Quem somos

Este espaço será usado para você conhecer um pouco sobre quem somos e também, para expor documentos e projetos já produzidos pelos colaboradores do LABSERG e que tratam de temáticas afins com aquelas abrangidas pelo laboratório (Segurança e Ergonomia). Dessa forma, mesmo publicações realizadas antes da criação deste laboratório também poderão ser expostas para consulta e referência.


……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….
1. Quem somos
O LABSERG (Laboratório de Segurança e Ergonomia), juntamente com o laboratório de Engenharia do Produto do PPGEP-UFPel, terá como objetivo suportar atividades didático pedagógicas e de pesquisa em conteúdos e práticas relacionadas com medições físicas de avaliação de adequação biomecânica do trabalho, projeto do trabalho e de conforto ambiental, estudo de métodos e utilização de equipamentos de proteção individual e coletiva e práticas relacionadas com a utilização de metodologias para o desenvolvimento de novos produtos, que incluam geração do conceito, projetos estruturais e detalhados, bem como a elaboração de protótipos e/ou maquetes. Para tanto o laboratório conta com instrumentos de medição para avaliação ambiental, como luxímetros, dosímetros, decibelímetros, termoanemômetros, termohigrômetros, medidores de stress térmico (também denominados por medidores de IBUTG – Índice de Bulbo Úmido e Temperatura de Globo), medidor de vibração de corpo inteiro. Este ambiente será concebido de forma amparar as linhas de pesquisa do Mestrado em Engenharia da Produção sendo que, ainda poderá apoiar as atividades de ensino e pesquisa para as seguintes disciplinas: Ergonomia e Segurança Industrial e Gestão e Engenharia da Qualidade. Este laboratório possui suas ações articuladas em harmonia com as metas do grupo de pesquisa NUMESA (Núcleo Multidisciplinar em Ergonomia, Segurança e Acessibilidade)


……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….
1. Projetos
.
Projetos de ensino
(jul.2019 – jul.2020) Normas para elaboração de trabalhos acadêmicos (Para maiores detalhes clique AQUI)
(mai.2018 – dez.2018) Disseminação e orientação sobre conteúdos e técnicas no Laboratório de Segurança e Ergonomia (LABSERG) – edição 2018 (Para maiores detalhes clique AQUI)
(jun.2017 – dez.2017) Disseminação e orientação sobre conteúdos e técnicas no Laboratório de Segurança e Ergonomia (LABSERG) – edição 2017 (Para maiores detalhes clique AQUI)
(mai.2016 – dez.2016) Disseminação e orientação sobre conteúdos e técnicas no Laboratório de Segurança e Ergonomia (LABSERG) (Para maiores detalhes clique AQUI)
(nov.2015 – nov.2015) Ergonomia: Paradigma atual e perspectivas futuras (Mesa redonda)
(jun.2013 – jun.2013) Participação do curso de Engenharia de Produção no Treinamento de Combate a Incêndios e Primeiros Socorros
.
Projetos de pesquisa
(ago.2019 – jul.2021) Humanização em alas de oncologia do Hospital Escola – UFPel (UFPel) (Para maiores detalhes clique AQUI)
(jun.2019 – jun.2021) Perfil e trajetória profissional dos Egressos do curso de Engenharia de Produção da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) (Para maiores detalhes clique AQUI)
(mar.2019 – ago.2020) Vibração Ocupacional em Operadores de Tratores Agrícolas de 4 Rodas de até 58,8 kW (Para maiores detalhes clique AQUI)
(ago.2018 – jul.2020) Prospecção e desenvolvimento de protocolos para avaliações de exposição a vibrações ocupacionais em usuários de veículos automotores (Para maiores detalhes clique AQUI)
(ago.2018 – jul.2020) Levantamento da exposição ao ruído ocupacional em empresas na região sul do Rio Grande do Sul (Para maiores detalhes clique AQUI)
(ago.2017 – jul.2018) Desenvolvimento de um instrumento norteador para o estabelecimento de estratégias de avaliação de exposição a vibrações de corpo inteiro em máquinas agrícolas – edição 2017 (Para maiores detalhes clique AQUI)
(ago.2016 – jul.2017) Desenvolvimento de um instrumento norteador para o estabelecimento de estratégias de avaliação de exposição a vibrações de corpo inteiro em máquinas agrícolas (Para maiores detalhes clique AQUI)
(ago.2015 – jul.2016) Investigação quanto às principais demandas ergonômicas manifestadas por frentistas na cidade de Pelotas (Para maiores detalhes clique AQUI)
(ago.2015 – jul.2016) Estudo dos viesses de decisão como instrumento para investigação da percepção de riscos no âmbito da segurança e saúde no trabalho (Para maiores detalhes clique AQUI)
(ago.2014 – jul.2015) Uma investigação quanto à associação entre a Teoria dos Prospectos e sua contribuição para a compreensão da percepção dos riscos no ambiente de trabalho (Para maiores detalhes clique AQUI)
(ago.2013 – jul.2014) Proteção de máquinas e equipamentos nas unidades de beneficiamento de grãos: uma investigação com vistas a identificar os principais riscos e propor ações para minimizar incidentes (Para maiores detalhes clique AQUI)
(out.2013 – jul.2014) Avaliação das condições de orientação espacial no terminal de embarque do Aeroporto Internacional de Pelotas (Para maiores detalhes clique AQUI)
.
Projetos de extensão
(fev.2019 – mar.2021) Segurança e Saúde do Trabalho no e-Social (Para maiores detalhes clique AQUI)
(mai.2016 – dez.2016) ErgoDROPS: disseminando os conceitos de Ergonomia através de novas mídias (Para maiores detalhes clique AQUI)
(mai.2016 – dez.2016) III SEPSST – III Seminário Estadual para Promoção da Saúde e Segurança do Trabalhador: contribuições para a segurança do trabalho na construção civil (Para maiores detalhes clique AQUI)
(mai.2016 – mai.2021) NEPEA – Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Acessibilidade (Para maiores detalhes clique AQUI)
(jan.2015 – dez.2015) Arranjo Produtivo Local (APL) Doces da cidade de Pelotas: promovendo melhorias por meio da inovação de produtos e processos – 2º edição (Para maiores detalhes clique AQUI)
(out.2015 – dez.2015) II SEPSST – II Seminário Estadual para Promoção da Saúde e Segurança do Trabalhador: contribuições para as unidades de beneficiamento de grãos e sementes (Para maiores detalhes clique AQUI)
(mar.2014 – dez.2014) Cultura de segurança desde criança: uma ação inclusiva diante do olhar em relação a cultura de saúde e segurança desde a infância em comunidades de Pelotas e região – 2º edição (Para maiores detalhes clique AQUI)
(mai.2013 – mar.2014) Cultura de segurança desde criança: uma ação inclusiva diante do olhar em relação a cultura de saúde e segurança desde a infância em comunidades de Pelotas e região – 1º edição (Para maiores detalhes clique AQUI)
(mai.2014 – dez.2014) Introdução ao conceitos de acessibilidade espacial aplicada aos projetos
.
Programas (projetos unificados)
(abr.2018 – mar.2020) Programa de incentivo à disseminação da Ergonomia e Segurança em empresas da Região Sul do Rio Grande do Sul (Para maiores detalhes clique AQUI)


……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….
3. Infraestrutura física
Você pode nos conhecer, pelo menos parcialmente, através de uma visita virtual ao laboratório. Ao clicar nas imagens abaixo você poderá acessar de forma tridimensinal local e ver um pouco de seus recursos. Estamos trabalhando sempre para fortalecer a disponibilidade de recursos que possam incentivar a pesquisa, a extensão e o ensino. A primeira foto é mais antiga, tendo cerca de 3 anos e a segunda traz um registro do laboratório no outono de 2019, já com alguns novos recursos técnicos disponíveis. Boa visita!!.
.
.


……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….
4. Álbum de imagens
Os hiperlinks abaixo remetem a álbuns de imagens que se relacionam com o LABSERG. A imagens contemplam assuntos como eventos, aulas práticas, entre outras coisas.
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
.

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………
5. NUMESA (Núcleo Multidisciplinar em Ergonomia, Segurança e Acessibilidade)
A Ergonomia, a Segurança e a Acessibilidade tem emergido nos últimos anos como importantes fontes de estudo e pesquisa, sobretudo por atenderem demandas sociais e profissionais relevantes. A Ergonomia, por exemplo, vem contribuindo fortemente em diversos aspectos do cotidiano e tem sido crescentemente citada como elemento imprescindível para redução nos afastamentos e perdas em empresas. A Segurança tem merecido atenção não só no que tange ao caso mais específico da segurança individual do trabalhador mas também, na segurança de processos, onde contribui para a redução nos riscos de negócios e melhoria da competitividade. Já, a Acessibilidade consiste em outro tema imprescindível e amplamente discutido nos mais diversos meios. Ela contribui, a partir de intervenções no meio físico na promoção de condições de conforto e segurança a todos os indivíduos, independente de suas capacidades e/ou limitações, além de vertentes como a proposição de equipamentos de tecnologia assistiva. O NUMESA (Núcleo Multidisciplinar em Ergonomia, Segurança e Acessibilidade) emerge neste contexto, como um grupo de pesquisa que busca consolidar os esforços com foco nas temáticas por ele abrangidas.
.
5.1 Equipe do NUMESA


LUIS ANTONIO DOS SANTOS FRANZ, Dr.
UFPel – Universidade Federal de Pelotas
Ceng – Engenharia de Produção
Pelotas/RS/Brasil

ISABELA FERNANDES ANDRADE, Dra.
UFPel – Universidade Federal de Pelotas
Ceng – Engenharia de Produção
Pelotas/RS/Brasil

DOUGLAS DE CASTRO BROMBILLA, MSc.
IFRS – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul
Rio Grande/RS/Brasil

VANESSA GOULART DORNELES, Dra.
UFSM – Universidade Federal de Santa Maria
Curso de Arquitetura e Urbanismo
Santa Maria/RS/Brasil

RENATA HEIDTMANN BENVENUTI, Dra.
UFPel – Universidade Federal de Pelotas
Ceng – Engenharia de Produção
Pelotas/RS/Brasil

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….
5. Trabalhos de Conclusão de Curso
Neste espaço é possível passar por Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) produzidos em temas associados às áreas de abrangência do NUMESA, dos laboratórios LABSERG e NEPEA, e no contexto do curso de Engenharia de Produção. Sintam-se a vontade para consultar, inspirar-se e citar estas fontes em seus trabalhos futuros.

Dados do TCC . . .
ALVES, V.A.M.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Avaliação dos índices de estresse e nível de problemas emocionais em estudantes da UFPel. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2019.

Texto será disponibilizado em breve.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
RIBEIRO, B.D.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Exposição ocupacional a vibrações de corpo inteiro em operadores de máquinas em um órgão público. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2019.

A malha rodoviária brasileira é constituída na sua grande maioria sem pavimento, o que gera muitos empregos como operador de máquina na área de manutenção de estradas. Os operadores de máquinas estão expostos a vibrações de corpo inteiro diariamente, o que afeta a qualidade de vida do trabalhador, muitas vezes acarretando em problemas de saúde e custos para as empresas. Neste contexto o presente estudo tem como objetivo investigar a exposição ocupacional a vibrações de corpo inteiro em operadores de máquinas pesadas em um órgão público do sul do Rio grande do Sul. Para esta investigação foi realizada uma pesquisa bibliográfica acerca do tema, coletados os níveis de vibrações que estes operadores estão expostos diariamente e realizada entrevistas individuais para identificar se estas vibrações estão afetando a qualidade de vida do trabalhador. Como principais resultados foram verificados que as manifestações de desconforto e dores na coluna por parte dos operadores não são apenas oriundas da exposição a vibrações, mas sim da combinação de diversos fatores contidos na atividade.

(Disponível para download AQUI)
.

.
PUREZA, J.B.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Estudo de tempos e movimentos: uma análise do processo de montagem de rodas em uma fábrica de veículos elétricos. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2019.

Em busca da melhoria contínua devido à competitividade inerente aos mercados atuais, as empresas centralizam seus esforços no aprimoramento de seus processos. Consoantes a isso, o presente trabalho trata-se de um estudo de caso em uma fábrica de veículos elétricos, que objetiva executar uma análise de tempos e movimentos em processos produtivos da empresa e ressalta a importância da aplicação da Engenharia do Trabalho, com vista à padronização de procedimentos, redução de movimentos desnecessários, minimização de falhas de execução, identificação de problemas potenciais, redução de tempos e custos. A metodologia proposta inclui a divisão das operações analisadas em elementos, para posterior cronometragem dos tempos de execução e cálculo dos tempos padrão, bem como elaboração de gráfico homem máquina quando pertinente. Os dados foram compilados e comparados com os conceitos obtidos na revisão bibliográfica prospectada e, a partir deste ponto, elaborada uma discussão. Tendo isso como base, foi feita uma discussão sobre potenciais propostas de melhorias, como a substituição do trabalho manual pelo mecanizado na operação gargalo, bem como diminuição da ociosidade da máquina utilizada na montagem das rodas através da sua atualização e requalificação, que podem vir a gerar aumento da eficiência dos processos analisados e, consequentemente, aumento da produtividade da empresa.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
MARTINS, D.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Índices de Temperatura em uma Indústria Alimentícia na Região Sul do Brasil. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2018.

O presente estudo visa a investigação da exposição a temperaturas baixas em uma indústria alimentícia da região sul do Brasil. Buscou-se estabelecer parâmetros de interpretação através das metodologias propostas pela normatização brasileira e as sugeridas pelas normas internacionais. A necessidade do mesmo é justificada pelo setor ser o líder de empregos no Brasil, apresentando um número elevado de afastamento por doenças ocupacionais na região sul. Inicialmente se buscou um alicerce de conhecimento histórico, normativo e metodológico, onde fosse possível alcançar todos os objetivos delineados, com uma referência constante e reconhecida. O estudo enquadra-se como de abordagem quantitativa, com metodologia de caráter exploratório e busca por meio de estudo de caso a caracterização da exposição a temperaturas baixas de colaboradores em diferentes postos de trabalho na empresa objeto de estudo. Os resultados obtidos pelos métodos utilizados para a avaliação termoambiental, permitiram a verificação do enquadramento legal da empresa segundo normas brasileiras, bem como a comparação da eficiência das exigências quando comparado as metodologias mais complexas. Foi possível ainda desenvolver uma discussão aonde se obteve sugestões de melhoria tanto a saúde do colaborador quanto para os custos da empresa.

(Disponível para download AQUI)
.

.
MENDES, B.C.. (Orientador: ANDRADE, I.F.). Avaliação das condições de acessibilidade no Prédio do Centro de Engenharias – Alfândega. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2018.

As edificações construídas no passado são preservadas em função de elementos e características de sua arquitetura que marcam sua época. Muitos deles hoje pertencem às prefeituras enquanto outros abrigam universidades. Nesse sentido, cabe destacar que, desde 2004, a legislação brasileira estabelece que todas as edificações de uso público ou espaços de uso coletivo devem ser acessíveis a todas as pessoas. Ou seja: as edificações construídas no passado, que recebem novos usos, devem se adequar, também, as novas leis vigentes. Dessa forma, este trabalho visa expor as condições de acessibilidade do Prédio do Centro de Engenharias – Alfândega. Para isso, utilizou-se uma abordagem multimétodos: pesquisa bibliográfica a partir de artigos, teses, dissertações e livros; visita exploratória, para obter-se um levantamento de dados sob o ponto de vista técnico frente à edificação; passeio acompanhado e questionário, com o intuito de identificar os problemas de acessibilidade sob o ponto de vista dos usuários do espaço. A partir da aplicação desses instrumentos, foi possível obter um panorama das condições de acessibilidade do Prédio da Alfândega, confrontando as distintas visões sobre o ambiente construído, além da relação entre os problemas identificados e a legislação que rege a preservação do patrimônio histórico. Através dos métodos, diversos problemas foram encontrados, tanto do ponto de vista técnico como do usuário da edificação. Para isso, recomendações de futuras adaptações/adequações do prédio foram expostas, com intuito de melhorar as condições de acessibilidade atuais do prédio sob estudo.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
MOURA, H.M.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Avaliação de maturidade organizacional no âmbito da gestão da segurança em indústrias de grãos. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2018.

A necessidade de oportunizar um ambiente seguro e confortável de trabalho é uma premissa básica das organizações que buscam destacar-se no atual cenário de competitividade. Desta maneira, desenvolver uma gestão de SST nas empresas é fundamental. As perdas relacionadas à falta de segurança nas empresas impactam negativamente na competitividade das organizações. No Brasil, de acordo com o MPT (2018) os gastos previdenciários entre 2012 e 2017 superaram a casa dos 25 bilhões de reais. A indústria de grãos, é responsável por uma boa taxa da economia brasileira, e tem em seu conjunto organizacional muitos desafios relacionados à SST. Assim este trabalho tem o objetivo de aplicar o modelo de Franz (2009) para avaliar a gestão de SST nas indústrias que beneficiam ou armazenam grãos, ou executam as duas atividades concomitantemente. Para atingir seus objetivos, este trabalho empregou conceitos quantitativos e qualitativos, onde sua metodologia foi dividida em quatro etapas, levantamento bibliográfico, construção de ambiente virtual para aplicação do modelo de avaliação da gestão da maturidade em SST, aplicação do modelo e discussão dos resultados. A aplicação do modelo mensurou que as empresas de grãos atuam com um baixo grau de gestão de SST, num campo de 5 níveis de maturidade, nenhuma empresa figurou acima do primeiro nível. As empresas de grãos, são similares em aspectos como escolaridade média de seus colaboradores e quantidade de utilização de subcontratados e distinto em outros como faturamento e quantidade de funcionários. As empresas, executam mais as ações exigidas por legislações, como exames admissionais, elaboração de mapa de riscos e treinamentos. Por outro lado, as empresas encontram dificuldades em utilizar os dados quantitativos, e a estatística como aliados da gestão em SST.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
SANTOS, B.F.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Aplicação dos princípios da engenharia do trabalho no processo produtivo de uma empresa fabricante de veículos elétricos da cidade de Pelotas. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2018.

Em meio a um cenário caracterizado por competitividade e inovação as empresas têm sido impelidas a buscar cada vez mais meios de aumentar a sua produtividade. As organizações, segundo Cruz (2008), necessitam de um excelente controle de seus processos produtivos para que assim possam se tornar competitivas no mercado. Aliar a padronização de métodos de trabalho e a definição do tempo padrão das atividades são fatores importantes para que as empresas consigam otimizar e controlar suas atividades. Deste modo, este trabalho foi realizado em uma empresa fabricante de veículos elétricos voltados a mobilidade na cidade de Pelotas, tendo como objetivo investigar quais os principais determinantes para a ocorrência de perda de eficiência no seu processo produtivo, considerando os métodos e tempos de execução das operações. A metodologia definida para a realização deste estudo foi uma pesquisaação. Como resultados, foram divididas todas as operações do processo de fabricação do chassis de aço em etapas, e por fim, obtidos o tempo normal e padrão de todas as operações. Além disso, foi elaborado um gráfico homem x máquina, onde encontrou-se a eficiência do operador e da máquina. Conclui-se que a execução deste trabalho permitiu uma análise e detectou problemas ao longo do processo que podem estar interferindo na produtividade da empresa e eficiência dos funcionários.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
SULZBACH, G.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Análise Ergonômica no setor de manutenção de refrigeradores de uma empresa de distribuição de bebidas. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2018.

A indústria brasileira de bebidas reveste-se de grande importância para a economia nacional, não somente em virtude de valor de produção, como também em função do elevado dinamismo que tem apresentado recentemente. Neste contexto, uma das áreas que abrange estas empresas de bebidas é o setor manutenção de refrigeradores e equipamentos, tanto na produção das bebidas no chão de fábrica, quanto nos centros de distribuições, onde os equipamentos refrigeradores são dispostos e distribuídos ao mercado de consumo por essas empresas. O setor envolve muitos perigos e demandas ao que tange o assunto Ergonomia dos trabalhadores, visto que em grande parte de seus trabalhos os operadores lidam com equipamentos diferentes e realizam suas manutenções, conforme suas demandas. Este tipo de trabalho exige dos trabalhadores grande desempenho e decisões próprias a serem tomadas para a realização das atividades. E para investigar estes desafios ergonômicos, foi desenvolvido um referencial teórico sobre os métodos mais utilizados na Análise Ergonômica do trabalho e assim, documentando as práticas prescritas e cotidianas do setor de manutenção de equipamentos refrigeradores e, com base nos resultados obtidos através da AET, foram identificados os desafios enfrentados pelo operador de manutenção bem, como oportunidades de melhorias no setor. Com isso, pode-se prescrever algumas recomendações para o melhor desempenho das atividades dos operadores de manutenção de refrigeradores e equipamentos.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
VINHOLES, G.M.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Iniciando o processo de gestão de gases medicinais em um hospital filantrópico. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2018.

A administração hospitalar é uma função desafiadora, onde é necessário mesclar a humanização com a eficiência na organização e prestação de serviços. Qualquer organização que não disponha de um planejamento estratégico de seus custos, está propensa a perder a competitividade ao longo do tempo. O presente trabalho tem como objetivo principal dar início a um processo de gestão de gases hospitalares em um hospital filantrópico, além de demonstrar como o cuidado com os custos em qualquer segmento dentro de uma organização pode representar uma grande economia de recursos, os quais poderiam ser atribuídos a outras áreas mais carentes. Como técnica de apoio utilizou-se uma metodologia resultante da associação do método MASP (Método de Análise e Solução de Problemas) com o ciclo PDCA (Plan, Do, Check, Act), assim, auxiliando o encontro dos sucessivos erros responsáveis pelo gasto maior que o necessário referente aos gases hospitalares. Como ferramentas para investigação da fonte dos problemas e auxílio na tomada de decisão foi utilizado o 5W2H e o Brainstorming, sendo utilizado o Gráfico do Fluxo de Processo para elucidação e fixação dos procedimentos aprimorados. A técnica aplicada obteve resultados notáveis, com grande parte das ações propostas sendo implementadas, garantindo uma economia monetária de até 86% em um segmento de cilindros. O trabalho ainda encaminha outras evoluções, e ainda está em fase de desenvolvimento, aos quais devem gerar contenções de gastos em diferentes gamas de produtos, e, ao final são levantadas possíveis sugestões para melhorias futuras.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
BAGIOTTO, J.R.M.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Diretrizes de melhoria para condições de conforto térmico em uma indústria alimentícia na cidade de Pelotas. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2018.

A indústria alimentícia tem grande importância no cenário nacional, além de ser o setor da indústria que mais emprega, também é o setor que desempenha papel estratégico com as suas exportações para o superávit da balança comercial brasileira. Mas as indústrias da alimentação ainda precisam evoluir no quesito saúde e segurança do trabalho, e a ergonomia é fator chave para que as condições de trabalho sejam adaptadas aos trabalhadores. A empresa objeto de estudo atua com a produção de produtos derivados do arroz e beneficiamento da aveia. Tendo em conta o exposto acima, o presente trabalho tem como objetivo investigar quais os níveis estimados de conforto térmico nos ambientes de trabalho de uma indústria alimentícia com vistas a propor ações de melhoria nestes locais. Para obter os índices de conforto térmico foi utilizado o método PMV/PPD proposto por Fanger (1970) e que é adotado pela norma ISO 7730 (2005) para a análise de ambientes termicamente moderados. Os resultados encontrados indicaram que todos os setores analisados apresentam problemas de conforto térmico, com os índices PMV e PPD ficando acima dos limites recomendados pela norma ISO 7730. O método escolhido ainda foi utilizado para simular as condições ideais para os setores e nortearam a elaboração das recomendações para adequação dos ambientes. Ainda foi desenvolvida uma discussão crítica quanto a aplicação do método escolhido.

(Disponível para download AQUI)
.

.
DIAS NETA, C.T.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Investigação sobre ações voltadas a qualidade de vida no trabalho e saúde e segurança do trabalho: Um estudo nas indústrias de alimentos na região de Pelotas. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2018.

A indústria de alimentos concentra altos índices de doenças ocupacionais e acidentes de trabalho no Brasil. Este setor tem sido tema recorrente de discussões por órgãos fiscalizadores referente as condições de trabalho, qualidade de vida e saúde e segurança no trabalho. Neste contexto o presente estudo tem por objetivo investigar a contribuição da segurança e saúde do trabalho na qualidade de vida no trabalho nas indústrias de alimentos na cidade de Pelotas/RS. Para isto, buscou-se material teórico para a compreensão do cenário estudado como também um estudo em campo com entrevistas com os profissionais da área de SST e análise do mesmo. Além disso, optou-se pela utilização do modelo de Walton para a realização das entrevistas. Os resultados indicaram que a maioria dos profissionais de SST tem conhecimento sobre o assunto e atuam principalmente no que se refere as condições dos ambientes de trabalho, tendo pouco envolvimento na organização do trabalho.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
DUMMER, K.S.. (Orientador: FRANCO, D.T.; ANDRADE, I.F.). Bengala eletrônica para deficientes visuais: contribuição à locomoção nos centros urbanos. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Controle e Automação, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2018.

A total independência da pessoa com deficiência visual ainda é comprometida, principalmente, devido à falta de acessibilidade nos centros urbanos. Um dos problemas ocasionados pela falta de acessibilidade diz respeito à dificuldade de locomoção nos centros urbanos. Existem algumas ferramentas que visam auxiliar na locomoção da pessoa com deficiência visual, como a bengala longa. No entanto, a bengala longa se torna ineficiente em relação a alguns obstáculos em altura, localizados acima da linha da cintura do usuário. O objetivo deste trabalho é implementar um sistema que permita a identificação dos obstáculos que não são detectados pela bengala convencional. Adicionalmente, espera-se obter um sistema de baixo custo. Para isso, buscou-se apoio na fundamentação teórica a respeito dos principais temas envolvidos. Dessa forma, implementou-se uma ferramenta que manteve a estrutural formal da bengala longa, mas com capacidade de emitir alertas sonoros e de vibração em relação aos obstáculos em altura detectados através de um sensor ultrassônico. A partir de testes experimentais realizados com a ferramenta de estudo, obteve-se resultados satisfatórios, principalmente para obstáculos localizados entre 0,70 metro e 1,80 metro de altura. Além disso, obteve-se êxito em relação a se obter uma ferramenta de baixo custo.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
GOMIDE, D.S.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Desenvolvimento de gestão de segurança em espaços confinados em uma Unidade de Beneficiamento e Armazenamento de Grãos. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2018.

Devido a crescente produção agrícola abre portas para o desenvolvimento de processos adjacentes como o beneficiamento e armazenagem de grãos. Processos que necessitam cada vez mais de trabalhos especializados e unidades maiores e mais complexas para atender as demandas do mercado. Com o crescente avanço na agroindústria, é comum que o planejamento dessas unidades acabem sendo elementos de baixa prioridade. O que reflete nos altos índices de acidentes neste setor, sejam acidentes ocupacionais ou ambientais. A presença de espaços confinados em unidades de beneficiamento e armazenagem contribuem para os riscos e acidentes graves, seja por imprudência e desrespeito às medidas de segurança presentes na NR-33 ou até mesmo por condições adversas. Medidas relacionadas a segurança e cumprimento das normas regulamentadoras, são fundamentais e obrigatórias antes da entrada em qualquer tipo de espaço confinado.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
NÖRNBERG, L.S.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Desafios ergonômicos no manuseio de cargas no setor de distribuição de bebidas. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2018.

O ramo de bebidas tem um papel importante na economia brasileira, empregando milhões de trabalhadores ao longo de todos processos deste produto, desde a matéria-prima, até o produto pronto disposto ao consumidor. Em alguns pontos desta rede, existem trabalhadores que fazem a distribuição manual deste produto, seja entre centros de distribuição, ou destes centros até os centros atacadistas, e então para os consumidores finais. O manuseio destes produtos pode apresentar riscos físicos para a saúde do trabalhador que movimenta manualmente estas cargas. Assim sendo, o presente trabalho tem por objetivo investigar quais são os principais desafios ergonômicos presentes na rotina laboral dos trabalhadores que atuam no setor de distribuição de bebidas. Para investigar estes desafios ergonômicos, será desenvolvido um marco teórico sobre os métodos mais disseminados de análise das posturas dos trabalhadores, durante a execução das tarefas pertinentes ao seu trabalho. Dentre as técnicas abordadas está o diagrama de áreas dolorosas, o qual possibilita estabelecer as dores em várias áreas do corpo após a jornada de trabalho. Este trabalho traz ainda uma proposta metodológica, que consiste em uma pesquisa quantitativa, realizada através de um Survey, com perguntas e respostas de múltipla escolha, onde foi utilizado uma escala likert, sendo possível identificar os pontos estudados. Com base nos dados obtidos, conseguiu-se atingir todos os objetivos propostos por esse trabalho sendo possível identificar que a presente classe de trabalhadores necessita de estudos aprofundados que possam melhorar suas condições de trabalho visto que os resultados indicaram problemas que foram encontrados, tais como a extensa carga de trabalho diária, vista a jornada que em muitos casos excede as oito horas previstas em lei. Ainda, as dores relatadas pelos trabalhadores em áreas preocupantes, através do diagrama de áreas dolorosas, como a região das costas, nas alturas do tórax e rins, região do pescoço e cervical, ombros, que podem levar a lesões sérias devido a reincidência. Identificou-se ainda relatos sobre a necessidade de movimentar manualmente cargas pesadas, de precisar levantar cargas com peso maior que 23 kg, peso máximo estipulado pela OIT. Há ainda manifestações sobre o não recebimento de equipamentos de proteção individual, conforme necessário. Enfim, o cenário parece expor os trabalhadores deste setor a condições de precariedade nas condições laborais.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
RODEGHIERO NETO, I.. (Orientador: ANDRADE, I.F.). Diretrizes para a orientação espacial sob o ponto de vista da acessibilidade e da segurança no Centro de Engenharias - UFPel. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2018.

Por se tratar de uma edificação que abriga pessoas com diferentes habilidades, as universidades devem estar adaptadas para que todas as pessoas consigam interpretar as informações do ambiente, processá-las cognitivamente para a tomada de decisão e deslocar-se ou utilizar o espaço. Assim, o seguinte estudo visa avaliar as condições de orientação espacial, sob o ponto de vista da acessibilidade e da segurança, no Centro de Engenharias – UFPel. Para isto, utilizou-se uma abordagem multimétodos: a pesquisa bibliográfica, acerca dos principais conceitos tratados na pesquisa; a visita exploratória, para uma análise do ambiente sob o ponto de vista técnico; o passeio acompanhado e o questionário online, para a avaliação do ambiente sob o ponto de vista do usuário. Através dos métodos, constatou-se uma série de problemas relacionados a orientação espacial, sendo, no prédio em estudo, avaliada como ruim. Portanto, foram sugeridas recomendações de melhoria para este conceito, como a implementação de placas, sinalizações, letreiros, mapas e pisos táteis, bem como sua disposição e sua correta instalação. Estas recomendações puderam ser realizadas baseadas no levantamento de boas práticas de orientação espacial em universidades, efetuado a partir da pesquisa bibliográfica. Ainda, pode-se levantar sugestões para a melhoria da acessibilidade e segurança como um todo, além de identificar as diferentes habilidades de cada indivíduo e suas opiniões a respeito do tema da pesquisa.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
SEEFELDT, J.L.Z.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Benefícios e desafios durante o mapeamento do fluxo de valor em uma indústria de alimentos. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2018.

O cenário de incerteza vivenciado pelas empresas nacionais gera necessidade de reduções nos custos de produção para manter os níveis de competitividade no mercado. O Mapeamento do Fluxo de Valor (MFV) contribui para visualizar perdas e posteriormente, eliminá-las. Este trabalho tem por objetivo investigar quais os desafios e contribuições associados à implantação do MFV no contexto de uma empresa do setor alimentício. Para isso, ele está sustentado na teoria da produção enxuta, e com maior ênfase na análise do fluxo de valor de uma família de produtos conhecida como cereais matinais. A metodologia apresenta-se em 7 etapas e pelo detalhamento de como elas foram abordadas durante a elaboração do MFV. Foi desenhado o estado atual na empresa e na sequência foram descritas oportunidades de melhorias e então sugeridas ações, que buscam a redução dos estoques intermediários e redução de outros desperdícios, através da utilização da produção puxada sequenciada e utilização de células produtivas. Por fim foi feito um breve relato das atividades durante o mapeamento.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
ALAM, H.W.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Análise e otimização do desempenho nos processos em uma unidade de mistura e ensaque de fertilizantes. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2017.

Com o constante avanço da produção e do consumo de fertilizantes no mercado brasileiro, empresas que produzem e expedem tais produtos necessitam cada vez mais de processos enxutos e eficazes. Considerando a sazonalidade no consumo de tais produtos, atingir e superar os limites de produtividade em épocas específicas torna-se um desafio para empresas que possuem unidades de mistura e ensaque de fertilizantes. Como o processo conta com a participação de diversas pessoas em seu decorrer e existe a necessidade de realizar limpeza e manutenção semanal no maquinário, conceitos relativos à engenharia do trabalho podem trazer oportunidade para a otimização neste tipo de operação. O presente trabalho visa investigar e atuar nas principais oportunidades de melhoria durante a manutenção semanal de um processo de mistura e ensaque de fertilizantes em uma indústria química. Para tanto, é feito o uso da metodologia PDCA (Plan, Do, Check, Act) bem como, a aplicação de técnicas tipicamente presentes na aplicação desta metodologia. Dentre os principais resultados alcançados, verificou-se através da aplicação do PDCA e técnicas voltadas à melhoria de processos, que era possível haver produção em um turno cujo a empresa considerava fora do planejamento, pois o destinava integralmente para a execução da limpeza. Com isso, foi possível obter resultados significativos em termos de aumento de produção ainda durante a realização do presente trabalho.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
PEREIRA, L.A.. (Orientador: ANDRADE, I.F.). Análise das condições de acessibilidade e de evacuação emergencial em estádio de futebol brasileiro: o caso da Boca do Lobo, Pelotas-RS. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2017.

Os estádios de futebol são edificações capazes de receber milhares de pessoas e que podem abrigar eventos diversos, como shows e missas. Por terem capacidade de público elevada e constante frequência de eventos, estes locais necessitam de um plano de evacuação emergencial bem elaborado e que seja eficiente, bem como saídas de emergência bem sinalizadas e em conformidade com a norma, pois um incidente neste local pode acarretar em vítimas fatais. Este tipo de edificação recebe, ainda, um público bastante diversificado. Entre os frequentadores de estádios, pode-se citar pessoas com deficiências e com mobilidade reduzida, como idosos, usuários de cadeira de rodas, obesos e gestantes. Para que todas as pessoas possam utilizar o local com conforto e autonomia, é necessário que suas instalações sejam acessíveis a todos. Para isso, em muitos casos, estas edificações precisam sofrer intervenções visando o atendimento da legislação vigente acerca da acessibilidade e da segurança. Em função do exposto, este trabalho tem como objetivo analisar as condições de acessibilidade e de evacuação emergencial em estádio de futebol brasileiro. Para isso, além de revisão bibliográfica, desenvolveu-se uma abordagem metodológica baseada em visitas exploratórias, com aplicação de planilhas no local, passeio acompanhado com indivíduo em cadeira de rodas e entrevista semiestruturada com o engenheiro responsável pelo projeto de segurança do local. Foi definido como objeto de estudo o estádio da Boca do Lobo, propriedade do Esporte Clube Pelotas, localizado na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, por ser um estádio de médio porte, que representa a maior parte dos estádios brasileiros. Os resultados mostram que o estádio conta com um plano de prevenção contra incêndio, e que, apesar de algumas ressalvas, está de acordo com a norma no que diz respeito à segurança. Já quanto a acessibilidade, verificou-se que o estádio é pouco acessível e necessita de algumas intervenções para que pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida possam utilizar as instalações nele disponíveis.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
ROCHA, M.A.G.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Análise de fatores críticos ergonômicos relacionados à operação de máquinas agrícolas. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2017.

O setor agrícola é hoje um dos setores mais importantes para a economia, sendo responsável por uma considerável porcentagem do PIB nacional. A fim de aumentar cada vez mais seu faturamento, a produção agrícola adquire um volume de trabalho que, muitas vezes supera a capacidade produtiva, o que gera uma sobrecarga e desgaste dos trabalhadores rurais, que cada vez mais estão submetidos a condições de trabalhos inadequadas. Neste contexto, o presente trabalho tem por objetivo identificar os principais fatores ergonômicos associados na interação homem e máquina dentro do setor agrícola. Para tanto, foi elaborado um instrumento de estudo através de pesquisa bibliográfica sobre o tema, que consistiu em um questionário semi-estruturado, que foi capaz de identificar os principais fatores que influenciam na incidência de erros e falhas na operação com tratores em uma empresa do segmento agrícola do município de Pelotas. Como principais resultados verificou-se que existe uma grande insatisfação dos operadores de tratores com as atividades de acoplar o implemento ao trator e observar os implementos durante a operação e que os fatores críticos dentro da área da ergonomia que mais influenciam na incidência de erros foram relacionados à fadiga física, mental, visual, segurança e conforto.

(Disponível para download AQUI)
.

.
ROSA, M.K.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Absenteísmo e afastamentos dos colaboradores: uma relação com os problemas associados a demandas posturais e de esforços no setor metalúrgico. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2017.

As atividades no setor metalúrgico geralmente são repetitivas e monótonas, com grande exigência do homem, o qual se expõe a diversos riscos ergonômicos e a um ambiente de trabalho estressante. Adoecimentos no setor implicam em elevados prejuízos em termos financeiros e de produtividade, sobretudo pelos casos de absenteísmo. Assim, o presente trabalho objetiva investigar o grau de risco associado a posturas no âmbito de uma empresa do setor metalúrgico. Sendo assim, desenvolveu-se a pesquisa em uma empresa do ramo naval, no extremo sul do Rio Grande do Sul. Para tanto, investigou-se as características das instalações e desafios ergonômicos presentes na empresa objeto de estudo. Posteriormente, aplicou-se a análise de posturas no contexto de um conjunto amostral, por meio do RULA. Por fim, elaborou-se uma discussão e proposição de um conjunto de recomendações com potencial para contribuir em termos de melhorias no local. Como conclusão identificou-se no estudo que os índices de absenteísmo são causados pelas posturas nos postos de trabalho, consequentes dores e futuros afastamentos por doenças ocupacionais. A implantação de pausas regulares de trabalho, utilização de equipamentos como plataformas e andaimes foram as principais ações com potencial de melhoria identificada tomando por base os resultados decorrentes das análises.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
SANTOS, D.F.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Manifestações relacionadas a rotina ocupacional do trabalhador da indústria de panificação na cidade de Pelotas-RS. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2017.

A indústria alimentícia tem sido tema recorrente em discussões sob o viés ergonômico, sobretudo no que tange a Saúde e Segurança do Trabalho (SST) na indústria panificadora. Neste contexto, o presente trabalho tem por objetivo levantar as manifestações relacionadas à rotina ocupacional do trabalhador nestes ambientes no âmbito da cidade de Pelotas-RS. A pesquisa ainda possui como objetivos específicos averiguar as principais características da atividade no cenário estudado através do levantamento de material teórico de referência, entrevistas e coleta de informações com órgãos de classe; buscou-se também identificar quais são as principais demandas ergonômicas através de formulários de aplicação direta aplicados durante o 2º semestre de 2016; e, com base no cenário identificado na pesquisa, buscou-se ainda desenvolver uma discussão quanto tais demandas. Os procedimentos metodológicos contemplaram uma investigação por meio de levantamento em campo, a frequência de aparecimento das manifestações levantadas no marco teórico, relacionadas aos riscos ergonômicos na rotina ocupacional dos trabalhadores alvo desta pesquisa. Como resultados, verificou-se que problemas envolvendo conforto térmico e posturas de trabalho em pé são os pontos mais citados entre os entrevistados.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
TEJADA, L.A.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Segurança de processos: gestão de riscos aplicada em uma indústria química de fertilizantes. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2017.

Com o aumento da demanda e das exigências cada vez mais específicas dos clientes, os processos tem se tornado mais perigosos e complexos no âmbito da indústria química. Neste contexto, a segurança industrial tornou-se parte do negócio das empresas, as quais tem buscado soluções de modo a minimizar os riscos à pessoas, produção e meio ambiente. Deste modo, a segurança de processos é de extrema importância dentro de qualquer ambiente industrial, uma vez que identifica perigos, analisa riscos e controla possíveis consequências que, se não gerenciadas, podem resultar em eventos catastróficos. Sendo assim, o presente trabalho apresenta o desenvolvimento da gestão de riscos dentro de uma indústria química de fertilizantes através da utilização de uma série de técnicas de identificação de perigos e análise e avaliação de riscos, as quais resultam na elevação do nível de integridade de segurança da instalação industrial, principalmente por meio da criação de barreiras de proteção, as quais eliminam riscos, ou os mitigam até padrões aceitáveis à segurança de processos.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
VALLERINI, J.. (Orientador: ANDRADE, I.F.). Análise ergonômica do posto de trabalho de motoristas da Universidade Federal de Pelotas. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2017.

Estudos desenvolvidos para a avaliação de postos de trabalho contribuem na formação de conhecimento sobre as condições às quais a população é submetida durante suas jornadas laborais. Nesse contexto, a ergonomia se enquadra como participante do processo, ao adequar o trabalho ao ser humano, através de diversos métodos. Essa pesquisa tem como objetivo avaliar as condições ergonômicas do posto de trabalho dos motoristas de diferentes veículos automotores da Universidade Federal de Pelotas. A análise da tarefa prescrita, foi realizada a partir de uma entrevista semiestruturada, com o responsável pelo núcleo de transporte da Instituição. A tarefa realizada, foi analisada de duas formas: através de uma entrevista semiestruturada, com os funcionários que exercem a função de motoristas, organizada a partir dos resultados da entrevista com o responsável pelo núcleo, e também, utilizando da técnica de observação direta dos motoristas no exercício da profissão. Já a análise dos constrangimentos posturais, foram investigados com a aplicação do método Rapid Upper Limb Assessment (RULA) e da técnica de observação, fotografias e filmagens. Os resultados obtidos evidenciaram que a tarefa prescrita e a realizada são praticamente coincidentes, com ressalvas em relação aos horários e intervalos. Também foi possível constatar que os profissionais envolvidos se declaram bastante satisfeitos no exercício da profissão. Além disso, o método RULA resultou em valores bastante altos em todos os casos, evidenciando a necessidade de uma reavaliação das condições posturais dos trabalhadores.

(Disponível para download AQUI)
.

.
VÖLZ, T.E.H.. (Orientador: TILLMANN, C.A.). Resistência ao uso do EPI na construção civil: Estudo de caso em uma empresa que adota o sistema Light Steel Frame em São Lourenço do Sul-RS. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2017.

A Indústria da Construção Civil tem um papel muito importante na economia do Brasil tanto pela sua grande capacidade de gerar riquezas como pelo expressivo impacto social, onde cria um volumoso número de empregos no curto prazo. Em contrapartida, o setor também é caracterizado como uma das atividades produtivas com o maior número de acidentes de trabalho. Neste sentido, os equipamentos de proteção individual que possuem a finalidade de proteger o trabalhador destes eventos e, ainda, empregados quando há impossibilidade de um controle mais efetivo dos riscos de acidentes, tem o seu uso banalizado no ambiente de trabalho. Deste modo, este estudo tem como objetivo geral identificar os motivos pelos quais os trabalhadores da construção civil não utilizam os equipamentos de proteção individual durante sua rotina ocupacional. Trata-se de uma pesquisa com abordagem qualitativa e ênfase no estudo de caso realizado em uma empresa que adota o sistema Light Steel Frame em São Lourenço do Sul-RS. O instrumento de coleta de dados é composto pelas entrevistas de grupos focais. Os resultados apontaram que o uso adequado destes dispositivos depende, direta e indiretamente, da atuação responsável da gerência com programas de treinamento e educação para conscientizar os trabalhadores e inspirar o espírito prevencionista, uma intensa fiscalização quanto ao cumprimento de obrigações normativas, e a presença efetiva de um engenheiro de segurança do trabalho para que se identifique, antecipe e elimine uma possível causa de acidente.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
MENEGHETTI, M.S.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Análise quanto ao conhecimento dos usuários de uma instituição pública de ensino frente às ocorrências de incêndio. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2016.

Os sinistros em ambientes públicos têm sido tema recorrende em discussões, sobretudo no que tange a saúde e segurança de seus usuários. É neste contexto que se desenvolve o presente estudo, que apresenta como tema o conhecimento do usuário de uma instituição de ensino público frente às ocorrências de incêndio, utilizando como orientação a ocorrência de sinistros identificados na literatura acadêmico-científica através do referencial teórico. O objetivo principal desta análise é investigar o conhecimento dos usuários de uma instituição pública de ensino frente às ocorrências de incêndio, assim como identificar e estabelecer uma discussão quanto aos principais perigos aos quais os usuários podem estar submetidos em ambientes públicos e, por fim, verificar através do levantamento em campo, o conhecimento dos discentes frente aos procedimentos padrões em caso de sinistro aos quais estão expostos. Para tanto, a pesquisa foi desenvolvida por meio de um estudo bibliográfico e, posteriormente, através de um levantamento em campo com uma amostra de 155 indivíduos que frequentam o prédio Cotada da Universidade Federal de Pelotas, realizado no segundo semestre de 2016. Com a análise dos resultados obtidos verificou-se que os alunos não possuem conhecimento dos procedimentos a serem realizados durante uma evacuação e que a presença das barreiras de segurança são crucias na prevenção e proteção dos usuários em situações de emergência.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
MARTINS, M.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Investigação quanto às percepções de riscos entre frentistas na cidade de Pelotas. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2015.

O trabalho nos postos de combustíveis tem sido tema recorrente em discussões, sobretudo no que se refere à saúde e segurança de seus frentistas. É neste contexto que se desenvolve o presente estudo que apresenta como tema a percepção do trabalhador de postos de combustíveis em relação ao seu local de trabalho, tomando como orientação a ocorrência de riscos identificados na literatura acadêmico-cientifica sobre este tema. O objetivo principal deste trabalho consiste em investigar a percepção dos trabalhadores em postos de combustíveis da cidade de Pelotas/RS quanto aos principais riscos ocupacionais apontados na literatura acadêmico-científica. Para tanto, a pesquisa foi desenvolvida por meio de um estudo bibliográfico e, posteriormente, de levantamento em campo, com uma amostra de 63 indivíduos, realizado no segundo semestre de 2015 no município de Pelotas/RS. Como resultados, verificou-se que os trabalhadores reconhecem boa parte dos riscos mais frequentemente apontados na literatura científica. Todavia, não protegem-se de maneira eficiente. A proteção, muitas vezes, fica de lado seja pela falta do equipamento de proteção adequado, seja pela rotina de trabalho. Constatou-se ainda, que os investimentos na promoção da condição humana no trabalho são mínimos, onde a boa aparência estética, demasiadamente moderna e confortável, vem em detrimento do fator humano.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
TABIM, V.M.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Avaliação dos riscos em uma empresa de fabricação de esquadrias. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2015.

Se projetado corretamente, o ambiente de trabalho pode ter um efeito estimulante sobre as pessoas que trabalham nele. É importante fazer o reconhecimento, avaliação e controle dos riscos ambientais que possam causar doenças, alterações na saúde ou desconforto para o trabalhador. Normalmente, as empresas se detém exclusivamente à realização da avaliação dos riscos ambientais no âmbito das exigências normativas. Contudo, muitas vezes os custos oriundos dessa postura podem trazer prejuízos significativos tanto de ordem pessoal quanto financeira. O objetivo deste trabalho foi Investigar em que nível elementos de riscos podem estar presentes em uma empresa de esquadrias de médio porte do Rio Grande do Sul, a fim de propor melhorias na saúde e segurança do trabalho dos colaboradores, de acordo com as legislações existentes.

(Disponível para download AQUI)
.

. .
FERREIRA, A.S.. (Orientador: FRANZ, L.A.S.). Projeto de otimização em um setor de estruturas em uma empresa do ramo de construção naval: uma investigação quanto aos desafios e oportunidades encontrados. Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas - RS, 2015.

A indústria de construção naval brasileira passou há cerca de duas décadas por um período difícil alcançando a quase extinção, mas atualmente tem crescido 19,5% ao ano devido aos fortes investimentos do governo através do intermédio da PETROBRAS e também por conta da descoberta de jazidas de petróleo nas camadas do pré-sal. Em meio ao crescimento verificado, este setor industrial sofre com problemas de produtividade, planejamento, falta de mão-de-obra especializada, falta de integração da cadeia de suprimentos e de pesquisa e desenvolvimento, interferindo na competitividade brasileira em meio ao mercado internacional. Assim, a presente pesquisa pretende investigar em que nível os princípios e técnicas da Teoria da Restrições podem contribuir durante um projeto de otimização em um setor de Estruturas em uma empresa do ramo de construção naval. Pretende-se ainda investigar a eficácia do uso desta teoria na redução de estoques intermediários, custos e desperdícios, e na simplificação do processo de planejamento e controle da produção, caso sejam implantadas as melhorias elencadas durante a pesquisa, e se a capacidade versus demanda dos principais processos e/ou máquinas do setor estão consistentes entre si. Para tanto, a metodologia utilizada compreende métodos classificados como pesquisa exploratória, documental e de campo, o estudo de caso foi aplicado em uma indústria do ramo naval, o estaleiro XYZ, situado no Porto de Rio Grande, no Rio Grande do Sul. Os resultados obtidos evidenciam que a falta de planejamento, organização, controle e garantia da qualidade são as principais fontes geradoras de gargalos na organização. Além disso, verificou-se que a maioria das operações estavam trabalhando com a capacidade acima da demanda programada. Conclui-se que a TOC se mostrou uma ferramenta excelente e prática para identicação de pontos fracos e deficiência, assim como para minimização de seus efeitos indesejáveis.

(Disponível para download AQUI)
.

. .