Início do conteúdo
NUPADI – Apresentação

Equipe Técnica NUPADI

Assistente Social Amélia Rodrigues Nonticuri (parceira)

Pedagoga Rejane Bachini Jouglard

Enfermeira Renata Carpena Schramm

Psicóloga Daniele Concli Loureiro

Psicóloga Juliana Antunes Souza

Psicóloga Lisandra Berni Osório (afastada para doutorado)

Psicóloga Thaíse Campos Mondin

Psiquiatra Gustavo Coutinho Rosa  *Para acompanhamento dos casos atendidos pelo NUPADI em psicoterapia individual. Não dispomos de agendamento externo para este profissional.  

E-mail geral: nupadi.prae@gmail.com

 

Contextualizando o NUPADI

A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis da Universidade Federal de Pelotas com o intuito de dar o devido acompanhamento e encaminhamento dos alunos de graduação, bolsistas, que não conseguem cumprir com os critérios de aproveitamento acadêmico criou em 2012 o NUPADI. Dessa forma a equipe vem desenvolvendo ações que auxiliem o aluno em situação de vulnerabilidade no que tange à sua permanência nos programas (moradia, transporte, alimentação, etc), dos quais, em grande parte dos casos, dependem para dar continuidade à formação universitária, e apoio em questões ligadas à Saúde Mental.

À medida que aumenta a população acadêmica, o que vem se observando no transcorrer dos últimos anos, aumentam também os casos de alunos que apresentam uma gama de déficits, não apenas no âmbito psicossocial e familiar, mas também cognitivos, denunciando um significativo prejuízo nas questões relacionadas à aprendizagem e fragilidade psíquica, percebendo-se, de forma ainda empírica, o aumento no índice de ideações suicidas entre os jovens universitários. Dessa forma, além da necessidade de ampliar o contexto de atendimento psicológico e de assistência social, torna-se necessário um acompanhamento que contemple questões relacionadas à aprendizagem e à vida acadêmica, por meio de oficinas e encontros grupais. Na perspectiva de um olhar para o aluno em sua integralidade, considerando o contexto geral em que o corpo acadêmico se insere, com seus devidos aspectos sociais, econômicos, emocionais e culturais.

Serviços oferecidos

  • Acompanhamento pedagógico

O Programa de Acompanhamento Pedagógico ao Estudante na Universidade, no âmbito da PRAE, tem a finalidade de qualificar a permanência dos estudantes beneficiários/bolsistas (REUNI/MEC, 2007), matriculados nos cursos de graduação (da UFPEL), por meio de ações específicas (escuta, acolhida, outras ações interativas e mediadoras), que minimizem as suas dificuldades de aprendizagem, muitas vezes originadas por situações psicossociais e cognitivas, que impedem o seu desenvolvimento acadêmico, e que venham a estimular a sua formação e consequente conclusão do curso.

A orientação ao estudante consiste num trabalho conjunto entre a pedagoga e o estudante, que irão pensar em ações e estratégias pedagógicas que o auxiliem no enfrentamento de obstáculos acadêmicos e na progressiva melhora da sua aprendizagem. Por vezes a dificuldade apresentada não é um problema individual, mas um problema no todo de um processo de ensino e aprendizagem, por isso o foco é não culpabilizar o estudante — sem com isso menosprezar sua responsabilidade como universitário e seu compromisso com o programa — e sim, construir ferramentas de superação e possibilidade de reflexão individual e coletiva do processo educacional no qual está inserido. Independente da demanda, a pedagoga deverá acompanhar a trajetória acadêmica do estudante e fazer uma análise do seu aproveitamento, embora tenha como prioridade, os bolsistas da PRAE. Após essa apreciação a pedagoga e equipe, ligadas à Coordenação da Permanência, farão o devido encaminhamento desse estudante para continuar no atendimento necessário, individual e/ou grupos, tais como:
Grupos de Apoio Pedagógico – Gestão do Tempo, Planejamento de Estudos e
Dificuldades de Aprendizagem
Curso Preparatório para o Cálculo /  Projeto GAMA (IFM)
Oficina de Produção Textual / Curso Letras-CLC

Contatos: acpprae@gmail.com

  • Grupos de Autoestima  

Visam oferecer aos alunos espaço de apoio e encorajamento às adversidades do dia-a-dia.
Os encontros são semanais, de caráter permanente ao longo do semestre, com enfoque na promoção e prevenção em saúde. Os grupos são abertos ao ingresso de novos integrantes.

Sob coordenação técnica da Enfermeira Renata Schramm os encontros ocorrem nas tardes de quarta-feira, às 16h30min (até às 18h), na sala 211 do Campus II (Rua Almirante Barroso nº 1202).

Nas sextas-feiras, das 10 às 12h, na sala 211 do Campus II (Rua Almirante Barroso nº 1202) temos outros dois grupos de Autoestima em funcionamento, sob a coordenação técnica da Psicóloga Daniele Concli Loureiro.

 

  • Grupo Vivências Acadêmicas e Saúde Mental 

Vivências é um grupo de apoio que acolhe de oito a dez integrantes, tem caráter fechado e duração de nove a doze sessões de acompanhamento psicológico, possibilitando um espaço de escuta e trocas, através de acolhida dos sofrimentos e psicoeducação direcionada ao enfrentamento de situações estressantes que estão relacionadas à rotina acadêmica.

Em breve faremos chamado para nova edição.

  • Saúde Mental na Contemporaneidade

Ação em forma de rodas de conversa itinerantes, que visam abordar a temática da saúde mental na atualidade dialogando com o público dos diferentes campus da UFPEL.
Estas ações atendem demandas de cursos específicos, tais como a participação na programação de semanas acadêmicas, acolhidas de novos estudantes, etc.

Notícias sobre estas atividades no site da UFPEL em momento de novas edições.

  • Grupo de Prevenção ao Suicídio  “Para Cuidar da Vida”

Espaço de acolhimento e escuta para alunos que enfrentam situações de sofrimento ocasionadas por ideação, planos ou tentativas de suicídio ou enlutados pelo suicídio de alguém próximo.

Os alunos selecionados para compor este grupo passam por entrevista prévia individual, a fim de avaliarmos a viabilidade de atendê-los ou a necessidade de acionarmos a rede de apoio (familiares, amigos, professores, serviços de saúde externos).

Periodicidade semanal, com duração média de 01h30min, nas tardes de terça-feira, das 16:30 às 18h.

Interessados podem solicitar entrevista a qualquer tempo pelo e-mail: paracuidardavida@gmail.com

  • Diz Aí: Conversando sobre raça, gênero e sexualidade

Espaço de escuta terapêutica, diálogo e empoderamento para pessoas cujo sofrimento psíquico está transversalizado por violências racial, de gênero e sexualidade.

Projeto de extensão vinculado ao Núcleo de Estudos e Pesquisa É’LÉÉKO, coordenado pela Profª Miriam Cristiane Alves (Curso de Psicologia). Os alunos da UFPEL são atendidos na PRAE para as avaliações iniciais.

Interessados podem entrar em contato pelo e-mail: grupoterapeutico.diz.ai@gmail.com

  • Grupo Terapêutico “Acolhendo Mães Universitárias” está com inscrições abertas

A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE) está dando início ao Grupo Terapêutico “Acolhendo Mães Universitárias”. O grupo tem a proposta de dialogar sobre os desafios de conciliar a maternidade com a vida acadêmica.

O público-alvo são mães e gestantes universitárias. Os encontros serão em dois horários, sempre nas terças-feiras, e a participante poderá escolher um deles: das 10h às 11h30min ou das 14h30min às 16h. O local será o Campus 2 (Rua Almirante Barroso, 1.202), sala 211. As atividades começam na próxima terça, dia 15.

São 15 vagas por turno. As inscrições serão encerradas quando for atingido o número máximo de participantes. As alunas selecionadas serão avisadas pelo e-mail informado na ficha de inscrição.

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSedW4q4BqKbuMdc2_PW4PxmDV3JjO5kAjx6nu1SzKfhtwwbXQ/viewform

  • Acolhimentos em saúde mental

O NUPADI está trabalhando com a lógica de acolhimentos em saúde mental. Os alunos interessados devem mandar e-mail para nupadi.prae@gmail.com informando sua disponibilidade de horários para agendamento de entrevista(s) de acolhimento (de uma a três entrevistas) na qual os profissionais avaliam qual a melhor estratégia para cada caso, que podem ser: atendimento em psicoterapia individual na PRAE, conforme nossa disponibilidade de terapeutas (técnicos do serviço ou estagiários de Psicologia); participação em grupos terapêuticos oferecidos pela PRAE; encaminhamentos para a rede pública de saúde ou para atendimento social (nos casos de estudantes não bolsistas que podem custear seu tratamento).

Ressaltamos que nosso atendimento é voltado para casos leves e moderados. Nosso enfoque é no apoio para que o aluno consiga se fortalecer a fim de alcançar seu objetivo na UFPEL, que é a formação em curso superior.  Situações de transtornos mentais graves e crônicos, previamente diagnosticados ou que venham a ser diagnosticados na vigência do vínculo do aluno com a instituição, devem ser atendidos em serviços especializados de saúde mental (CAPS), que são os locais mais adequados para tais acompanhamentos.

O atendimento psiquiátrico individual é destinado para os alunos que estão sendo atendidos na PRAE regularmente em psicoterapia individual ou sendo acompanhados nos grupos terapêuticos.

O NUPADI não tem estrutura para atendimento de situações de urgência e emergência. Nestes casos, orientamos a busca por atendimento na rede pública de saúde, tais como UPA 24h, UBAI, Pronto Socorro Municipal ou Plantão 24h do Hospital Espírita de Pelotas.