Início do conteúdo
    Notícias
  • VIII SPMAV – 2019 – Seminário de Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais

     

    VIII SPMAV – Seminário de Pesquisa do Mestrado em Artes Visuais

     

    Arte contemporânea:

    entre linguagens de afeto e sensibilidades no cotidiano

     

    01 e 02 de outubro de 2019

    Centro de Artes – UFPel

     

    Inscrições até 24 de setembro de 2019

     

    Pensar o lugar da arte na contemporaneidade é buscar entender como ela pode afetar nossa experiência do cotidiano. É compreender que há um jogo sutil e subjetivo nas relações entre o que nos afeta e como somos afetados. Spinoza ([1677] 2009) compreendia o afeto como “as afecções do corpo, pelas quais sua potência de agir é aumentada ou diminuída, estimulada ou refreada”. Afeto é aquilo que nos afeta, afetos são as forças que nos movem. Antonin Artaud ([1935] 1999) reconhecia a existência de um corpo afetivo que, em paralelo ao corpo orgânico, opera no plano dos afetos. Inspirado em Artaud, Gilles Deleuze ([1969] 2007) postulou a existência de um “corpo sem órgãos” como plano dos afetos e da existência somática. Em parceria com Félix Guattari, Deleuze alicerçou-se nessas questões para refletir acerca do devir sensívelgerado pela força do composto de afectos e perceptosque deflagra sensações. Nesse sentido, afirmou que “a obra de arte é um ser de sensação, e nada mais”. Juntos disseram então ([1991] 1992) que na origem dessa sensação está o artista, um “mostrador de afectos, inventor de afectos, criador de afectos”. E que tais afectos deflagram perceptos ou visões, que nos arrebatam nesse composto.

    Partindo dessas reflexões, queremos pensar como a arte, com seus meios materiais e linguagens, pode ser capaz de “arrancar o percepto das percepções do objeto e dos estados de um sujeito percipiente, arrancar o afecto das afecções” (DELEUZE, GUATARRI, [1991] 1992). Nesse sentido, também nos interessa discutir sobre as linguagens que cada vez mais vêm demonstrando força em relação às possibilidades de atualização do campo artístico, como um campo de contínua expansão. Linguagens em multimeios, transmídia e hibridização; a escultura para além do espaço ou a pintura para além da cor: a própria linguagem da arte tornou-se um campo de investigação. Em seu texto já canônico A Escultura no Campo Ampliado, Rosalind Krauss, crítica norte-americana, diz que para além do ecletismo, a práxis no pós-modernismo artístico não é definida em relação aos meios de expressão, mas sim em relação “a operações lógicas dentro de um conjunto de termos culturais para o qual vários meios […] possam ser usados”. (KRAUSS, 1984, p.136). Referindo-se primeiramente à escultura, Krauss admite o mesmo fenômeno de ampliação do campo em outras linguagens.  Assim, partiríamos desse contexto de expansão das linguagens rumo a uma nova sintaxe de qualidade expressiva, que não é “a transmissão do saber ou do sopro do artista ao espectador” (RANCIÈRE, 2014, p. 19).

    Propomos este evento como um momento de encontro gerador de potências e atravessamentos, um encontro entre pares em busca de uma terceira coisa, coisa de ninguém, como a descreve Rancière no contexto de sua lógica da emancipação:

     

    […] essa terceira coisa de que nenhum deles é proprietário, cujo sentido nenhum deles possui, que se mantém entre eles, afastando qualquer transmissão fiel, qualquer identidade entre causa e efeito. (Rancière, 2014, p. 19)

     

    O VIII SPMAV se apresenta então como um espaço para a discussão da potência afetiva da arte na contemporaneidade, pois, se é a capacidade de afetar e de ser afetado o que nos torna humanos, é a sensibilidade para perceber e articular esses processos que nos torna artistas.

     

    O Programa de Pós-Graduação de Artes Visuais da Universidade Federal de Pelotas (PPGAVi-UFPel) convida pesquisadores, artistas, professores, estudantes e demais interessados a participarem do VIII SPMAV. Além de fomentar a apresentação e discussão dos trabalhos em desenvolvimento junto às duas Linhas de Pesquisa do PPGAVi: Educação em artes e processos de formação estética e Processos de criação e poéticas do cotidiano (sendo obrigatória a participação dos alunos regulares do programa, independente da condição de bolsistas ou não), o evento é aberto à participação de graduandos e pós-graduandos, bem como de professores e pesquisadores em Artes, e em áreas afins da UFPel, e de outras IES, como ouvintes ou comunicadores.

     

    Eixos Temáticos

     

    Eixo Temático I: Linguagens, cotidiano e afetos

     

    Eixo Temático II: Sensibilidade, cultura e memória

     

    Eixo Temático III: Transmídia, multimeios e hibridizações

     

    Eixo Temático IV: Olhares outros, representatividade e pertencimento

     

    Eixo Temático V: Arte-educação, afetividades e diálogos interdisciplinares

     

    Eixo Temático VI: Artivismo, Subjetividade e Sociedade

     

    FORMAS DE PARTICIPAÇÃO:

     

    1. OUVINTE  – Aberto para comunidade em geral, estudantes dos cursos de graduação e pós-graduação. Envio da solicitação para participação como ouvinte, para o e-mail: spmavufpel2019@gmail.com
    2. COMUNICAÇÃO ORAL  – Aberto para comunidade em geral, estudantes de graduação, especialização, mestrado e doutorado, bem como professores e pesquisadores.Preencher o formulário online https://forms.gle/d6n5CZznkcSfsLnv7, enviar o resumo e, posteriormente, o resumo expandido ou artigo completo, seguindo o formato modelo publicado neste edital, para o e-mail: spmavufpel2019@gmail.com.Consultar normas para submissão no edital anexo.

     

     

    CRONOGRAMA

     

    11 setembro 2019                           Lançamento do edital

    11 a 24 setembro de 2019             Submissão dos resumos

    27 de setembro de 2019                Envio dos aceites

    27 de setembro de 2019                Divulgação cronograma de apresentações

    01 e 02 outubro de 2019               Realização do evento

    10 de novembro de 2019              Envio dos resumos expandidos ou artigos

     

    ORGANIZAÇÃO

     

    Comissão organizadora:

    Amanda Machado Madruga

    Ana Carolina Tavares Sousa

    Ana Paula Siga Langone

    Bárbara Cezano Rody

    Elivelto Alves de Souza

    Fernanda Fedrizzi Loureiro de Lima

    Italo Franco Costa

    Pedro de Freitas Pereira Paiva

    Priscilla Mont-Serrat Pimentel Fernandes

    Tarla Roveré

     

    Coordenação geral:

    Profª Drª. Rosângela Fachel

    Profº Dr. Thiago Amorim

     

    Comissão Científica:

    Prof. Dr. Carlos Fabian Rojas Reyes (Universidad de Cuenca – Equador)

    Prof. Dr. Cláudio Tarouco de Azevedo (Universidade Federal do Rio Grande/Universidade Federal de Pelotas)

    Profª. Drª. Eduarda Gonçalves (Universidade Federal de Pelotas)

    Prof. Dr. Felipe Merker Castellani (Universidade Federal de Pelotas)

    Profª. Drª. Helene Gomes Sacco (Universidade Federal de Pelotas)

    Profa. Drª Laura Isabel Cattelli (Universidad Nacional de Rosário / CONICET – Argentina)

    Prof. Dr. Leonardo Sebiane Serrano (Universidade Federal da Bahia)

    Profª. Drª. Paz Lopez (Universidad de Chile – Chile)

     

    Apoio:

    Mestrado em Artes Visuais – CA/UFPel

    Centro de Artes

    Projeto Arte na Escola

    PET Artes Visuais

    Edital VIII SPMAV

    Modelo Resumo VIII SPMAV_PPGAVI

    Convocatória I Festival de Videoarte SPMAV

  • XVII Seminário de História da Arte: Anacronias do tempo

    Evento realizado pelo Centro de Artes da Universidade Federal de Pelotas, a ocorrer entre os dias 23 e 27 de setembro de 2019.

    A 17ª edição do Seminário de História da Arte parte das reflexões que tratam as Anacronias do Tempo como espaço para novas narrativas e protagonismos diversos. Nesse sentido, o XVII SHA convida pesquisadores a inscreverem trabalhos sobre a história da arte que discutam questões da contemporaneidade.

     

    Público-alvo: Pesquisadores ligados ao campo da História da Arte, da Cultural e do Patrimônio, Comunicação, Cinema, Cultura Visual e demais áreas afins, incluindo professores e alunos de cursos de graduação (iniciação científica, em coautoria com os orientadores) e alunos de pós-graduação.


    Como se inscrever:

    1. Comunicadores:
    Os interessados em apresentar trabalho nas mesas de comunicação devem preencher o Formulário Google, a fim de serem avaliados pela comissão organizadora, observando o período de inscrição. Levar em consideração que, caso aceito, a comunicação deverá ser apresentada segundo às normas do modelo de artigo do evento. É permitido o envio de apenas uma proposta de comunicação por autor. As propostas de comunicação devem ser enviadas através do formulário até o dia 08 de setembro de 2019.
    2. Ouvintes :
    Os interessados em participar do evento como ouvinte devem efetuar a inscrição dentre os dias 23 e 24/setembro, na entrada do evento, a fim de assistir às mesas e comunicações desejadas. O pagamento e a presença mínima de 75% de frequência dão direito ao certificado de participação.
    3. Credenciamento e pagamento :
    O pagamento da inscrição para todos os selecionados para comunicação de trabalhos e ouvintes deve ser realizado durante o credenciamento do evento, dentre os dias 23 e 24/setembro, somente nos períodos da manhã, na mesa de inscrição da entrada do evento.

     

    Valores de Pagamento:

    Comunicadores: R$ 20,00

    Ouvintes: R$ 10,00


    Publicação dos trabalhos na revista do evento:

    O texto definitivo dos trabalhos selecionados para posterior publicação no periódico do XVII Seminário de História da Arte deverá obrigatoriamente ser entregue no início do período (manhã / tarde) de comunicações ao qual o trabalho foi designado, em mãos do monitor responsável pelas apresentações.

     

    As publicações anteriores podem ser acessadas pelo link: <https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/Arte>

    Formulário para Comunicadores: <https://encurtador.com.br/ptVW9>
    Modelo de artigo: <https://encurtador.com.br/krDT6>

  • AULA MAGNA do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da UFPel

    Roberto Burle Marx e a concepção ecológica de forma  

    proferido pela Profa. Dra. Vera Siqueira

    Historiadora da arte, professora associada do Instituto de Artes do Instituto de Artes da UERJ , pesquisadora do CNPq desde 2008. Foi pesquisadora visitante, em nível de pós-doutoramento, no Getty Research Institute, em Los Angeles, EUA, atualmente é coordenadora da área de artes da CAPES.

    Dia 28 de agosto às 9h no MALG – Museu Leopoldo Gotuzzo – Praça 7 de Julho, 180 – Centro, Pelotas