II Seminário Internacional Gestão Integrada do Patrimônio Cultural – Humanidades, Sociedade e Ambiente

A segunda edição do Seminário Internacional Gestão Integrada do Patrimônio Cultural pretende reunir interessados em desenvolver uma ampla discussão conceitual e compartilhar experiências diversas, que versem sobre as possibilidades da gestão cultural integrada como metodologia fundamental para a proposição e acompanhamento de ações que articulem sociedade e ambiente.

Consideramos importante que o evento pudesse tramar nessas duas questões outros temas essenciais: o papel das humanidades na crise sanitária provocada pela atual pandemia, os atingimentos da crise quer na esfera social como econômica, a proposição de novos valores voltados para a reativação do turismo, a compreensão das potencialidades dos muitos patrimônios locais e a necessidade de intensificar a aproximação das disciplinas para a geração de novas metodologias transversais.

 

Cronograma:

ACESSE, INSCREVA-SE E COMPARTILHE

O encontro do Polo Morro Redondo com a Comunidade 24 de fevereiro de 2021

HUM.CILM – HUMANITIES AND CULTURAL INTEGRATED LANDSCAPE MANAGEMENT


No dia 24 de fevereiro de 2021, reuniram-se em um sala virtual os seguintes participantes do grupo de trabalho Polo Morro Redondo da Cátedra UNESCO-IPT Humanidades e Gestão Cultural Integrada do Território,  com representantes de diferentes segmentos da comunidade de Morro Redondo, aqui listados: Daniel Vaz Lima (GT Salvaguarda da Tradição Doceira); Adriane Lobo (Sistema Agroflorestal Doceiro – SAF Doceiro); Ana Elisiane Borges de Freitas (CTG Cancela Grande e Creche); Silvia Klumb Kuhn (Centro de Referência da Assistência Social e Morro Redondo); Odeane Schug Pereira Simões (Grupo Quilombola Pérolas Negras); Patrícia Hackbard (Associação Amigos da Cultura); Karin Peglow (Emater-RS/Ascar); Sabrina Waltzer  (Grupo Stiepen Morro Redondo); Andrea Denise Hildebrandt Noronha (Embrapa); Pedro Vieira (Conselho de Turismo); Guilherme Marten (Centro de Dirigentes Lojistas-Morro Redondo); Pe. Volmar (Sede Paroquial Comunidade Luterana – EICLB); Camilo Luiz Vaz Barbosa e Djandira Nizolli (Associação Agroafetivaecológica); Vivian Thiel Rickes (Conselho de Pais e Mestres Bonfim); David Schiavon (Matriz Comunidade Católica); Raquel Müller (Comunidade Espírita Oásis da Luz). O objetivo da reunião foi apresentar os objetivos do Polo e demandar uma representação da comunidade no Comitê Gestor do Polo. Desse modo, após todas as apresentações dos membros do grupo e convidados o Prof. Luiz Oosterbeek, do Instituto Politécnico de Tomar, líder da Cátedra, apresentou os objetivos dessa e a Profa. Inguelore Schneumann apresentou o Polo e a escolha de Morro Redondo para sedia-lo.

Além da sua finalidade imediata – ingressar a representação da comunidade no Comitê Gestor, já contemplado pela representação do poder público municipal – a reunião foi importante em aspectos fundamentais para o momento, quais sejam: 1) informar e esclarecer os princípios da Cátedra, por meio das ações do Polo; 2) escutar as demandas e expectativas da comunidade em relação ao trabalho que poderá ser desenvolvido e  3) posicionar-se, conscientemente, sobre uma agenda de ações construídas com o município, nas suas diferentes conformações.

Em texto recentemente publicado, o Prof. Oosterbeek escreveu que: “Os momentos de transformação, como o que vivemos, devolvem aos cidadãos o poder de reorganizar o futuro, os seus valores e as suas instituições”. Assim, cabe reconhecer que o valor maior desta primeira reunião foi apontar para um rumo de trabalho integrado e integrador, que reorganize os diferentes territórios implicados pelas representações que se aproximam e compartilhem suas dúvidas sobre o futuro porque, voltando às palavras do Prof. Oosterbeek: “Partir da valorização dessa dúvida para formular interrogações estruturadas sobre o futuro, é a missão e a condição de viabilidade do ensino superior”.

Em termos de uma proposição prática, pela qual se espera poder vincular outras tantas, inclusive oportunidades de reflexão compartilhada sobre os problemas aflitivos do presente ou futuro, os professores  Francisca Michelon e João Fernando Nunes informaram os presentes sobre a Galeria Virtual GIPC e a exposição de abertura, cuja proposta foi elaborada com o Secretário de Educação Anderson Güths e a Vice-prefeita Angélica Santos, que explicou a motivação para o conteúdo. Oportunizou-se, então, o surgimento de ideias que serão sistematizadas para a exposição, dando chance que outras atividades venham a se conformar a partir daí. A exposição que inaugurará esse espaço virtual está prevista para ocorrer em maio, ingressando a agenda de festividades do aniversário do município de Morro Redondo.