Início do conteúdo

Barraca da Saúde participa do 31° aniversário de Morro Redondo

Por Jessica Alves, Jéssica Lopes e Mariah Coi

Os alunos em atendimento aos visitantes. Imagem: Jessica Alves

No último sábado (11), o projeto Barraca da Saúde da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) esteve presente no 31° aniversário da cidade de Morro Redondo. O objetivo é de promover a aproximação da universidade com a zona sul, levando atendimento físico e psicológico para a população presente e ressaltando a importância das ações de extensão na UFPel.

A Barraca da Saúde é um projeto de extensão da UFPel, coordenado pela professora de Enfermagem, Michele Mandagará, com apoio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da UFPel (PREC), que tem por objetivo promover atividades de prevenção, educação e saúde, capacitação de profissionais, propiciando a integração entre o conhecimento adquirido na faculdade com os saberes e experiências da comunidade. Atualmente o projeto conta com a participação de 20 cursos, nas áreas de humanas, saúde, exatas, biológicas e comunicação.

Em contraposição ao cenário político no qual o país se encontra, a Barraca da Saúde continua com sua atividade extensionista, ressaltando a importância do trabalho coletivo, produzindo e repassando os conhecimentos adquiridos à comunidade. Além de buscar inserir sempre novos participantes da universidade, envolvendo todos em um só grupo de inclusão e diversidade.

Michele comentou um pouco sobre a importância da extensão. “Eu acho que um dos pilares fundamentais da universidade é justamente a extensão, é a forma que nós conseguimos estar mais próximos da comunidade. A experiência que os alunos estão tendo hoje na festa do município é algo que por exemplo nós não conseguiríamos dar em sala de aula”, disse.

Ela ainda vê os cortes como uma ameaça ao povo. “O povo está se mobilizando porque é um bem nosso, a universidade na verdade é um bem do povo, as universidades públicas são nossas, o ataque a mesma é um ataque ao povo”, finaliza a professora.

Charles Silva Medeiros, estudante de Medicina Veterinária, ressalta importância da integração entre comunidade e universidade pelo ponto de vista de sua primeira saída com o projeto, ¨para mim, está sendo uma experiência maravilhosa, é importante estarmos relatando para quem cria e cuida de animais os cuidados necessários e conscientizar o pessoal sobre o motivo de importância destas atitudes”, ressalta.

Muitas atividades foram prestadas aos moradores de Morro Redondo. Imagem: Mariah Coi

O evento contou com a participação de onze cursos, oferecendo várias atividades de forma gratuita, como a avaliação bucal, psicológica, dicas de alimentação, atividade física, conscientização sobre doenças sexualmente transmissíveis. Além disso, informando sobre plantas medicinais, cuidado com os animais, aferição de pressão arterial e testes rápidos.

A professora de ensino fundamental, Rutilde Feldens, comenta sobre o evento. “Este é o ideal, sempre pedimos para a universidade estar junto com a população porque os estudantes têm muito valor. Não pode haver o corte destas verbas, pois a universidade tem que ter condições de vir e auxiliar esta comunidade. Para sairmos deste “buraco”, precisamos nos dedicar, conversando com as famílias moradoras do município, pois teremos a força deles e assim conseguiremos que os superiores vejam como é valoroso o crescimento para evoluirmos”, salienta.

Durante o evento, em conjunto com a formação da barraca, houveram apresentações culturais, exposições e vendas de produtos, além de comidas locais, brinquedos infláveis, entre outros atrativos para celebrar o aniversário de Morro Redondo.

Publicado em 18/05/2019, em Notícias.