Início do conteúdo
Projetos de pesquisa com recursos de agências de fomento
Edital: MCTI/CNPQ/Universal 14/2014
Nome do projeto: Quilombolas do Sul do Rio Grande do Sul: seus saberes e efetivação da continuidade cultural  como suporte ao desenvolvimento sustentável
Execução: 2014 – 2017
Coordenadora: Profa. Dra. Márcia Rodrigues Bertoldi
Descrição: O objetivo desse projeto é identificar as práticas sustentáveis das comunidades quilombolas da cidade de Pelotas-RS, originadas de seus saberes tradicionais, que promovem o direito ao desenvolvimento sustentável (nas vertentes social, econômica, cultural e ambiental) e realizar o registro como forma de salvaguardar tais saberes e prosperar a continuidade cultural, a conservação ambiental de seu habitat, a promoção da equidade social e a manutenção das identidades singulares e dos modos de organização econômica, elementos condicionantes da efetivação do princípio da dignidade humana..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Marcia Rodrigues Bertoldi – Coordenador / Renata Ovenhausen Albernaz – Integrante / Rosane Aparecida Rubert – Integrante / Yasmin Seonane – Integrante / Nathercia Pedotti – Integrante / Guilherme Stefan – Integrante / Jefferson Galvão – Integrante / Nara Beatriz Matias Soares – Integrante / Luísa Ruas Oliveira – Integrante / Ádria Tábita de Moraes Nascimento – Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 19

Edital: Programa de Apoios à Extensão Universitária MEC/SESu 2016
Nome do projeto: Libertas – Programa de Enfrentamento da Vulnerabilidade em Ambientes Prisionais
Execução: 2014 – 2018
Coordenador: Prof. Dr. Bruno Rotta Almeida
Descrição: O LIBERTAS – Programa de Extensão em Ciências Criminais se destina à reflexão e construção de uma concepção crítica das Ciências Criminais nas seguintes abordagens: sistemas jurídico-penais; crime e violência; punição e controle social; vulnerabilidade social. O programa objetiva a elaboração de políticas sociais em parceria com a comunidade na tentativa de superação do modelo atual. A partir da compreensão do papel perverso que desenvolve o sistema penal, principalmente em nossa região marginal, visa-se fomentar o pensamento científico na luta por um sistema penal humanista e menos estigmatizante. Logo, o LIBERTAS visa a realização de ações que conciliem ensino, pesquisa e extensão, forjando um sistema completo e que aprimora a produção do conhecimento ao permitir a interação de atores, como professores, estudantes e a comunidade social. Endereço: http://wp.ufpel.edu.br/libertas/.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (7) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Bruno Rotta Almeida – Coordenador / Inezita Silveira da Costa – Integrante / Ana Cláudia Vinholes Siqueira Lucas – Integrante / Daniel Brod Rodrigues de Sousa – Integrante / Jose Fernando Gonzalez – Integrante / Bruna Hoisler Sallet – Integrante / Pedro Henrique Cunha Castanheira – Integrante / Mrina Mozzillo de Moura – Integrante / Gabrielle Coelho Freire – Integrante / Erlane Alves dos Santos – Integrante / Taísa Gabriela Soares – Integrante / Rafaela Peres Castanho – Integrante / Aline Santestevan Oliveira Iribarrem – Integrante / Eduarda Vaz Corral – Integrante / Thais Bonato Gomes – Integrante.
Financiador(es): Programa de Extensão Universitária – Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 19 / Número de orientações: 2

Edital: FAPERGS 01/2017 – Auxílio Recém-Doutor (ARD)
Nome do projeto: Cárcere e vulnerabilidade social: alcances e limites das políticas de diversidades no sistema penitenciário do Rio Grande do Sul
Execução: 2017 – 2020
Coordenador: Prof. Dr. Bruno Rotta Almeida
Descrição: A pesquisa visa analisar os alcances e os limites das políticas de diversidades no sistema penitenciário do Rio Grande do Sul, buscando verificar o processo de construção de diferentes modelos e mecanismos de políticas de enfrentamento do cárcere em defesa dos direitos fundamentais das pessoas presas e suas singularidades, os impactos na população privada de liberdade, e as perspectivas de luta e enfrentamento que podem ser desenvolvidas visando o respeito às diversidades das pessoas privadas de liberdade. O projeto de pesquisa está conectado ao LIBERTAS – Programa de Enfrentamento da Vulnerabilidade em Ambientes Prisionais, vinculado à Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pelotas, que objetiva a realização de ações que conciliem ensino, pesquisa e extensão, forjando um sistema que aprimora a produção do conhecimento e a atuação do estudante de Direito na realidade da execução penal brasileira, com o desenvolvimento de estudos e propostas concretas de políticas sociais em parceria com a comunidade e instituições, visando reduzir os níveis de vulnerabilização e violência do sistema prisional local, estadual, nacional e internacional..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Bruno Rotta Almeida – Coordenador / Bruna Hoisler Sallet – Integrante / Pedro Henrique Cunha Castanheira – Integrante / MARINA MOZZILLO DE MOURA – Integrante / Gabrielle Coelho Freire – Integrante / Erlane Alves dos Santos – Integrante / Rafaela Peres Castanho – Integrante / Aline Santestevan Oliveira Iribarrem – Integrante / Eduarda Vaz Corral – Integrante / Anderson Alexandre Dias Santos – Integrante / Marinês Lopes da Rosa – Integrante / Rafaella Soares Fraga – Integrante / Amanda do Nascimento Rodrigues – Integrante / Thais Silva Braga – Integrante.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul – Auxílio financeiro

.
Edital: Programa de Apoio a Eventos no Exterior (PAEX) n. 15/2018
Nome do projeto: Ecofeminismo: el género en el desarrollo sostenible
Execução: 2018 – 2018
Coordenadora: Profa. Dra. Márcia Rodrigues Bertoldi
Descrição: El objetivo del estudio es analizar la teoría del ecofeminismo en cuanto que promotora de la racionalidad ambiental, una percepción de mundo y un contrapunto a la idea de racionalidad económica, instrumental e hiperproductiva post-moderna..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Marcia Rodrigues Bertoldi – Coordenador / Fábio Rezende Braga – Integrante / Naiade Iria Cardoso Gonçalves – Integrante.
Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Auxílio financeiro
Translate/Traducir/Tradurre