Início do conteúdo
    Notícias
  • VGRID COMPLETAMENTE CONFIGURADO

    A partir de hoje, o VGRID encontra-se em funcionamento completo, encerrando a sua fase experimental. O grid foi configurado com liberação do acesso externo aos prédios da UFPel (que já vinha funcionando há algum tempo) e acesso nos seguintes prédios: Anglo; FAURB; Mercosul; Centro de Artes/IAD; ICH/FaE; e MALG. Infelizmente, problemas técnicos impediram a liberação do grid no Campus de Capão do Leão, onde, inicialmente, não estão programadas atividades. Caso seja constatado algum problema de acesso em algum destes prédios, ou haja interesse no acesso em algum prédio que não esteja listado acima, solicitamos que entre em contato pelo e-mail: carlos.a.p.campani arroba gmail.com

  • UFPEL 48 ANOS

    Faixa comemorativa dos 48 anos da UFPel no Campus Virtual do VGRID:

  • REALIDADE VIRTUAL DE BAIXO CUSTO PARA OPENSIMULATOR: USANDO O OPENSIMULATOR COM PAPELÃO PARA VR IMERSIVA

  • CRIANDO E EDITANDO OBJETOS NO OPENSIMULATOR USANDO O FIRESTORM 5.0.1

  • COMO CRIAR UMA CONTA NO OSGRID E EXPLORAR O METAVERSE

  • LANÇAMENTO DO GRID OPENSIMULATOR DO PROJETO V-GRAD/UFPel

    Desde o dia 27 de maio está online, em caráter experimental, o VGRID, um grid OpenSimulator cuja disponibilização para a comunidade da UFPel é resultado do projeto de pesquisa “V-GRAD – Virtualidade aplicada à educação e GeRação de ambientes interativos e colaborativos 3d para a formação em Arquitetura e Design”, coordenado pelo Prof. Carlos A. P. Campani do Instituto de Física e Matemática (IFM). A implantação do VGRID contou com o apoio do Projeto “Aplicação de modelos lineares misto com informação genômica no melhoramento genético”, coordenado pelo Prof. Willian Silva Barros, do Núcleo de Infraestrutura de Tecnologia da Informação do CTI/UFPel, coordenado pelo servidor Eduardo Maroñas Monks, e do servidor Tiago Camargo Al-Alam.

    Um grid é um conjunto de regiões, cada qual formada por um terreno, objetos e avatares, constituindo-se, cada grid, em um mundo virtual 3D. A totalidade dos mundos virtuais, conectados entre si e compartilhados por avatares, formam o que se chama de Metaverse.

    Nos últimos anos surgiram padrões para a troca de informações em mundos virtuais (MPEG-V, ISO/IEC 23005) e disseminaram-se sistemas e aplicações que implementam mundos virtuais 3D, numa iniciativa para converter a rede mundial de computadores de 2D para 3D. Desde 2007, o projeto OpenSimulator desenvolve um servidor de mundos virtuais 3D fonte aberto, multi-usuário e multiplataforma. O ambiente virtual gerado pelo OpenSimulator é dinâmico, programável e persistente. Diversas universidades já contam com grids OpenSimulator, como é o caso das universidades de Oxford, Califórnia, Cincinnati, Edinburgh, e agora também a UFPel.

    O Projeto V-GRAD pretende explorar as aplicações educacionais dos mundos virtuais 3D e conta com uma equipe interdisciplinar, com integrantes da UFPel e do IFSUL. A formação da equipe é a seguinte: Profa. Dra. Adriane Borda Almeida da Silva (FAURB); Profa. Msc. Ana Cristina Rodrigues da Silva (IFSUL Pelotas); Prof. Dr. Carlos Antônio Pereira Campani (IFM); Prof. Msc. Felipe Etchegaray Heidrich (FAURB); Prof. Msc. Javier Eduardo Silveira Luzardo (CIM); Profa. Dra. Maria Simone Debacco (FaE); Profa. Dra. Rosaria Ilgenfritz Sperotto (FaE); e Profa. Dra. Tatiana Aires Tavares (CDTec).

    A pesquisa sendo desenvolvida no Projeto V-GRAD foca na gênese e validação de um ambiente virtual 3D acadêmico para aplicações educacionais, nas metodologias educacionais que exploram as potencialidades do mundo virtual 3D e o estudo sobre a dinâmica de trabalho e aprendizado colaborativo em mundos virtuais.

    Esta é a primeira iniciativa na UFPel para desenvolver atividades acadêmicas no Metaverse, e já estão programadas mostras artísticas e científicas dentro do ambiente. Está planejada a construção de um planetário virtual, assim como a execução de aulas de línguas estrangeiras (espanhol), design e projeto arquitetônico usando-se o VGRID.

    O protótipo do ambiente virtual 3D possui três regiões:

    1. Campus Virtual – onde podem ser encontrados espaços para mostras, eventos e aulas;
    2. Pelotas Virtual – uma região a ser usada para exposição de modelos 3D, desenvolvidos pelos professores e alunos da FAURB, modelando a arquitetura histórica de Pelotas; e
    3. Criativa – uma região para ser usada para atividades diversas.

    No total, o protótipo fornece mais de 39 hectares de terreno virtual para as atividades do projeto.

    Junto com o lançamento do protótipo do ambiente, estão sendo lançadas duas mostras: “O universo naïf de Manoel Soares Magalhães”, com telas do jornalista, escritor e pintor Manoel Soares Magalhães, coordenada pela Profa. Juliana Angeli, diretora do MALG; e “De Galileu ao Hubble: a evolução das imagens na astronomia”, coordenada pela Profa. Virgínia Alves do IFM.

    O VGRID está conectado, por meio do protocolo Hypergrid, a um conjunto de cerca de 320 grids OpenSimulator de universidades e empresas privadas, e o grid público OSGRID, com abrangência internacional e com um público potencial de milhares de visitantes.

    O endereço Hypergrid do VGRID é:

    vgrid.ufpel.edu.br:9000:Campus Virtual

    O VGRID está aberto à visitação. Para visitá-lo, basta criar uma conta no servidor público OSGRID e teleportar-se para dentro do ambiente virtual da UFPel. Instruções detalhadas para criar uma conta no OSGRID, instalar o programa cliente Firestorm (exige computador com aceleração gráfica), logar-se na conta do OSGRID e teleportar-se para o ambiente do VGRID podem ser encontradas aqui: https://www.slideshare.net/campani/manual-de-uso-para-o-osgrid

    Blog do Projeto V-GRAD: http://v-grad.blogspot.com.br/