O Que é a UAB?

O que é a UAB?

A Universidade Aberta do Brasil é um sistema integrado por universidades públicas que oferece cursos de nível superior para camadas da população que têm dificuldade de acesso à formação universitária, por meio do uso da metodologia da educação a distância.

O público em geral é atendido, mas os professores que atuam na educação básica têm prioridade de formação, seguidos dos dirigentes, gestores e trabalhadores em educação básica dos estados, municípios e do Distrito Federal.

O Sistema UAB foi instituído pelo Decreto 5.800, de 8 de junho de 2006, para “o desenvolvimento da modalidade de educação a distância, com a finalidade de expandir e interiorizar a oferta de cursos e programas de educação superior no País”. Fomenta a modalidade de educação a distância nas instituições públicas de ensino superior, bem como apóia pesquisas em metodologias inovadoras de ensino superior respaldadas em tecnologias de informação e comunicação. Além disso, incentiva a colaboração entre a União e os entes federativos e estimula a criação de centros de formação permanentes por meio dos pólos de apoio presencial em localidades estratégicas.

Assim, o Sistema UAB propicia a articulação, a interação e a efetivação de iniciativas que estimulam a parceria dos três níveis governamentais (federal, estadual e municipal) com as universidades públicas e demais organizações interessadas, enquanto viabiliza mecanismos alternativos para o fomento, a implantação e a execução de cursos de graduação e pós-graduação de forma consorciada. Ao plantar a semente da universidade pública de qualidade em locais distantes e isolados, incentiva o desenvolvimento de municípios com baixos IDH e IDEB. Desse modo, funciona como um eficaz instrumento para a universalização do acesso ao ensino superior e para a requalificação do professor em outras disciplinas, fortalecendo a escola no interior do Brasil, minimizando a concentração de oferta de cursos de graduação nos grandes centros urbanos e evitando o fluxo migratório para as grandes cidades.

 

 

O Decreto nº 5.622/05 determina a obrigatoriedade de momentos presenciais nos cursos a distância, destinados às seguintes finalidades: avaliação dos estudantes; estágios obrigatórios, quando previstos na legislação pertinente; defesa de trabalhos de conclusão de curso, quando previstos na legislação pertinente; atividades relacionadas a laboratórios de ensino, quando for o caso. Cada curso e instituição pode definir momentos presenciais para outros tipos de atividades. As atividades presenciais obrigatórias realizam-se no polo de apoio presencial ou na própria sede da instituição, conforme determinação institucional.

O aluno é responsável por comparecer às atividades presenciais, mantendo a frequência mínima exigida por cada instituição. Para conhecer as normas específicas que regulamentam cada curso, o aluno deve se informar junto à instituição de ensino ofertante.

 

Os interessados em atuar no Sistema UAB como bolsistas (tutores) devem atender aos requisitos exigidos na Lei nº 11.273/2006. Caso os requisitos sejam atendidos procure o coordenador UAB de uma instituição participante do sistema e informe-se sobre o processo de seleção de tutores.

 

COORDENADOR DE CURSO

  1. atribuições: • coordenar, acompanhar e avaliar as atividades acadêmicas do curso • participar das atividades de capacitação e de atualização desenvolvidas na Instituição de Ensino • participar do grupos de trabalho para o desenvolvimento de metodologia, elaboração de materiais didáticos para a modalidade a distância e sistema de avaliação do aluno • realizar o planejamento e o desenvolvimento das atividades de seleção e capacitação dos profissionais envolvidos no curso; • elaborar, em conjunto com o corpo docente do curso, o sistema de avaliação do aluno; • participar dos fóruns virtuais e presenciais da área de atuação; • realizar o planejamento e o desenvolvimento dos processos seletivos de alunos;, em conjunto com o coordenador UAB • acompanhar o registro acadêmico dos alunos matriculados no curso; • verificar “in loco” o bom andamento dos cursos. • acompanhar e supervisionar as atividades: dos tutores, dos professores, do coordenador de tutoria e dos coordenadores de pólo; • informar para o coordenador UAB a relação mensal de bolsistas aptos e inaptos para recebimento • auxiliar o coordenador UAB na elaboração da planilha financeira do curso.

 

 

COORDENADOR DE TUTORIA

  1. atribuições participar das atividades de capacitação e atualização; • acompanhar o planejamento e o desenvolvimento processos seletivos de tutores, em conjunto com o coordenador de curso; • acompanhar as atividades acadêmicas do curso; • verificar “in loco” o bom andamento dos cursos; • informar para o coordenador do curso qual a relação mensal de tutores aptos e inaptos para recebimento de bolsas; • acompanhar o planejamento e desenvolvimento das atividades de seleção e capacitação dos tutores envolvidos no programa; • acompanhar e supervisionar as atividades dos tutores; • encaminhar à coordenação do curso relatório semestral de desempenho da tutoria. 3 2.4.
  2. PROFESSOR PESQUISADOR
  3. a) atribuições: • elaborar e entregar os conteúdos dos módulos desenvolvidos ao longo do curso no prazo determinado; • adequar conteúdos, materiais didáticos, mídias e bibliografia utilizados para o desenvolvimento do curso á linguagem da modalidade a distância • realizar a revisão de linguagem do material didático desenvolvido para a modalidade a distância; • adequar e disponibilizar, para o coordenador de curso, o material didático nas diversas mídias; • participar e/ou atuar nas atividades de capacitação desenvolvidas na Instituição de Ensino; • desenvolver as atividades docentes da disciplina em oferta na modalidade a distância mediante o uso dos recursos e metodologia previstos no projeto acadêmico do curso; • coordenar as atividades acadêmicas dos tutores atuantes em disciplinas ou conteúdos sob sua coordenação; • desenvolver as atividades docentes na capacitação de coordenadores, professores e tutores mediante o uso dos recursos e metodologia previstos no plano de capacitação; • desenvolver o sistema de avaliação de alunos, mediante o uso dos recursos e metodologia previstos no plano de curso; • apresentar ao coordenador de curso, ao final da disciplina ofertada, relatório do desempenho dos estudantes e do desenvolvimento da disciplina; • participar de grupo de trabalho para o desenvolvimento de metodologia e materiais didáticos para a modalidade a distância. • realizar a revisão de linguagem do material didático desenvolvido para a modalidade a distância; • participar das atividades de docência das disciplinas curriculares do curso; • desenvolver, em colaboração com o coordenador de curso, a metodologia de avaliação do aluno;; • desenvolver pesquisa de acompanhamento das atividades de ensino desenvolvidas nos cursos na modalidade a distância; • elaborar relatórios semestrais sobre as atividades de ensino no âmbito de suas atribuições, para encaminhamento à DED/CAPES/MEC, ou quando solicitado. 2.5

TUTOR

  1. atribuições: • mediar a comunicação de conteúdos entre o professor e os cursistas; • acompanhar as atividades discentes, conforme o cronograma do curso; • apoiar o professor da disciplina no desenvolvimento das atividades docentes; • manter regularidade de acesso ao AVA e dar retorno às solicitações do cursista no prazo máximo de 24 horas; • estabelecer contato permanente com os alunos e mediar as atividades discentes; • colaborar com a coordenação do curso na avaliação dos estudantes; 4 • participar das atividades de capacitação e atualização promovidas pela Instituição de Ensino; • elaborar relatórios mensais de acompanhamento dos alunos e encaminhar à coordenação de tutoria; • participar do processo de avaliação da disciplina sob orientação do professor responsável; • apoiar operacionalmente a coordenação do curso nas atividades presenciais nos pólos, em especial na aplicação de avaliações.

 

 

 

Características desejáveis de um tutor* Existem dois tipos de tutores no sistema UAB, sendo eles: Tutor Presencial e Tutor a Distância, ambos selecionados por instituições públicas vinculadas ao programa UAB.

Para ser Tutor presencial é preciso ser professor da rede pública ou particular, estadual ou municipal, da cidade sede do pólo, com formação de nível superior – licenciatura – e experiência comprovada de no mínimo um ano no magistério na educação básica.

Para ser tutor a distância é exigida experiência comprovada no magistério ou formação pós-graduada.