Início do conteúdo
Sobre

O Núcleo de Pesquisa, Ensino e Extensão em Pecuária desenvolve atividades de pesquisa em pecuária, permitindo à equipe de trabalho a aprendizagem, que posteriormente é repassada, sob forma de conhecimento e prestação de serviços, à sociedade e aos sistemas produtivos envolvidos.

O NUPEEC trabalha basicamente com espécies ruminantes (bovinos leiteiros e de carne/corte; ovinos), mas também desenvolve estudos com a espécie suína. Os estudos científicos desenvolvidos visam integrar as áreas de Nutrição, Sanidade e Reprodução Animal, com foco no METABOLISMO ANIMAL (Bioquímica Clínica e Reprodutiva). Especificamente, buscamos estudar os TRANSTORNOS METABÓLICOS e, através de seu entendimento, usar soluções que permitam maximizar o resultado biológico e econômico dos sistemas de produção.

Histórico do NUPEEC

O NUPEEC, ainda não assim chamado, iniciou suas atividades no mês de agosto de 2002, mais precisamente, no dia 02, data em que o Prof. Marcio tomou posse na UFPel, como professor do Departamento de Clínicas Veterinária. Naquela data, lhe surpreendeu como era débil a infra-estrutura física e de pessoal na área de Ruminantes. Portanto, a intenção de constituir uma equipe com interesses voltados à clínica, produção e reprodução, se tornou um objetivo dentre as ações do Prof. No início, logo na primeira semana, o Prof. foi procurado por uma estudante de graduação em Veterinária que demonstrava interesse em trabalhar com ele. Na época não imaginava que aquela moça tímida, mas com muita força de vontade e talento, se tornaria em 2009 uma de suas doutorandas e hoje Profa. de Semiologia da Faculdade de Veterinária da UFPel. Depois da Viviane R. Rabassa (a nossa Vivilex), moça citada anteriormente, também merece destaque o estudante que na época saia para seu estágio final de curso, que se interessou em fazer mestrado com o Prof. Marcio, alternativa ainda incerta, uma vez que não havia na época previsão se o Prof. teria vaga no mestrado em Veterinária. Ainda assim, um planejamento foi realizado, de modo que o estudante pudesse realizar seu estágio na Embrapa em Brasília, que lhe servisse de base para um pretenso curso de mestrado, que de fato acabou por se tornar realidade em março de 2003. Atualmente (em 2010), esse estudante, o Luiz F.M. Pfeifer (o nosso Tibúrcio ou Toco para alguns), tem também seu doutorado encerrado (sanduíche no Canadá), e é bolsista de Pós-doutorado CAPES, junto ao NUPEEC. Também como marco inicial do NUPEEC, cabe ser destacado, o hoje Professor de Reprodução Animal da Faculdade de Veterinária, Ivan Bianchi (o nosso Bianchito ou Ivanzinho para outros). Na época encerrava seu mestrado em Zootecnia e demonstrou interesse em trabalhar em nível de doutorado, com o Prof. Marcio, na linha de pesquisa voltada a Tecnologia de Sêmen. Pois assim, aconteceu…em março de 2003, o Prof. Ivan, iniciava suas atividades de doutoramento.

Muitas foram as pessoas que passaram e contribuíram para a construção da marca, da equipe, do formato de trabalho, etc, do NUPEEC. Apenas foram citadas essas 3 pessoas, porque realmente foram um marco inicial para as atividades em nível de graduação, mestrado e doutorado, mas com certeza outros tantos foram fundamentais para consolidar o que hoje tanto nos orgulha…constituir um time afinado com seus valores, metas e missão.

Mais um fato merece destaque. No início nosso grupo não tínhamos nome, nem logomarca, etc…tratava-se de pessoas alinhadas nos mesmos interesses mas que ainda não respondiam por uma marca específica. Tanto, que nos referíamos as pessoas que trabalhavam na equipe como “Grupo de Bovinos”, motivo até de risos de alguns, afinal o grupo era formado por pessoas e não por bovinos. Por outro lado, mantínhamos atividades também com outras espécies, como suínos e ovinos. Portanto, precisávamos criar esse novo momento. Em uma atividade prática (realizada em um sábado), em que alguns integrantes do NUPEEC estavam realizando uma cirurgia de enucleação em 2 vacas numa propriedade da região (do colega e amigo Batista), uma integrante da equipe na época (Mariane), perguntou: “Porque não temos uma marca? Porque temos de ser chamados de Grupo de Bovinos?….isso não é legal”, disse ela, já tendo tomado umas 2 latinhas de cerveja durante o almoço; obviamente após as atividades cirúrgicas já terem sido realizadas. Estas perguntas talvez tenham sido o impulso que faltava para estruturarmos o grupo no formato que hoje conhecemos, por NUPEEC, afinal as atividades que realizamos atualmente já eram na sua maioria realizadas também naquela época, apenas sob outro formato.

Se avaliarmos as ações bem sucedidas da equipe desde a sua formação, talvez tenhamos que destacar a maior delas: cumprindo com nossa missão, todos aqueles que um dia trabalharam na equipe, hoje desempenham funções no mercado de trabalho, seja na iniciativa privada ou no setor público.

Evidentemente, muitos foram os desafios que passamos e que ainda estão presentes na nossa rotina. Mas temos certeza de que a família NUPEEC com a juventude e força intelectual e de trabalho dos seus integrantes, saberá vencer a todos, cumprindo cada vez mais com sua missão. Temos convicção também, que o formato de trabalho adotado a partir de 2009, com a implantação de práticas de controle mais sistematizadas e de novo organograma, nos arremeterá rumo à conquista e fortalecimento dos projetos da equipe, que em última análise são os sonhos profissionais, e porque não pessoais, dos atuais integrantes do NUPEEC e daqueles parceiros que ainda trabalharão conosco.

A equipe NUPEEC

A equipe conta com a colaboração de professores/pesquisadores (da UFPel e de outras instituições do país e estrangeiras), que desenvolvem atividades ligadas às nossas linhas de trabalho. É constituída por professores, pesquisadores, graduandos e pós-graduandos que buscam aprendizado e desenvolvimento pessoal e profissional.

Procuramos incentivar a participação de estudantes em nível de Pós-Graduação, bem como de Graduação em Medicina Veterinária, no acompanhamento das atividades específicas de cada linha de pesquisa e pela condução das mesmas em formato de um grupo de trabalho. Desta forma procura-se favorecer a formação profissional dos estudantes, buscando a sua inserção contínua em nível de Pós-Graduação e no mercado de trabalho.

Porquê NÚCLEO

Este conceito é adotado com o significado de origem e/ou essência e está ligado ao constante trabalho da equipe no sentido de buscar uma formação profissional qualificada dos seus integrantes.

Porquê o NUPEEC adotou a cor LARANJA

A cor LARANJA significa: flexibilidade, adaptação, cooperação, participação, união; desejo; imunidade; energia; sentimento.

Procuramos trabalhar estes conceitos em nosso dia-a-dia.

Nossa Logomarca

Ressalta a localização geográfica de nossa universidade, como se o mapa do Rio Grande do Sul, constituísse uma célula e a região de Pelotas o núcleo, de onde se originam profissionais capazes de desenvolver suas atividades em qualquer “célula de trabalho” em que se enquadre sua formação.

Além disso, a logomarca do NUPEEC transmite uma importante questão cultural ligada ao apego a nosso estado.