• Recently Updated41
    Notícias
  • Jogos econométricos na USP

    Anunciamos o Econometric Game de 2016 que será realizado na FEA-USP. Reproduzimos a chamada:

    O Econometric Game São Paulo é um evento pensado para promover o interesse no estudo e na aplicação dos métodos econométricos entre graduandos de Economia e áreas afins. Inspirados pela participação brasileira no Econometric Game da Universidade de Amsterdam, pretendemos organizar uma versão própria em que estudantes universitários possam aplicar a um case preparado por professores da Universidade de São Paulo o que se aprende em sala de aula.

    No dia 5 de novembro de 2016, os universitários se encontrarão na FEA-USP para resolver o case proposto. As equipes selecionadas deverão apresentar uma apresentação e um relatório com análise e resolução do problema para a Comissão Julgadora composta por professores e ex-participantes do Econometric Game. A Comissão avaliará os relatórios baseando-se na correta aplicação dos métodos, na interpretação dos resultados e na completude da análise.

    Todas as equipes participantes terão direito a um desconto especial na aquisição de licenças do Stata e a equipe vencedora ganhará Licenças do Stata e Livros.

    As equipes poderão se inscrever e submeter os documentos até as 23h55 do dia 09 de outubro de 2016. Inscrições posteriores ou com documentos faltantes serão desconsideradas. A lista de equipes cujas inscrições foram deferidas será divulgada no dia 16 de outubro de 2016.

    Vale a pena, não?

  • Seminários: “Associating socioeconomic position and maternal depression with the health of children: an evaluation of the 2008 Brazilian household survey”

    Convidamos a todos para o próximo seminário de pesquisa que será realizado no dia 14 de setembro às 17 horas na sala 2 do PPGOM.

    Tema: Associating socioeconomic position and maternal depression with the health of children: an evaluation of the 2008 Brazilian household survey

    Palestrante: Pedro H. Soares Leivas (doutorando, PPGE/PUC-RS)

  • Seminários – 2o Semestre – “Programação Avançada no Stata”

    Convidamos todos para o retorno dos Seminários de Pesquisa do PPGOM. Nesse segundo semestre iniciamos com um mini-curso em “Programação Avançada no Stata” com o Leonardo Ferreira, Mestrando em Computação e com atuação no International Center for Equity in Health/Centro de Epidemiologia/UFPel.

    O mini-curso acontecerá na sala do Laboratório de Modelagem nos dias 17, 24 e 31 de Agosto das 18:30 ás 21 horas.

  • Public-Private Partnership Contractual Design: A Computational Model of the Moral Hazard with Lotteries

    Novo artigo publicado na Public Organization Review, de autoria dos professores Rodrigo N. Fernandez e André Carraro do PPGOM-UFPel e co-autores. Trata-se do: Public-Private Partnership Contractual Design: A Computational Model of the Moral Hazard with Lotteries.

    Eis o resumo do artigo:

    Public-Private Partnership (PPP) is a new model of public management which consists of the contractual relationship between public and private entities. In particular, PPPs enable risk share between public and private sectors making the asymmetric information problem in a contractual arrangement more evident. The aim of this paper was to study a moral hazard problem applied to PPP contracts. To achieve this objective, a PPP computational contractual model including the moral hazard with lotteries was developed to assess how contractual changes could affect the optimum behavior of arrangement members. Simulations indicate that projects with higher economic value should attract more qualified firms, which may be why the companies expend more effort. To deal with possible contractual contingencies and try to minimize the moral hazard problem, the government could draw up more flexible contracts in order to include possible necessary changes and punish unwanted or improper consortium behavior.

    Minimizar problemas de risco moral (moral hazard) em arranjos contratuais deste tipo é um dos pontos que merece ser melhor estudado.

  • Artigo aceito para publicação: Impactos da Arrecadação Tributária no Crescimento Econômico: Uma análise empírica para países do G20

    Os professores do PPGOM, Rodrigo N. Fernandez e Claudio D. Shikida, em conjunto com a aluna Dianifer L. Borges (Decon/UFPel) e o prof. Gabrielito R. Menezes (FURG) tiveram o artigo Impactos da Arrecadação Tributária no Crescimento Econômico: Uma análise empírica para países do G20 aceito para publicação na Espacios, vol37(29), 2016. A previsão é que esteja disponível em Novembro.

  • Prêmio Robert Cooter ALACDE de 2016 – Parabéns ao professor Cristiano Oliveira e ao ex-aluno Gabriel C. Machado!

    O ex-aluno do PPGOM, Gabriel Costeira Machado, e o professor do Cristiano Oliveira (PPGOM/UFPel e FURG) foram agraciados com o prêmio Robert Cooter ALACDE de 2016. A premiação é dada todos os anos ao melhor artigo apresentado na Conferência da Associação Latino Americana a Ibérica de Direito e Economia (ALACDE) e tem este nome para homenagear o professor da Universidade de Berkeley Robert Cooter, um dos fundadores da associação e um dos maiores nomes do estudo de Análise Econômica do Direito. O evento deste ano foi realizado na faculdade de direito da Universidade Diego Portales em Santiago, no Chile nos dias 11 e 12 de julho e contou com participantes do Chile, Peru, Colômbia, México, República Dominicana, Argentina, Espanha, Estados Unidos e Brasil.

    O título do artigo premiado é The deterrent effects of Brazilian Child labor law e trata da análise dos efeitos da lei do trabalho infantil no Brasil através de uma metodologia de um quase experimento. O artigo teve em sua origem a dissertação de mestrado defendida por Gabriel em março deste ano. Abaixo segue o resumo do artigo.

    A lei brasileira proíbe qualquer forma de trabalho para menores de 14 anos. Portanto, trabalhos realizados por menores de 14 anos estão sujeitos a punições enquanto trabalhos realizados por maiores de 14 anos não. Nós utilizamos este quase experimento gerado pela legislação brasileira para testar os efeitos dissuasórios desta lei. Para este fim, utilizamos dados da PNAD de 2013 para estimar os efeitos médios de tratamento local (LATE) obtidos em regressões com descontinuidade. Os resultados mostram que esta Lei reduz em média 3,5 horas semanais de trabalho quando todos os indivíduos são considerados, 2,7 horas nas áreas urbanas e que a Lei gera efeitos inconclusivos para a área rural. Estes resultados permitem concluir que a Lei tem efeitos dissuasórios e inibe o trabalho infantil no Brasil, porém com efeitos difusos nas áreas rurais, onde a fiscalização é menor e o trabalho infantil mais frequente.

    Para maiores informações:

    http://alacde.org/alacde/?page_id=396

    https://twitter.com/ALACDE