Pesquisa e Extensão

O curso oferece algumas ações de pesquisa e extensão que serão desenvolvidas no Polo.

Para fazer o seu cadastro no link – Cadastro

Projetos

Daniela Schneider 

Projeto de Pesquisa – Maloca pandêmica: gambiarras docentes

Professoras responsáveis: Daniela Schneider (ILA/Furg); Viviani Kwecko (ILA/Furg)

Resumo: Quais docências em artes visuais são possíveis desde a casa? Esta pergunta interroga a intersecção de projetos – extensão, pesquisa e ensino – voltados para a pesquisa do mundo da casa como matéria e lugar da produção docente em artes visuais. A Maloca se desdobra como espaço de diálogo e problematização desta docência, possível ou impossível, constituindo-se de exercícios teórico-práticos em torno da produção contemporânea da arte que se volta para as estéticas do cotidiano e as visualidades domésticas. Propõe-se a partir de uma investigação cartográfica, que busca mapear poéticas docentes na conjugação com teóricos que se voltam também para as temáticas do cotidiano, da casa e das dimensões domésticas da existência. Além disso, toma da A/R/Tografia alguns pressupostos que possam se deslocar para pensar a produção da docência em Artes Visuais. Toma de empréstimo conceitos das pós-produções e das estéticas relacionais propostas por Nicolas Bourriaud. Prevê a produção de pequenas performances, gestos artísticos e vídeo-arte (entre outras linguagens que possam se elaborar desde casa); investiga as relações entre corpo/objeto/casa; convida à elaboração de práticas formativas em artes visuais e pretende investigar seus desdobramentos nos ambientes de formação em contato com as artes visuais. Uma intra ação, constituída como espaço colaborativo de partilha das produções oriundas destes projetos, homonimamente chama-se Maloca Pandêmica, por engendra, em práxis, o que a proposta deste projeto de pesquisa pretende.

Roberta Barros

Design e Sociedade: pós-modernidade, comunicação e engajamento através de peças gráficas

Ações nos polos: grupos de estudos a partir de leituras dirigidas; participação do grupo Maloca Pandêmica; previsão de aplicação, na forma de oficinas envolvendo formação de docentes e discentes nas escolas; previsão de publicações dos resultados em periódicos e eventos qualificados na área.

Design e Sociedade: pós-modernidade, comunicação e engajamento através de peças gráficas

O projeto de pesquisa “Design e Sociedade: pós-modernidade, comunicação e engajamento através de peças gráficas” aborda a relação entre Design e Comunicação no contexto da sociedade pós-moderna, uma discussão teórica que tem seus resultados diretamente ligados à prática do Design contemporâneo. Através do estudo sobre o desenvolvimento da comunicação na sociedade ocidental, propõe-se a investigação do papel social do design e sua atuação neste cenário, cujos resultados gráficos deverão ser analisados através de um olhar crítico e reflexivo a partir deste contexto.

Objetivos:Geral: Proporcionar reflexão e produção de conhecimento acerca do Design e sua relação com a sociedade a partir das noções teóricas de pós-modernidade, especialmente no que tange o papel do Design na comunicação e seu engajamento social.

Específicos:

–  estudar o Design e seu papel social a partir das noções teóricas de pós-modernidade;

–  abordar a relação interdisciplinar entre Comunicação e Design, como áreas do conhecimento e como formadores de opinião, partir das teorias da comunicação;

– refletir sobre a sociedade contemporânea e a forma como o designer se situa neste contexto;

– refletir sobre o papel da comunicação no desenvolvimento da Sociedade Ocidental e sua função ao longo dos séculos;

– proporcionar aos estudantes de graduação e pós-graduação um aprofundamento teórico nessas áreas, de maneira a estimular sua produção intelectual e científica através da escrita de artigos científicos e da participação em eventos acadêmicos desta natureza;

– organizar publicação de obra que abarque a produção teórica e metodológica do referido projeto, como uma ferramenta para futuras pesquisas na área da comunicação e do design.

Laboratório Acadêmico de Produção de Vídeo Estudantil

O Festival de vídeo estudantil tem como objetivo incentivar a produção de vídeo nas Escolas da cidade de Pelotas e região. O Festival é o espaço onde os alunos exibem o vídeo feito durante o ano na sala de aula e a   votação é feita nas redes sociais e nas escolas da cidade do festival!

Objetivo geral:

– Incentivar a realização de vídeo dentro do espaço escolar.

Objetivos Específicos :

– Incentivar escolas da região a realizarem vídeo com os alunos

– Capacitar alunos e professores na realização audiovisual;

– Analisar o conteúdo dos vídeos com a realidade da escola.

A produção de vídeo é uma realidade da sociedade atual, porém, ainda está longe do dia a dia das escolas no Brasil. Vemos uma lenta mudança acontecendo em algumas instituições de ensino, onde a produção de vídeo chega via alunos e alguns bravos professores que desejam realizar alguma modificação na sua aula, principalmente para que o aluno tenha prazer em aprender, tirando o foco unicamente dos conteúdos. A Escola enfrenta o desafio de lidar com jovens cuja autoestima é baixa, cuja condição socioeconômica é precária; o desafio de lidar com a exclusão causada pela falta de possibilidades desses jovens de viverem a experiências de inserção na sociedade digital, tecnológica, mas que também exige habilidades de socialização, de criação, de ideias originais. É necessário um trabalho pedagógico para que os alunos pudessem se enxergar, construir sua identidade, perceberem-se como sujeitos de seu fazer. O festival contribui de forma positiva para que o aluno possa desempenhar papéis que falem do seu dia-a-dia, que lembre-os de quanta coisa bela existe em suas vidas e de como é possível ser feliz. É preciso juntar o cotidiano, a vida e a arte. O cinema é isto, um recorte de uma realidade idealizada, mediada pela tecnologia.