A cidade de Pelotas apresenta em sua história uma forte vocação boêmia e, nesse contexto, destaca-se a prática do choro como uma sonoridade local fortemente ligada à identidade brasileira. O “Regional Avendano Jr”., batizado assim após o falecimento de Avendano, é um dos principais grupos de choro da cidade que vem regularmente se apresentando e conta ainda com um músico que tocava originalmente como grupo “Avendano Jr. & Regional”, o violonista Milton Alves e pandeirista João Carlos, “o Baixinho do Pandeiro”. O Bar Liberdade, que fechou as portas em 2013, tornou-se conhecido nacionalmente através do documentário “O Liberdade” (Moviola Filmes, 2011) e foi, por mais de 30 anos, o principal reduto do choro na cidade. O local, onde se apresentava semanalmente “Avendano Jr. & Regional” acabou se tornando um ponto de encontro de músicos e apreciadores do gênero.
 
Com o falecimento de Avendano Jr. e posteriormente com o falecimento do proprietário do “Bar e Restaurante Liberdade”, o Sr. Dilermando Lopes, ocasionando o fechamento do estabelecimento, os músicos e frequentadores do “Liberdade” continuaram a se encontrar em locais alternativos evocando o ambiente musical e democrático que caracterizava o saudoso bar e suas reuniões. Essas vivências deram origem a outros grupos de choro, dentre os quais o “Sovaco de Cobra”, o “Ninho do Pardal” e o “Choro de Passarinho”.
 
Foi neste contexto de envolvimento e paixão que após duas consecutivas apresentações com grupos de choro de Pelotas no Mercado Central celebrando o Dia Nacional do Choro (em 2014 e 2015) e também com o estímulo das Rodas de Choro no Largo do Mercado aos sábados pela manhã (inicialmente no Café do Joaquim e depois na parte interna do Mercado), que surge o “Clube do Choro de Pelotas”, uma homenagem a Avendano Júnior e aos chorões pelotenses.
 
Em março de 2016 o clube iniciou uma parceria com o projeto de extensão “Encontros de Música Popular da UFPEL”, integrado por professores e alunos do bacharelado em Música, visando a ampliação dos encontros semanais para o estudo e a prática do choro que vinham sendo promovidos pelos integrantes do Clube desde sua fundação.
 
Posteriormente o Clube, por unanimidade, adotou a data de 19 de Novembro – dia do aniversário de Avendano Júnior – como “Dia Municipal do Choro”, data esta que em 2018 foi aprovada pela Câmara Municipal, e que tem sido celebrada regularmente pelo Clube do Choro de Pelotas através de apresentações, seja na Virada Cultural, no Salão Milton de Lemos do Conservatório de Música e também na Feira do Livro. Com a pandemia as atividades tornaram-se virtuais.
 
 
 

Membros do Clube do Choro de Pelotas:

Rui Madruga, Rafael Irala, Julia Alves, Paulinho Martins, Anderson Simões, Eduardo Fuentes, Guilherme Vieira, Paulo Rico Da Silva Soares, Gil Soares, Ana Silveira, Gerson Wurdig, Laura Cruz, Pedro Gabriel Erler, Diórgenes Yuri Da Rosa, Paulo Roberto Lima Lima, Julio Nei Candiota Quintian, Fabrício “Pardal” Moura, Everton Maciel, Lúcio Oliveira, Samanta Soppeña, Milton Alves, Fabrício Sanches, “Seu Mário” Fraga, Edegar Silveira, Daniel Ortiz, João Pinheiro, Diego Portella, Gustavo Mustafé, Vasco Jean Azevedo, Lucas Borba, Humberto Schumacher, Rafael Velloso, Raul d’Avila, entre outros. Além dos seguintes grupos: Chorei Sem Querer, Sovaco de Cobra Trio, Regional Avendano Júnior e Grupo Feito a Martelo. 

ACERVO DO CHORO DE PELOTAS
 Equipe de Pesquisa NUMP / UFPEL)

Coordenação:Rafael Velloso e Raul d’Avila

Digitalização e restauro dos documentos:

Otávio Boszczovski e Silvana Bojanovski Laboratório de Conservação e Restauração de Papéis da UFPEL

Captação de Áudio e Vídeo:

Adler Maciel, Francisco Franco e Luiz Fernando do Reis

Transcrição de Gravações:

Guilherme Sperb, Gustavo Mustafé e Vasco Azevedo

Apoio as visitas de Campo:

Gil Soares, Lucas Borba, Pedro Erler e Guilherme Sperb

EQUIPE TÉCNICA RESPONSÁVEL PELOS PROJETOS:

Revista do Choro de Pelotas & Programa Roda Livre

Guilherme Vieira, Rui Madruga, Eduardo Fuentes, Paulinho Martins, Lucas Borba, Gustavo Mustafé, Humberto Schumacher Da Gama Junior, Ana Silveira e Gil Soares.

REVISTA DO CHORO DE PELOTAS

EDITORES:

Rafael Velloso, Gustavo Mustafé, Pedro Erler, Guilherme Vieira

REVISÃO DE TEXTOS:

Eduardo Vetromilla Fuentes, Guilherme Vieira e Rafael Henrique Soares Velloso

PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO:

Eduardo Montagna da Silveira (Discoteca L.C. Vinholes / LabEt – CA/UFPel)

COLABORARAM NESTA EDIÇÃO:

Ana Paula Silveira

Cíntia Langie

Fernando Magalhães

Gil Soares

Guilherme Vieira

Júlia Alves

Luiz Bachilli Neto

Márcio de Souza 

Rafael Velloso