Discentes apresentam algumas das atividades de extroversão na 4a. Semana Integrada da UFPel 2018

Publicado em Notícias | Comentários desativados em Discentes apresentam algumas das atividades de extroversão na 4a. Semana Integrada da UFPel 2018

Capacitação em Conservação Curativa e Preventiva de Coleções Metálicas Históricas e Arqueológicas

Durante os días 22 e 28 de outubro passado tivemos a oportunidade de brindar uma capacitação em conservação de artefactos metálicos para  a Conservadora Restauradora Vanilde Rohling Ghizoni, atual responsável pela área de conservação do Museu de Antropología e Etnologia da Universidade Federal de Santa Catarina – MArquE/UFSC.

No MArquE encontram-se, além de uma rica coleção de objetos etnográficos e arqueológicos,  a coleção de artefatos metálicos encontrados nas Fortalezas de Florianópolis, vestígios que remetem às diversas épocas de ocupação das mesmas desde os primórdios do século XVIII. Dentre estes materiais encontram-se uma diversidade de moedas, projéteis esféricos de chumbo, fragmentos de armas de fogo e elementos de uso pessoal, entre outros.

Esta atividade forma parte das ações de capacitação externa do LÂMINA e conforma uma das ações preliminares, iniciadas em 2016, prévias ao futuro acordo de cooperação entre o MArquE/UFSC e o LÂMINA.

 

Publicado em Notícias | Comentários desativados em Capacitação em Conservação Curativa e Preventiva de Coleções Metálicas Históricas e Arqueológicas

Dois de setembro de 2018

Publicado em Notícias | Comentários desativados em Dois de setembro de 2018

Equipe de arqueologia da UFPel visita Museu Dom Diogo de Souza

Foto: Antônio Rocha

Grupo verificou acondicionamento de artefatos históricos encontrados no sítio

Integrantes do Laboratório Multidisciplinar de Investigação em Arqueologia (Lâmina) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) visitaram as dependências do Museu Dom Diogo de Souza, mantido pela Fundação Attila Taborda (FAT), onde foram recepcionados pelas gestoras da instituição, Carmem Barros e Maria Luíza Pêgas.
Grupo verificou acondicionamento de artefatos históricos encontrados no sítio

Maria Luíza explica que o grupo veio a Bagé conhecer o acervo do Museu Patrício Corrêa da Câmara, que resguarda artefatos encontrados no sítio arqueológico do Forte de Santa Tecla (1773-1776), que foi incorporado ao acervo do Museu Dom Diogo.
A arquiteta da prefeitura, Joelma Silveira, responsável pelo projeto memorial do Parque Histórico do Forte de Santa Tecla, conta que o município mantém acordo com a equipe da arqueologia da UFPel para realização de um plano arqueológico de escavação do forte. Um dos passos para elaboração do plano é, justamente, a visita técnica realizada na tarde de sexta-feira, para conhecer os artefatos encontrados no sítio arqueológico. A equipe da UFPel é especializada em campos de batalha, tendo desenvolvido há pouco tempo um trabalho na Colônia del Sacramento, no Uruguai.
O professor Jaime Mujica Sallés, da equipe da Lâmina, explica que o grupo está apoiando o projeto do memorial, através da prospecção arqueológica. Contudo, é necessário que um espaço adequado receba os materiais encontrados durante o trabalho. “Hoje viemos conhecer os artefatos já existentes e a forma de acondicionamento e proteção dos itens arqueológicos, levando em conta questões como umidade, temperatura e manipulação para conservação do acervo”, explica.

Fonte: 

Nesta visita técnica estiveram presentes, além do Coordenador Geral do Lâmina, a Conservadora-Restauradora Arqueológica Susana dos Santos Dode, a discente em Historia Barbara Denise Xavier da Costa e o Técnico Eneri James Borges Medeiros.

Publicado em Notícias | Comentários desativados em Equipe de arqueologia da UFPel visita Museu Dom Diogo de Souza

Universidade Federal de Santa Catarina discute interpretação, conservação e extroversão na arqueologia.

O Lâmina esteve no Museu de Arqueologia e Etnologia da UFSC apresentando suas atividades na área da gestão de acervos arqueológicos provenientes da Arqueologia de Campo de Batalha.

Publicado em Notícias | Comentários desativados em Universidade Federal de Santa Catarina discute interpretação, conservação e extroversão na arqueologia.

Equipe de arqueólogos da UFPel visita o Forte de Santa Tecla

Na manhã de domingo, a área do sítio Histórico do Forte Santa Tecla recebeu a visita da equipe técnica de arqueólogos da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).
A prefeitura de Bagé, conforme a arquiteta responsável pelo projeto arquitetônico do Parque Forte Santa Tecla, Joelma Silveira, com o apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), busca um acordo de cooperação técnico-científico com a universidade, que é referência em análises e escavações em campos de batalha. Isso para um plano de escavação de curto, médio e longo prazo no local.  “As fundações do Forte Santa Tecla são tombadas pelo Iphan”, explica a profissional.
Logo após a visita técnica, comenta a arquiteta, a equipe almoçou no Regimento Forte Santa Tecla a convite do coronel Rafael Cunha. “À tarde, foi realizada outra visita, ao museu Dom Diogo de Souza, para conhecer o espaço e o acervo existente”, comenta. Além disso, a arquiteta relata que o sítio histórico já foi uma estância jesuítica. Segundo Joelma, oito integrantes da universidade estiveram em Bagé, contudo, as equipes de trabalho contam com os alunos dos cursos de Arqueologia e Museologia da instituição.
O forte, explica Joelma, é um sítio arqueológico com grande potencial para o desenvolvimento de pesquisas nas mais diversas áreas. “As escavações arqueológicas vão contar a história de conquista desse território. A área do sítio histórico é de importância binacional. Podem ser desenvolvidos ainda o turismo cultural, arqueológico e rural, em função do entorno onde está inserido”, fala.

Fonte: Folha do Sul

Publicado em Notícias | Comentários desativados em Equipe de arqueólogos da UFPel visita o Forte de Santa Tecla

Curso de Capacitação em Conservação Preventiva e Curativa de Documentos

Do dia 12 ao 15 de setembro de 2017, foi ditado o Curso de Capacitação em Conservação Preventiva e Curativa de Documentos, para funcionários das bibliotecas da UFPel, IFSUL e da FURG. Os ministrantes foram o Dr. Jaime Mujica Sallés e a Conservadora-Restauradora Susana dos Santos Dode. A capacitação teórica-prática foi desenvolvida nas instalações da Biblioteca Central no Campus Anglo com a participação de um grupo importante de bibliotecários e técnicos em restauração.

Publicado em Notícias | Comentários desativados em Curso de Capacitação em Conservação Preventiva e Curativa de Documentos

1ª Plenária 2017 LÂMINA

Na próxima TERÇA-FEIRA, dia 06/06/2017, às 17:00 horas, acontecerá a 1ª plenária do Laboratório Multidisciplinar de Investigação Arqueológica na sua sede na Rua Santa Tecla, 408.

Com as seguintes Pautas:

1 – Mudanças de coordenadores com o ingresso do Prof. Dr. Diero Ribeiro.
2 – Ingresso do Prof. Dr. Cláudio Carle como pesquisador associado.
3 – Convênio de cooperação cientifica com o Centro de Estudos e Pesquisas Arqueológicas da UFPR.
 Todos os interessados são convidados a participar da reunião.
 
Versão do banner em PDF: Plenaria do LÂMINA 2017
Publicado em Notícias | Comentários desativados em 1ª Plenária 2017 LÂMINA

EXPOSIÇÃO ABORDA DIVERSOS ASPECTOS DA CULTURA INDÍGENA

A exposição tem recebido visita de diversas escolas e da comunidade em geral desde o lançamento dia 13 de abril (Foto: Divulgação DP)

Publicado 22 Abr

   A I Mostra de Trabalhos Escolares Indígenas da Secretaria de Educação e Desporto (Smed) está aberta a visitação até o dia 24 de abril, no Casarão 2 da Praça Coronel Pedro Osório. Mais do que cocar e oca, os trabalhos expostos incluem maquetes de povoados, artefatos como o filtro dos sonhos, arte com material reciclável que reproduz a pintura corporal de determinadas tribos até o retrato do índio atual. No lançamento houve apresentações teatrais e degustação de culinária típica (pirão de peixe).

A iniciativa da Gerência de Projetos da Smed é divulgar os trabalhos produzidos nas escolas durante o ano todo, comprovando que na rede pública municipal a cultura indígena não é apenas lembrada no dia 19 de abril. A exposição é composta por trabalhos feitos por alunos de 18 escolas de Educação Infantil (Emeis) e de Ensino Fundamental (Emef).

O ensino de história e cultura das populações indígenas está prevista na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), a partir de 2008. De acordo com a gerente de Projetos da Smed, Fernanda Carneiro, assim como o ensino da história dos negros no Brasil, a cultura do índio também é obrigatória para o Ensino Fundamental. Para formação dos professores nos dois temas, a Smed conta com a colaboração do Laboratório Multidisciplinar de Investigação Arqueológica da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). “Nosso desafio é agregar mais escolas no ano que vem para a segunda edição da mostra”, concluiu Fernanda.

Fonte: Diário Popular

Publicado em Notícias | Comentários desativados em EXPOSIÇÃO ABORDA DIVERSOS ASPECTOS DA CULTURA INDÍGENA

Visita do Diretor do Instituto de Ciências Humanas

O professor Sidney Gonçalves Vieira, diretor do Instituto de Ciências Humanas (ICH), visitou na quinta-feira, 12/01, o Laboratório Multidisciplinar de Investigação Arqueológica (LÂMINA),  localizado no ICH da Rua Santa Tecla, 408. Na ocasião foi recebido pelo coordenador do laboratório prof Jaime Mujica Sales, juntamente com o prof Pedro Luiz Machado Sanchez.

Durante a visita foram mostradas as diversas atividades em execução no laboratório levadas a efeito pelos integrantes Fábio, Valeria , Suzana, Márcia e Eneri. Os laboratoristas mostraram uma série de processos desenvolvidos na conservação, principalmente de material metálico proveniente das Missões Jesuíticas. O material trabalhado foi encaminhado pelo IPHAN e é composto, basicamente, de cravos e outras partes metálicas de fechaduras e dobradiças.

Minucioso trabalho de identificação de patologias e os tratamentos necessário são executados para a conservação dos artefatos. Depois são emitidas recomendações de conservação e o material é acondicionado para devolução ao IPHAN. Os procedimentos seguem protocolos técnicos e metodológicos cientificamente aceitos e foram elaborados pelo LÂMINA para desenvolvimento das atividades de conservação.

Além do material proveniente das Missões, o LÂMINA já executou a conservação de outros artefatos metálicos e desenvolve projeto para ampliar sua atuação nos campos de batalha da Região Platina, a exemplo do que já tem feito em parceria com instituições brasileiras e uruguaias.

Durante a visita o Diretor do ICH verificou que o trabalho desenvolvido no LÂMINA apresenta um resultado elogiável, apesar das poucas condições materiais que o laboratório possui para funcionamento. O Duretor apresentou a proposta de incentivar o uso do prédio da Escola de Belas Artes para exposições e trabalhos do LÂMINA, o que motivou bastante a equipe, diante da possibilidade de ampliar as instalações do laboratório.

Fonte da reportagem: Site do ICH

Publicado em Laboratório, Notícias | Comentários desativados em Visita do Diretor do Instituto de Ciências Humanas