição das características do Campus – como relato das atividades desenvolvidas no local e infraestrutura instalada -, características bióticas – com laudo de fauna e flora –, plano de gerenciamento de resíduos, planejamento de usos das áreas e outras informações documentais exigidas. A partir daí, a SQA deverá fazer a análise técnica e uma vistoria no local para conceder a aprovação.

    De acordo com o engenheiro civil e um dos responsáveis técnicos do projeto de licenciamento, Elias Dummer, um licenciamento ambiental dá ao local o selo de regularidade em relação ao meio ambiente. A partir daí, o processo de licenciamento pressupõe uma porta de entrada para uma nova forma de atuação da Universidade em relação ao seu ambiente. Por exemplo, o estabelecimento de programas e ações para atender às condicionantes e possíveis demandas que surgirão, como manejo de vegetação, monitoramento de fauna e efluentes. “É uma mudança de postura da Universidade em relação ao seu próprio território e com a comunidade em que está inserida”, observou o chefe do Núcleo de Planejamento Ambiental da UFPel, Franco Knuth. Além disso, trata-se de um significativo passo para o estabelecimento de uma política ambiental na UFPel. Ter um licenciamento ambiental também oportuniza a captação de recursos por meio de projetos de pesquisa que pressupõem essa licença como requisito.

    Regularização urbanística
    Em paralelo ao licenciamento ambiental, a UFPel também deu encaminhamento à regularização urbanística do Campus Anglo. Conforme a arquiteta e urbanista Cíntia Essinger, responsável pela Coordenação de Desenvolvimento do Plano Diretor, até então estavam registrados 22 mil m2. Agora, a regularização, já protocolada na Secretaria Municipal de Gestão da Cidade e Mobilidade Urbana, contempla o total de 38 mil m2, incluindo todas as construções da área e o planejamento de utilização, o que concederá o “habite-se” total do Campus. A regularização urbanística também iniciou no Anglo e prosseguirá em outros espaços da UFPel.

    Matéria: Coordenação de Comunicação Social – CCS UFPel

  • UFPel torna público nominata de habilitação

    A Comissão Gestora do Programa de Coleta Seletiva Solidária da UFPel divulga o resultado do Edital de Habilitação 01/2018 que objetiva a doação dos resíduos recicláveis produzidos na universidade para entidades associativas ou cooperativas de catadores de materiais recicláveis.

    SEI_UFPel – 0302302 – Ata de Reunião

    Seguindo o cronograma do instrumento convocatório, no dia 10 de outubro será divulgada a nominata final do processo, que ainda prevê a interposição de recurso no dia 8 de outubro.

  • UFPel promove habilitação para Cooperativas de Catadores de Materiais Recicláveis

    A UFPel lançou edital para habilitação de associações ou cooperativas de catadores de materiais recicláveis interessadas em receber, por doação, os resíduos recicláveis segregados nas atividades administrativas e acadêmicas da Instituição.

    O processo de doação dos materiais denominado Coleta Seletiva Solidária é previsto pelo Decreto Federal nº 5.940/2006. Desde 2014 o dispositivo legal vem sendo promovido na íntegra pela Universidade enquanto política pública socioambiental, gerando trabalho e renda para as entidades e seus cooperados e garantindo o destino final adequado dos resíduos sólidos recicláveis. O Edital 01/2018 pode ser acessado no link: http://www2.ufpel.edu.br/pra/licitacoes/

  • A Sustentabilidade Universitária no Ciclo Anual de Palestras da PROGEP

    A Coordenação de Desenvolvimento de Pessoal (CDP) da PROGEP abriu as inscrições para o próximo evento do Ciclo Anual de Palestras para Servidores, cuja temática será “A Sustentabilidade na Universidade Pública” e acontecerá no dia 5 de setembro próximo, às 14 horas, no auditório da Reitoria – Campus Anglo. O tema desta edição do ciclo é uma colaboração do Núcleo de Planejamento Ambiental (NPA) com a CDP, agregando também a contribuição do Programa do Bom Uso Energético (PROBEN) da UFPel. A ementa da temática compreende os seguintes tópicos:

    Gestão Ambiental Universitária: contexto histórico da UFPel; Gerenciamento de Resíduos, aspectos legais e operacionais; Licenciamento Ambiental de Campus Universitário; Plano de Logística Sustentável; e a Gestão Energética: Sustentabilidade Ambiental e Financeira.

    Os servidores Franco Knuth (NPA), Antonio César da Silva e Liader Oliveira (PROBEN) são os palestrantes do tema.

    As inscrições são limitadas e estão disponíveis AQUI!

  • Planejamento Ambiental integra o 1º EPARS

    O Planejamento Ambiental da UFPel participou do 1º Encontro Interinstitucional de Práticas Administrativas das Instituições Federais de Ensino Superior (EPARS) realizado pela Universidade Federal do Pampa (Unipampa), em Bagé-RS. Além da anfitriã, o evento reuniu outras cinco IFES gaúchas: Fundação Universidade do Rio Grande (FURG), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Universidade da Fronteira Sul (UFFS) , o Instituo Federal do Rio Grande do Sul (IFRS).

    Nos dias 04 e 05 de abril foram debatidos os temas governança e gestão de riscos, gestão de contratos e gestão de resíduos. Neste último, as IFES apresentaram o status de atuação em torno do tema, os avanços alcançados e as dificuldades enfrentadas para o gerenciamento adequado dos diversos tipos de resíduos gerados a partir das atividades universitárias. Em seus relatos, servidores técnicos da UFPel abordaram a coleta seletiva solidária, a gestão de resíduos perigosos, os entraves para a prática da logística reversa de resíduos, entre outras questões envolvendo o planejamento ambiental da instituição e a busca pela regularização ambiental de seus campi.

    De acordo com os organizadores, os próximos passos são articular e compartilhar todas as ações administrativas possíveis: “o sentimento de unidade e da criação de uma rede de gestão universitária entre as universidades e institutos federais deve transcender gestões, o que talvez seja o grande desafio deste trabalho que se inicia. Os debates realizados no 1º encontro demonstram que há necessidade de aperfeiçoar e aproximar as instituições”

    Fonte: http://novoportal.unipampa.edu.br/novoportal/encontro-de-praticas-administrativas-reune-sete-instituicoes-federais

     

    Fotos: divulgação Unipampa

  • Planejamento Ambiental consolida participação no SIIEPE

    Pelo terceiro ano consecutivo o Núcleo de Planejamento Ambiental (NPA) participa da Semana Integrada UFPel, maior evento científico da Universidade que agrega a produção acadêmica nas áreas de Inovação, Ensino, Pesquisa, e Extensão (SIIEPE).

    Na III edição do SIIEPE a discente Alice Pereira Lourenson, do Tecnólogo em Gestão Ambiental e bolsista do NPA, apresentou no XXVI Congresso de Iniciação Cientifica (CIC) o trabalho intitulado Análise Quantitativa da Coleta Seletiva Solidária na Universidade Federal de Pelotas em 2016, sob a supervisão e orientação dos técnicos Marisa Gonsalves de Moura e Franco Knuth, ambos atuantes na Coleta Seletiva Solidária promovida na UFPel sob gerencia do NPA.

    A produção, apresentada na área das ciências ambientais do XXVI CIC, teve como objetivo realizar uma análise quantitativa da Coleta Seletiva Solidária na UFPel durante o exercício de 2016, processo este resultante da implementação do Decreto Federal nº 5.940/06, uma política pública prevista para os órgãos da Administração Pública Federal. No total, a UFPel foi responsável por segregar, no período de janeiro à dezembro de 2016, aproximadamente 300 bags (unidade de acondicionamento estimado em 1000l) de resíduos recicláveis, além daqueles materiais que são acondicionados de forma individualizada, como vidros, papéis de expediente e livros. O material coletado, transportado, triado e preparado pelos trabalhadores cooperados é posteriormente comercializado. Todos os 10 pontos de coleta estabelecidos na UFPel, entre os quais Institutos, Centros, Faculdades e os Campus Porto e Capão do Leão, compreenderam a amostra da pesquisa.

    O trabalho destaca a importância socioambiental resultante da implementação da política pública, visto que a atividade gera emprego e renda para mais de 20 cooperados e suas famílias. O trabalho permitiu evidenciar também que a normalidade das atividades desenvolvidas na Universidade contribui para uma relação de regularidade entre a geração, segregação e coleta dos resíduos recicláveis; períodos de greve dos servidores da instituição e as férias acadêmicas demonstram que toda a Comunidade Universitária tem contribuição e relação diretas sobre o processo, por fatores que vão desde o impacto dos serviços prestados pelos servidores envolvidos direta ou indiretamente no processo até a efetiva adesão e colaboração dos universitários com a Coleta Seletiva.

    A produção é fruto das atividades desenvolvidas pela acadêmica no NPA e supervisionadas pelos técnicos do setor, aliando o conhecimento teórico adquirido no ambiente acadêmico com as atividades práticas e cotidianas em gestão ambiental promovidas na Administração Universitária.

  • Plano de Logística Sustentável tem Consulta Pública aberta à Comunidade Acadêmica

    A Comissão Gestora do Plano de Logística Sustentável (PLS) da UFPel está fazendo uma Consulta Pública para ouvir sugestões e ideias da comunidade acadêmica sobre ações para o Plano. É uma oportunidade para que a comunidade possa opinar sobre como a UFPel deve lidar com aspectos como material de consumo, eficiência no uso da energia elétrica, coleta seletiva de resíduos, qualidade de vida no trabalho, compras e contratações sustentáveis, medidas de conscientização e capacitação.

    Ferramenta de planejamento que definirá objetivos e responsabilidades, o PLS irá conter ações, metas, prazos de execução e mecanismos de monitoramento e avaliação, que permitirão estabelecer práticas de sustentabilidade e racionalização de gastos e processos. Mais do que um documento, o Plano vai ser um norteador das ações que a comunidade deve adotar no cotidiano acadêmico para que a UFPel efetive seus compromissos socioambientais.

    Participe
    Para participar da consulta pública sobre o PLS, basta clicar aqui. O prazo vai até o dia 20 de agosto.

    Para saber mais sobre o que é um PLS, veja o site do Plano de Logística Sustentável da UFPel.