Seminário Internacional Gestão Integrada do Patrimônio Cultural – Humanidades, Sociedade e Ambiente

INSCRIÇÕES AQUI

Acompanhe pelo Youtube da UFPEL AQUI

 

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

O evento reúne a equipe interinstitucional do projeto que implantará o Polo Morro Redondo da Cátedra Unesco-IPT de Humanidades e Gestão Cultural Integrada do Território com convidados da área do patrimônio e turismo para discutir conteúdos relacionados aos princípios que fundamentam a gestão integrada do território e que serão norteadores das ações do projeto.


09/12

15h30 – Mesa de Abertura 

Acompanhe pelo Youtube da UFPEL AQUI

Comissão de Gestão do Polo da Cátedra Unesco – IPT Humanidades e Gestão Cultural Integrada do Território, Morro Redondo/RS

Luiz Oosterbeek, titular e responsável pela coordenação geral da Cátedra UNESCO-IPT de Humanidades e Gestão Cultual Integrada do Território;

Inguelore Scheunemann, coordenadora das ações locais, em representação do IPT no Polo;

Francisca Ferreira Michelon, coordenadora-adjunta das ações locais, em representação da Universidade Federal de Pelotas;

Fábio Guimarães de Castro Neves , em representação da Universidade Católica de Pelotas;

Anderson da Rocha Güths, em representação do Município de Morro Redondo.

 

Coordenação de Ciências Humanas e Sociais e Ciências Naturais da UNESCO no Brasil

Fabio Eon

 

Instituições: 

Presidente do Instituto Politécnico de Tomar (IPT, Portugal): João Paulo de Freitas Coroado

Vice-reitor da Universidade Federal de Pelotas: Luís Isaias Centeno do Amaral 

Reitor da Universidade Católica de Pelotas: José Carlos Bachettini Júnior

Prefeito eleito de Morro Redondo: Rui Brisolara

Vice-prefeita eleita de Morro Redondo: Angelica Boettge dos Santos

Secretário de Educação de  Morro Redondo: Anderson da Rocha Güths

 

16h – Palestras

Tópico 1

A Cátedra Humanidades e Gestão Cultural Integrada do Território: um contributo em rede para um novo paradigma de sustentabilidade

Palestrante


Luiz Oosterbeek – Professor Coordenador do Instituto Politécnico de Tomar. Coordenador da Cátedra UNESCO de Humanidades e Gestão Cultural Integrada do Território. Secretário-Geral do Conselho Internacional de Filosofia e Ciências Humanas, Vice-Presidente de HERITY International. Membro do Conselho Científico do Museu Nacional de História Natural de França. Diretor de projetos de arqueologia, gestão do património e gestão do território na Europa, África e América Latina. Director do Museu de Mação. Presidente do Instituto Terra e Memória. Vice-Diretor do Centro de Geociências da Universidade de Coimbra.

Tópico 2

Gestão Integrada do Território na constituição do Polo Morro Redondo

Palestrante


Inguelore Scheunemann – Coordenadora do Polo Morro Redondo da Cátedra UNESCO-IPT de Humanidades e Gestão Cultural Integrada do Território. Presidente do HERITY International, membro do Comité Científico do Centro Universitário Europeu para os Bens Culturais. Foi Gestor da área de Ciência e Sociedade do Programa Iberoamericano de Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento – CYTED. Reitora da Universidade Federal de Pelotas, Brasil, de 1997 a 2004 e Reitora da Universidade Vale do Rio Doce, Brasil, de 2004 a 2006.


10/12
10h – Mesa 1

Acompanhe pelo Youtube da UFPEL AQUI

Patrimônios Material e Imaterial em Morro Redondo

Tem como propósito a discussão do patrimônio cultural como potência criativa, com enfoque na cidade de Morro Redondo. Mais do que definir o que é patrimônio, intenta-se discutir a permeabilidade de suas fronteiras quando mimetizado nos contextos de ação. Desde uma perspectiva flutuante e instável, pretende-se refletir sobre o patrimônio no horizonte em que são entrelaçados materialidades, imaterialidades, imagens, expectativas, experiências, territórios, efeitos e afetos.

comunicadores


José Reginaldo Gonçalves
– Professor Titular do Departamento de Antropologia Cultural e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia do IFCS/UFRJ e pesquisador Associado do Programa Avançado de Cultura Contemporânea (PACC / UFRJ). PhD em Antropologia Cultural pela Universidade de Virginia, Charlottesville, Estados Unidos (1989). Mestre em Antropologia Social pelo PPGAS (1980) e graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1975). Pós-doutorado na Brown University, Providence, Rhode Island, Estados Unidos (2000). Atualmente desenvolve projetos de pesquisa sobre os seguintes temas: patrimônios culturais; coleções e museus; sistemas de arte e cultura; discursos arquitetônicos e urbanísticos; teorias da cultura; história da antropologia.


Renata Menasche
– Professora do Bacharelado em Antropologia da Universidade Federal de Pelotas (UPFel), do Programa de Pós-Graduação em Antropologia (PPGAnt/UFPel) e do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PGDR/UFRGS). Coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Alimentação, Consumo e Cultura (GEPAC – https://www.ufrgs.br/gepac/).


Andrey Rosenthal Schlee
– Professor Titular da Universidade de Brasília e Diretor do Departamento de Patrimônio Material e Fiscalização do IPHAN (de 2011 a 2019). Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em História da Arquitetura e Urbanismo, atuando principalmente nos seguintes temas: de preservação do patrimônio cultural, arquitetura brasileira, arquitetura no Rio Grande do Sul e arquitetura e urbanismo em Brasília. Diretor da Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura e Urbanismo (ABEA). Foi Diretor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UnB (2004-2011), Coordenador da Área de Arquitetura e Urbanismo e Design da CAPES (2011), Bolsista de Produtividade em Pesquisa.

Mediadores


Diego Lemos Ribeiro – Professor do Programa de Pós-Graduação em Memória Social e Patrimônio Cultural (UFPel). Áreas de interesse: gestão de museu, instituições de memória, colecionismo, cultura material, políticas públicas para museus e comunicação.


Daniele Behling Luckow – Professora assistente no curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Católica de Pelotas/RS, desde 2011. Mestre em Arquitetura e Urbanismo pelo Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Pelotas (2010). Atuou em Inventários do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural regionais nas cidades de Pelotas/RS (2006) e São Lourenço do Sul/RS (2015) e em coordenados pelo IPHAN, para a produção dos dossiês de tombamento em Jaguarão/RS e Bagé/RS (2009). Coordenadora do Programa de Extensão de Apoio as Práticas Patrimoniais (PAPP), que desenvolve ações de documentação arquitetônica, educação para o patrimônio e qualificação do patrimônio cultural. Membro do ICOMOS, integrando os comitês de Documentação e de Teoria.

 

14h – Mesa 2

Acompanhe pelo Youtube da UFPEL AQUI

Desenvolvimento territorial, cultura e turismo 

A mesa irá debater o turismo como estratégia do desenvolvimento territorial quando entendido como elemento importante no processo de geração de renda, emprego, valorização da cultura e gastronomia local. Soma-se à discussão as potencialidades intrínsecas do turismo, que podem colaborar com o desenvolvimento sustentável e duradouro.

comunicadores


Ubiramar Bispo de Souza –
Coordenador da Rede Nacional de Colegiados Territoriais (RNTC).
Engenheiro Agrônomo, formado na EAUFBA, 1990; secretário municipal de agricultura de Rio Real, 1993; vereador de 2005 a 2008, secretário municipal de governo e relações de 2013 a 2016, especialista em desenvolvimento territorial e representante do Centro Agroecológico do Litoral Norte – CEALNOR no CODETER Litoral Norte e Agreste Baiano, representa o CODETER na Coordenação Estadual dos Territórios da Bahia – CET, representa a CET na Rede Nacional de Colegiados Territoriais, onde ocupa a função de coordenador geral. Também é conselheiro do Conselho Estadual de Desenvolvimento Territorial – CEDETER, vinculado a Secretaria Estadual do Planejamento – SEPLAN.


André Luis Ramos Soares
Professor do  Departamento de História- CCSH-UFSM. Coordenador da Cátedra Unesco Fronteiras e Migrações- UFSM. Desenvolve projetos na área de arqueologia, memória, patrimônio (educação patrimonial) e imigração. Professor Visitante Erasmus Mundus (Comissão Europeia – 2011), do programa de Mestrado em Quaternário e Pré-História (2011 – atual), do Instituto Politécnico de Tomar – IPT e membro do Instituto de Geociências de Coimbra (2011 – atual). Professor convidado do Mestrado em Técnicas de Arqueologia (Mestrado Erasmus Mundus de Gestão de Paisagens Culturais, Tomar, Portugal). Professor do Programa de Pós-Graduação em História (mestrado e doutorado) – PPGH-UFSM, Professor do Pós-Graduação em Patrimônio Cultural – PPGPC, mestrado profissionalizante. Professor Visitante Erasmus Mundus, Master JMD DYCLAM -Dynamics of Cultural Landscapes and heritage Management, Université Jean Monnet, Saint Etienne, Firminy, France (2018). Titular da cátedra UNESCO-UFSM de Humanidades: Fronteiras e Migrações (desde 2018).


Luiz Fernando Fiss Neumann
Presidente da Associação dos Empreendedores Turísticos de Morro Redondo. Engenheiro civil e empreendedor nos ramos de turismo e construção civil.

Mediadores


Felipe Fehlberg Herrmann – Professor Adjunto na Universidade Federal de Pelotas. Coordenador de Extensão e Desenvolvimento Social na Pró-reitoria de Extensão e Cultura. Licenciatura em Matemática e Bacharelado em Administração/UCPel. Mestrado e Doutorado em Engenharia de Produção e Sistemas/UNISINOS.


Fábio Guimarães de Castro Neves – Membro do Comitê de Gestão do Polo Morro Redondo da Cátedra UNESCO-IPT de Humanidades e Gestão Cultural Integrada do Território. É membro do Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável e Trabalho (COMDEST), Membro da Diretoria do COREDE SUL, Membro do Conselho de Administração do Pelotas Parque Tecnológico. Atua na área de Desenvolvimento Regional. Coordenador do Escritório de Desenvolvimento Regional da UCPEL (EDR / UCPEL).

 

15h30 – Palestra

Acompanhe pelo Youtube da UFPEL AQUI

Tesoros Humanos Vivos, patrimonio alimentario y desarrollo territorial

palestrante


Santiago Amaya-Corchuelo – Professor de Antropología, Área de Sociología, Dpto. Economía General, Universidad de Cádiz / Es, Doctor en Antropología Social

11/12

10h –  Mesa 3

Acompanhe pelo Youtube da UFPEL AQUI

As tradições doceiras de Pelotas e Antiga Pelotas

O tema central desta mesa é a salvaguarda do PCI aplicada às tradições doceiras de Pelotas. Conforme definição da Convenção de 2003 da UNESCO, salvaguarda são medidas que “visam garantir a viabilidade do patrimônio cultural imaterial, tais como a identificação, a documentação, a investigação, a preservação, a proteção, a promoção, a valorização, a transmissão e revitalização deste patrimônio em seus diversos aspectos”. Assim, compreendendo que os bens culturais de natureza imaterial são, por origem, sujeitos às transformações e re-significações no interior de um grupo social, se faz necessário discutir quais dispositivos devem ser lançados pelos agentes públicos e pelos detentores dos conhecimentos tradicionais, no sentido de promover a transmissão desses saberes.

comunicadores


Anderson da Rocha Güths
– Secretário de Educação, Cultura e Desporto de Morro Redondo.

Angelica Boettge dos Santos – Vice-prefeita eleita de Morro Redondo


Caetano Kayuna Sordi Barbará Dias
– Antropólogo no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Superintendência do Rio Grande do Sul. Foi professor da Área do Conhecimento de Humanidades da Universidade de Caxias do Sul (UCS) entre 2016 e 2019. Possui graduação em Ciências Sociais (2011) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). Mestre (2011-2013) e Doutor (2013 – 2017) em Antropologia Social pela UFRGS, com período de estágio sanduíche (PDSE/CAPES) na University of Aberdeen, Escócia, Reino Unido, sob orientação de Tim Ingold. Tem experiência nas áreas de Sociedade e Ambiente, Relações Humano-Animais (Antrozoologia), Antropologia da Técnica, Antropologia da Paisagem e Antropologia da Alimentação.



Paulina Von Laer
– Atua como arquiteta da Prefeitura Municipal de Pelotas, junto à Diretoria da Memória e Patrimônio Cultural da Secretaria Municipal de Cultura. Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Pelotas (1997) e especialização em Patrimônio Cultural pela Universidade Federal de Pelotas (2002).


Roberto Heiden
– Professor adjunto do Instituto de Ciências Humanas (ICH) na Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Diretor do Museu do Doce (ICH_UFPel), lotado no Departamento de Museologia e Conservação e Restauro (DMCOR). Foi coordenador do Curso de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis do ICH/UFPEL (2011-2014) e Coordenador de Ensino da Pró-Reitoria de Graduação da UFPel (2009-2013). Mestre e Doutor em Memória Social e Patrimônio Cultural ICH/UFPel (2008 e 2017).

MEDIADORA


Maria Letícia Mazzucchi Ferreira
– Professora Titular da Universidade Federal de Pelotas. Doutora em História pela Pontifícia Universidade Católica do RS (2002). Pós-Doutora pela Universidade de Paris-Sorbonne IV, UP IV, França e LAHIC-EHESS, LAHIC-EHESS, França. Docente do programa de pós-graduação em Memória Social e Patrimônio Cultural e coordenadora de 2010-14 e 2016-18. Pesquisadora do Inventário Nacional de Referências Culturais: Doce Pelotense (IPHAN, Monumenta e UNESCO). Coordenou o projeto CAFP-CAPES com a Universidade de Buenos Aires sobre o patrimônio material e imaterial no Brasil e Argentina (2009-12) e o projeto de cooperação com o Laboratoire d’Anthropologie et de Psychologie Cognitives et Sociales, da Universidade de Nice, França. Foi Coordenadora de Relações Internacionais da UFPel (2014-16).

15h30 – Palestra de encerramento

Acompanhe pelo Youtube da UFPEL AQUI

Redes de Pesquisa Multidisciplinares para o Avanço do Conhecimento sobre Territórios

palestrante


Evaldo Ferreira Vilela
– Presidente do Conselho Nacional de Pesquisas (CNPq). Tem se dedicado a Inovação Tecnológica, tendo criado o Sistema Mineiro de Inovação – SIMI e atuou no Comitê Gestor do SEED – Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development. Foi membro do Fundo de Capital Semente CRIATEC/Antera/BNDES. É membro do Conselho do Parque Tecnológico de Belo Horizonte – BHTEC, Conselho do SEBRAE-MG. É membro da Academia Brasileira de Ciências. Pesquisador 1A do CNPq (de 1996 a 2014). Foi Presidente do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa – CONFAP (2019-2020).

17h00 – Apresentação e Lançamento livro digital

Acompanhe pelo Youtube da UFPEL AQUI

Gestão Integrada do Patrimônio Cultural – Humanidades, Sociedade e Ambiente

Organizadores: Luiz Oosterbeek; Inguelore Scheunemann; Francisca Ferreira Michelon e João Fernando Igansi Nunes

APRESENTAdores


Francisca Ferreira Michelon – Coordenadora do Projeto para implantação do Polo Morro Redondo da Cátedra UNESCO-IPT. Professora Titular da Universidade Federal de Pelotas. Doutora em História, Pontifícia Universidade Católica do RS (2001). Participou da implantação do Programa de Pós-Graduação em Memória Social e Patrimônio Cultural (2006), do qual foi a primeira coordenadora. Estágio no Arquivo Fotográfico da Câmara de Lisboa (2008-09). Como Pró-Reitora de Extensão e Cultura implantou a Coordenação de Patrimônio Cultural (2017- 2020). Membro da  RED APPLAB-Laboratorio Americano de los Paisajes Históricos de la Producción de Universidad de Sevilla.


João Fernando Igansi Nunes – Coordenador Adjunto do Projeto para implantação do Polo Morro Redondo da Cátedra UNESCO-IPT. Professor do Centro de Artes e membro do corpo docente efetivo do Programa de Pós-Graduação em Memória Social e Patrimônio Cultural da Universidade Federal de Pelotas. Doutor em Comunicação e Semiótica pela PUCSP. Coordenador de Arte e Inclusão PREC/UFPEL (2017-2020).

INSCRIÇÕES AQUI

Acompanhe pelo Youtube da UFPEL AQUI