O Programa

COORDENADORA
Profa. Dra. Cláudia Liane Rodrigues de Lima

COORDENADORA ADJUNTA
Profª. Drª. Maria Cândida Moitinho Nunes

SECRETARIA
Josiele Garcia Dutra

COLEGIADO DO PROGRAMA

Cláudia Liane Rodrigues de Lima Coordenadora
Rogério Oliveira de Sousa Representante DS
Maria Cândida Moitinho Nunes Representante DS
Rita de Cássia Fraga Damé Representante CENG
Rodrigo Rizzi Representante DER
Vitor Emanuel Quevedo Tavares Representante DER
Gabriel da Silva Lemos Representante Discente

 

APRESENTAÇÃO

O programa de Pós-Graduação em Manejo e Conservação do Solo e da Água (PPG MACSA) foi criado em 2011 a partir do desmembramento da área de Solos do PPG Agronomia (PPGA) da Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel (FAEM)/Universidade Federal de Pelotas (UFPel). O Programa conta atualmente com dez docentes permanentes (três são bolsistas de produtividade em pesquisa do CNPq), sendo cinco do Departamento de Solos e três do Departamento de Engenharia Rural (ambos da FAEM/UFPel) e dois do Centro de Engenharias da UFPel e quatro professores colaboradores. Os docentes do programa tem atuado em projetos de cooperação institucional e interinstitucional buscando intensificar o intercâmbio dentro da UFPel com programas já consolidados (PPG em Agronomia, PPG em Fitossanidade, PPG em Ciência e Tecnologia de Sementes, entre outros) e com outras instituições de ensino e/ou pesquisa no sentido de propiciar aos alunos e professores um constante treinamento em áreas mais desenvolvidas em outros locais e países, para serem aplicadas na melhoria da qualidade do programa. Dentre estes projetos de cooperação pode-se citar: Rede de Agricultura de Precisão que foi formada a partir de um projeto aprovado em um Edital da Embrapa- Macroprograma 1; Rede do Carvão em parceria com a Companhia de Mineração de Carvão (CRM) e Universidade Federal do Rio Grande do Sul; cooperação internacional com o International Centre for Theoretical Physics, Itália; com a Universidade de Ghent, Bélgica (Department of Soil Management), com a Universidade de Santiago de Compostela, Espanha; com as Universidades de Purdue e do Kentucky, Estados Unidos; com as Universidades de Ahmadu Bello e de Nsukka, Nigeria; com a Universidade Central da Venezuela, Venezuela; com o College of Water Conservancy and Hydropower Engineering da Universidade de Hohai, China, dentre outras parceiras.

OBJETIVOS

Os objetivos gerais do Programa são de atender a demanda de capacitação de profissionais de nível superior que atuem nas áreas de ensino, pesquisa e extensão e prestação de serviços referentes as atividades do complexo produtivo agrícola integrando a ciência do solo com a ciência hidrológica e com as geotecnologias, de forma a compreender a dinâmica dos sistemas agrícolas e minerados, suas relações com o homem e, deste modo, promover sua conservação ou sua recuperação.

PERFIL DO EGRESSO

O profissional egresso do PPG MACSA apresenta conhecimentos sólidos em áreas básicas da ciência do solo (física do solo, química do solo e pedologia), hidrologia e geotecnologias. Compreende a dinâmica da água e dos nutrientes em sistemas agrícolas e minerados, o que lhe permite propor práticas de manejo sustentáveis que visem a conservação e/ou recuperação do solo e melhoria da qualidade da água nesses ambientes.

ESTRUTURA CURRICULAR

A estrutura curricular do PPG MACSA é formada por disciplinas com conteúdos básicos e disciplinas com conteúdos aplicados nas áreas de solos, hidrologia e de geotecnologias. As disciplinas são ofertadas em regime semestral de forma que os alunos possam cursar primeiramente as de conteúdo mais básico e após aquelas de conteúdo aplicado. Os alunos são orientados na escolha das disciplinas visando uma formação qualificada em conteúdos que serão importantes para seu tema de pesquisa. O Plano de estudos e o projeto de pesquisa dos discentes são apresentados e defendidos em seminário do PPG MACSA e passam por avaliação e aprovação de todo o corpo docente e discente do programa.

LABORATÓRIOS

Os seguintes laboratórios dão suporte ao PPG MACSA: – Laboratório de Física e Mecânica do Solo e de Relação Solo-Água-Planta-Atmosfera (77,0 m2): laboratório com equipamentos e materiais para análises físico-hídricas e mecânicas do solo situado no Departamento de Solos/FAEM/UFPel, contendo: Computadores; Agitador horizontal; Agitador tipo Stirrer; Agitador vertical tipo Yoder; Balanças; Compressor; Consolidômetro automático; Destilador; Estufa; Mesa de tensão; Panela de Richards; WP4; Sensores Watermark com datalogger; Penetrômetro manual; Penetrômetro eletrônico de bancada; Tensiômetros; Simuladores de chuva; Bomba de vácuo; Permeâmetro de Guelph; Permeâmetro de Tensão; Câmara de Scholander; Medidor de fotossíntese; Medidores de pH e de Condutividade Elétrica; Microscópios, Lupas e Autoclave. – Laboratórios de Química e Fertilidade do Solo (85,0 m2) e Nutrição e Adubação de Plantas (45,0 m2): laboratório com equipamentos e materiais para análises químicas de solo, de plantas e de resíduos orgânicos, localizado no Departamento de Solos/FAEM/UFPel, contendo: Balanças; Condutivímetro; Estufas; pHmetro; Fotômetro de chama; Espectrofotômetro UV/VIS; Fotômetro de Chama com compressor; Espectrofotômetro de absorção atômica. -Laboratório de Gênese, Morfologia e Classificação de Solos (95,0 m2): laboratório utilizado para a realização de todas as análises envolvidas na classificação de solos, situado no Departamento de Solos/FAEM/UFPel. -Laboratório de Microbiologia do Solo (30 m2): laboratório utilizado para análises microbiológicas do solo, situado no Departamento de Solos/FAEM/UFPel contendo: Autoclave, capela de fluxo, destilador de nitrogênio, dentre outros equipamentos. – Laboratório de Geotecnologia (43,7 m2): laboratório utilizado para levantamentos topográficos, sensoriamento remoto e geoprocessamento situado no Departamento de Engenharia Rural/FAEM/UFPel, contendo: Computadores; Receptores GPS/Glonas geodésico L1 L2; Receptor GPS L1; Receptor GPS de navegação; Estações totais; Nível a laser e de luneta; Softwares para topografia, sensoriamento remoto e geoprocessamento e um Scanner de grande porte (adquirido pelo Pró-equipamentos 2014). – Laboratório de Hidráulica (50,4 m2): laboratório utilizado para estudos hidráulicos e hidrológicos situado no Departamento de Engenharia Rural/FAEM/UFPel, contendo: Computadores; Medidores de vazão do tipo calha Parshall e WSC; Micromolinete fluviométrico; Molinete fluviométrico com haste a vau de 3 metros; Bote inflável com motor de polpa; Ecobatímetro; Coletor de sedimentos; Manômetros de precisão; Bombas hidráulicas; Pluviômetros; Estufa; Balança; Sensores para medição da tensão de água no solo; Dataloggers;Tensiômetros; Medidor ultra-sônico de vazão; Transmissor de nível ultra-sônico; Conjuntos de medidores de infiltração; Estação Meteorológica Automática; Sonda TDR com receptor GPS;  Equipamento Hyprop para elaboração da curva de retenção de água no solo (Edital CAPES/2013- Pró-Equipamentos); Medidores magnéticos de vazão (Edital CAPES/2013- Pró-Equipamentos) Bancada horizontal de Reynolds (adquirido pelo Pró-equipamentos 2014);  – Laboratório de Hidrologia e Recursos Hídricos (12,0 m2): laboratório com equipamentos para monitoramento hidrológico, situado na Faculdade de Engenharia Agrícola/Centro de Engenharias/UFPel, contendo: Computadores; Impressoras e scanner; infra-estrutura de monitoramento hidrometeorológico; Estações fluviométricas nos arroios Chasqueiro e Chasqueirinho; Linígrafos automáticos; Réguas linimétricas; Estação climatológica. – Laboratório de Águas e Efluentes (20 m2): laboratório com equipamentos e materiais para avaliações de águas e efluentes líquidos, situado na Agência da Lagoa Mirim/UFPel, contendo: autoclave para tratamento térmico; balança analítica, balança mecânica, balança mecânica de precisão e balança eletrônica; banho-maria elétrico; compressores de ar; centrífuga de tubos; destilador de proteína; destilador de água; digestor Dry; block evaporação e análise de DQO; espectrofotômetro; estufas de secagem; estufa bacteriológica; extratores de óleos e graxas DQO; estufa incubadora; fornos mufla; fotômetro de chama; oxímetro de bancada. – Laboratório de Tomografia Computadorizada (30 m2): laboratório com equipamentos para determinação da densidade do solo e umidade, milimetricamente, por meio do uso de fonte radioativa Amerício-Berílio, situado no Departamento de Solos/FAEM/UFPel, contendo: computadores; impressora; estufa; balança; cadeia nuclear com fonte radioativa.