III Fórum Virtual Internacional bauKULTUR (08/10, 10hrs)

Dia 08 de outubro, um evento para compartilhar com os profissionais do mercado da arquitetura e construção civil, experiências bem sucedidas deste conceito na Alemanha. 🇩🇪
Neste Webinar serão abordados aspectos técnicos e jurídicos desta Norma brasileira. No intuito de traçar um quadro comparativo com as normas vigentes no país europeu.
➡️ Inscrições gratuitas para o zoom: https://bit.ly/ForumbauKultur
➡️ Ou acompanhe pelo YouTube: https://bit.ly/youtubeahk
Se inscreva no nosso canal para receber o lembrete! ✍🏻

Dr. Aldomar Pedrini, da UFRN, participará do Ciclo de Palestras do PROGRAU/FAURB, onde abordará a utilização de ferramentas de simulação no processo projetual

 

O Professor Dr. Aldomar Pedrini, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, participará do Ciclo de Palestras do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFPel nesta sexta-feira, dia 28 de agosto, a partir das 18hs, quando abordará a Integração das Ferramentas de Simulação de Desempenho no Processo Projetual: Conflitos entre Teoria e Prática.

O professor Aldomar, Dr. em Arquitetura pela University of Queensland – Austrália (2003) tem uma grande experiência na área de simulação computacional e pesquisa arquitetura tropical, desempenho térmico, luminoso e energético de edificações (modelagem, simulação e calibração) e integração de métodos de análise ao processo projetual.

O link para o evento é meet.google.com/exf-eefh-egr.

UFPel pesquisa impactos da mudança de hábito em relação ao consumo de energia elétrica residencial durante a pandemia

O Laboratório de Inspeção de Edificações em Eficiência Energética da Universidade Federal de Pelotas (Linse/UFPel) está realizando uma pesquisa para saber como se alteraram os hábitos de utilização dos equipamentos nas residências e, consequente, o consumo de energia, neste momento em que o isolamento social fez com que as pessoas estejam desenvolvendo outras atividades que normalmente eram executadas no trabalho ou nas escolas. Para isso, lançou um questionário, que pode ser respondido aqui.

A iniciativa surgiu frente à atual situação de premência de combate ao Covid-19, quando a Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento (Proplan) apresentou um programa de ações integradas de combate à doença e preservação da saúde das pessoas, mobilizando em rede 17 laboratórios e coletivos da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAUrb), do Centro de Artes (CA) e do Centro de Desenvolvimento Tecnológico (CDTEC), cada um atuando dentro de sua área. Esses laboratórios se estruturaram como uma rede de laboratórios, a RedeLAB.

Eficiência Energética
O Linse é um laboratório da FAUrb que atua diretamente em eficiência energética e, dentro da rede de laboratórios, será responsável por identificar medidas para conservação de energia em período de isolamento social e cuidados práticos para manter a higienização dos ambientes.

Notícia no site da UFPel: http://ccs2.ufpel.edu.br/wp/2020/08/26/ufpel-pesquisa-impactos-da-mudanca-de-habito-em-relacao-ao-consumo-de-energia-eletrica-residencial-durante-a-pandemia/

Live abordará as experiências brasileiras em NZEBs (Net Zero Energy Buildings)

O professor Antonio César Silveira Baptista da Silva, coordenador do LABCEE e do LINSE/UFPel participará de uma live neste dia 24 de agosto, a partir das 18hs, onde as experiências brasileiras em NZEBs (Net Zero Energy Buildings) serão apresentadas.

Recentemente a UFPel foi contemplada em uma chamada pública da Eletrobrás, denominada Procel Edifica – NZEB Brasil, e receberá o aporte de 1 milhão de reais para a construção do projeto denominado Anexo FAURB – NZEB UFPel.

Edificações NZEB são edificações de alta eficiência energética que produzem sua própria energia de fonte renovável, e alcançam um balanço anual energético próximo a zero, reduzindo o impacto ambiental e a necessidade de investimentos para construção de usinas de geração de energia.

Também participarão da mesa a Profa. Cláudia Amorim (FAU/UnB), doutora em Tecnologias Energéticas e Ambientais na Università degli Studi di Roma “La Sapienza” e a arquiteta Clarissa Debiazi Zomer, doutora em Engenharia Civil (UFSC) e pesquisadora do Grupo Fotovoltaica UFSC.

A organização é da comissão de atividades online da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Alagoas.

BNDES receberá recursos para projetos de eficiência energética

O Fundo Garantidor para Crédito à Eficiência Energética (FGEnergia) do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai receber R$ 30 milhões do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel). Os recursos, do tipo não reembolsável, serão usados no apoio a projetos de eficiência energética de diferentes setores da economia, por meio da concessão de garantias.

Segundo o banco, o sistema de garantias reduz o risco de inadimplência assumido pelos financiadores. A expectativa é aumentar o acesso do tomador ao crédito. “O mecanismo de garantias do fundo prevê a cobertura de parte do risco dos agentes financeiros com essas operações, através da concessão de garantia que poderá chegar a 80% do crédito total, e estará sujeita à validação de critérios técnicos do projeto relacionados à eficiência energética”, diz o BNDES em nota.

Com esse volume de aporte inicial, o FGEnergia terá condição de viabilizar a geração de garantias para cerca de R$ 200 milhões em projetos de eficiência energética em todo o Brasil., destaca a instituição. Entre os 29 projetos que se habilitaram no processo de priorização de recursos no 3º Plano Anual de Aplicação dos Recursos (PAR) do Procel, o FGEnergia desenvolvido pelo banco em conjunto com o Laboratório de Inovação Financeira (LAB), foi classificado em segundo lugar.

De acordo com o BNDES, o aumento da eficiência do sistema energético nacional provocará impactos relevantes na produtividade da economia, na redução do consumo de combustíveis fósseis e na emissão de gases de efeito estufa, colaborando para um Brasil mais sustentável.

Agora, que foi selecionado, o fundo deverá cumprir as fases seguintes de estruturação, aprovação interna e implementação pelo BNDES, com apoio do LAB e em parceria com a equipe do Procel. “Em sua primeira fase de operação, o FGEnergia servirá de piloto para uma futura captação de recursos de terceiros, junto a investidores de impacto, nacionais e internacionais”.

Para a superintendente da Área de Energia do BNDES, Carla Primavera, a experiência e abrangência da instituição nesta área será fundamental para o avanço do projeto. Aproveitando tal experiência, o FGEnergia vai agregar ainda o conhecimento técnico do banco sobre o setor de energia para validação das operações, mediante a aplicação de uma ferramenta de avaliação qualitativa dos projetos submetidos ao fundo pelos agentes, observou Carla.

O BNDES informou ainda que, ao lado do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), uma das instituições que integram o LAB, vai trabalhar conjuntamente na captação de novos recursos para o FGEnergia. A intenção é estabelecer diálogo com fundos internacionais com foco no combate às mudanças climáticas e no crescimento global sustentável, como o Green Climate Fund, o Sustainable Infrastructure Program e o banco de desenvolvimento alemão KfW.

O Procel foi criado em 1985 para incentivar ações voltadas ao aumento da eficiência no uso da energia e a adoção de hábitos de consumo mais conscientes. O programa é coordenado pelo Ministério de Minas e Energia e executado pela Eletrobras.

Link para notícia: https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2020-07/bndes-recebera-recursos-para-projetos-de-eficiencia-energetica