Início do conteúdo
    Notícias
  • Núcleo realiza Web-Conferência sobre os 45 anos da Revolução dos Cravos

    A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadasA imagem pode conter: 1 pessoa, tela e área internaA imagem pode conter: 1 pessoa, sentado, tela, mesa, escritório e área interna

    Na tarde do dia 24 de abril, e, para falar sobre o fim do Estado Novo português e seu impacto no passado e no presente do país, foi realizada a Web-Conferência “Entre as brumas da memória: legados do salazarismo 45 anos depois” com a participação da professora Filipa Raimundo, do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.

    Filipa Raimundo é Doutora em Ciências Políticas e Sociais pelo Instituto Universitário Europeu de Florença, professora auxiliar convidada do Departamento de Ciência Política do ISCTE-IUL, e, há alguns anos, vem pesquisando temas relacionados aos legados do autoritarismo, aos processos de democratização e à qualidade da democracia. Em 2018, lançou o livro “Ditadura e democracia: legados da memória” (Lisboa: Fundação Francisco Manuel dos Santos), no qual aborda a forma como Portugal enfrenta seu passado autoritário e lida com a memória do salazarismo.

    A atividade foi realizada pelo Núcleo de Pesquisa sobre Políticas de Memória da UFPel e contou com a presença de estudantes das Ciências Sociais, do Direito e da História, além de estudantes de diversos programas de Pós-Graduação e demais interessados pelo tema.

  • Primeiro número da Cadernos do NUPPOME é publicado

    Está disponível para leitura o primeiro número da Cadernos do NUPPOME, uma publicação digital vinculada ao Núcleo de Pesquisa sobre Políticas de Memória da UFPel.

    Em sua primeira edição, a revista traz uma entrevista com Renan Honório Quinalha, professor da UNIFESP que pesquisa temas vinculados à memória da ditadura; um texto sobre lugares de memória, escrito por Darlan de Mamman Marchi; além de, entre outras, novidades editoriais sobre políticas de memória.

    A publicação pode ser lida e baixada acessando a aba “Cadernos do NUPPOME“.

  • Coordenador do Núcleo é entrevistado pela Estudos Ibero-Americanos (EIA)

    O professor Carlos Artur Gallo, Coordenador do NUPPOME, foi recentemente entrevistado pela revista Estudos Ibero-Americanos (EIA). Editada pelo Programa de Pós-Graduação em História da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), a EIA é publicada desde 1975, e, atualmente, é classificada com o Qualis A2 na área de História.

    Na entrevista, conduzida pela professora Tatyana de Amaral Maia (PUCRS), o professor analisa particularidades do caso brasileiro comparadas ao modo como a memória das ditaduras tem sido enfrentada em outros países, comenta a sua trajetória acadêmica e explica como suas pesquisas sobre políticas de memória foram realizadas.

    A entrevista foi publicada na mesma edição em que o dossiê “Direitos Humanos, Memória e História (1968-2018)” e pode ser lida em:

    http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/iberoamericana/article/view/32818/17843

  • Bolsistas do NUPPOME apresentam trabalho em evento na UFRGS

    Na última terça-feira, dia 20/11/2018, a estudante Isabela Rodrigues do Nascimento, que recebe bolsa de iniciação científica da FAPERGS, participou do II Seminário Internacional de Ciência Política, realizado pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

    No Fórum da Graduação, a estudante apresentou o trabalho intitulado “Políticas de memória: os julgamentos dos crimes da ditadura no Brasil, Uruguai e Argentina”, elaborado em coautoria com Deivid Mendonça Cardoso, também integrante do Núcleo.

  • Coordenador do NUPPOME dá entrevista para jornal na França

    Após o resultado das eleições presidenciais de 2018, o professor Carlos Artur Gallo, coordenador do NUPPOME, foi contatado pela equipe do jornal francês “La Croix” para participar de uma reportagem sobre a conjuntura política no país. A reportagem foi publicada na versão impressa e online do jornal, que é editado e publicado em Paris, e apresenta um panorama sobre a forma como, no contexto brasileiro, as Forças Armadas têm se relacionado historicamente com questões políticas.

    A matéria pode ser lida na página do jornal, disponível em: https://www.la-croix.com/Monde/Ameriques/Au-Bresil-derriere-Jair-Bolsonaro-lombre-larmee-2018-10-31-1200979919?from_univers=lacroix

  • Estudantes do Núcleo apresentam trabalhos em Congresso de Iniciação Científica

     

    Na última sexta-feira, dia 26/10/2018, estudantes do NUPPOME apresentaram resultados parciais da pesquisa que realizam na 27ª Edição do Congresso de Iniciação Científica (CIC) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

    No Congresso, a estudante Isabela Rodrigues do Nascimento, que recebe bolsa de iniciação científica da FAPERGS, apresentou o trabalho intitulado “Políticas de memória: dados parciais sobre a ditadura na Argentina e no Chile”. O estudante Deivid Mendonça Cardoso, bolsista do Programa Voluntário de Iniciação à Pesquisa – PVIP / UFPel, apresentou o trabalho “Políticas de memória: dados parciais sobre a ditadura no Uruguai”.

  • Núcleo realiza cine-debate sobre a Comissão da Verdade na África do Sul

     

    Na quarta-feira, dia 17 de outubro, será realizado o “Cine-Debate ‘Em minha terra’ – Verdade, justiça e reconciliação na África do Sul”.

    Organizada pelo coordenador do NUPPOME, a atividade consiste na apresentação, seguida de debate, do filme “Em minha terra” (EUA, 2004), que aborda os trabalhos da Comissão da Verdade sul-africana.

    Participa do cine-debate, como comentadora, a profa. Alessandra Gasparotto (Departamento de História | UFPel).

  • Pesquisadores do NUPPOME participam de evento na Argentina

    Memorias subalternas, memorias rebeldes

    Entre os dias 4 e 6 de outubro, pesquisadores do NUPPOME participam do XI Seminario Internacional Políticas de la Memoria, realizado no Centro Cultural de la Memoria Haroldo Conti, em Buenos Aires.

    Durante o evento, os professores Andrés Del Río e Carlos Artur Gallo coordenam a mesa de trabalhos intitulada “La justicia del presente, los crímenes del pasado: usos del Poder Judicial y tensiones de la memoria”.

    Mais informações sobre o seminário em: http://conti.derhuman.jus.gov.ar/2018/03/seminario-xi.php

  • Núcleo de Pesquisa sobre Políticas de Memória – NUPPOME

    O NUPPOME é um grupo de pesquisa registrado no CNPq e vinculado ao Instituto de Filosofia, Sociologia e Política (IFISP) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

    O Núcleo tem como objetivo central promover o debate e realizar pesquisas sobre as diferentes políticas que foram e estão sendo implementadas em países que tenham passado por regimes autoritários.

    Para mais informações, ver: “Apresentação” e “Equipe”.