Início do conteúdo
Disciplinas

mestrado em artes visuais – disciplinas

disciplinas obrigatórias para as duas linhas de pesquisa

– Metodologia da pesquisa em artes (4 CR)

– Seminário de estética e cultura visual (4 CR)

– Seminário de dissertação

disciplinas optativas da linha Ensino da Arte e Educação Estética

– Filosofia, arte e educação (4 CR)

– O desenho do corpo, o corpo que desenha (4 CR)

– Perspectivas ético-estéticas na formação docente (4 CR)

– Modos de ver, modos de ler, modos de escrever (4 CR)

– O design autoral (2 CR)

– Iconologia das artes visuais (2 CR)

– D’autor, aproximações entre design e arte (4 CR)

disciplinas optativas da linha Processos de Criação e Poéticas do Cotidiano

– Contextos de interação artística na contemporaneidade (4 CR)

– Gravura e impressão: inovação e tradição (4 CR)

– Paisagens cotidianas e dispositivos de compartilhamentos (4 CR)

– Poéticas contemporâneas no Brasil: que lugar é esse? (4 CR)

– Percursos, narrativas, descrições: mapas poéticos (4 CR)

– Poéticas audiovisuais – dispositivos ecosóficos para a produção e o ensino da arte (4 CR)

– Prática artística, curadoria e crítica da arte – intersecções possíveis (4 CR)

 


 

EMENTAS

 

Contextos de atuação e interação artística na contemporaneidade.
EMENTA: Desenvolver uma reflexão crítica sobre as propostas poéticas dos artistas (mestrandos) em relação ao(s) contexto (s) de atuação de artistas na contemporaneidade, focalizando na discussão de práticas e escritos de artistas que ampliam o contexto da arte, autorizando sua atuação em diversos contextos e campos de conhecimento social e cultural.

Gravura e Impressão: inovação e tradição
EMENTA: Estudos práticos e teóricos sobre processos alternativos na área da reprodução de imagens. Relações entre arte e técnica. Processos de produção, de reprodução e de multiplicação de imagens. Matriz e estampa. A sustentabilidade e as inovações tecnológicas dentro da área da gravura artística.

Metodologia da Pesquisa em Artes
EMENTA: Elaboração de projeto de pesquisa de acordo com as normas científicas vigentes. Abordagem e escolha de metodologia e fundamentação teórica adequada ao desenvolvimento do projeto. As particularidades da pesquisa em poéticas visuais e as distinções entre o campo da poética e o campo da estética. A poética como ciência da arte vinculada às implicações do fazer (poïein), levando em conta o processo de trabalho e as inúmeras relações que o artista estabelece a partir da sua obra em construção.

Seminário de Dissertação
EMENTA: Acompanhamento da pesquisa e do projeto de Dissertação. Orientação do projeto, indicação bibliográfica, análise e discussão sobre o tema da pesquisa.

Poéticas audiovisuais: dispositivos ecosóficos para a produção e o ensino da arte
EMENTA: Abordagem do ensino da arte na perspectiva ecosófica. As relações arte/vida em contextos formais e não formais de ensino. Experimentações estéticas audiovisuais para a promoção de valores nos processos de criação pedagógica e da pesquisa em arte. Produção audiovisual e microintervenções ético-estéticas.

Paisagens cotidianas e dispositivos de compartilhamentos
EMENTA: Estudo prático e teórico de produções que são motivadas ou apresentam a paisagem cotidiana e as concepções contemporâneas deste gênero na arte. Análise de produções que utilizam dispositivos móveis e espaços de apresentação não convencionais [impressos em suportes em formatos distintos], bem como, que possibilitam multiplicar e inserir a obra em outros contextos – ruas, escolas, praças, etc.. Realização de trabalhos impressos sobre a paisagem a partir da observação do entorno por meio de deslocamentos na cidade.

D’autor, aproximações entre design e arte
EMENTA: A questão da autoria no projeto e desenvolvimento de objetos: conceitos e teorias. Estruturas conceituais: autoria/ neutralidade, autoria compartilhada/ autoria individual, prestação de serviços/empreendedorismo, design/ arte, autoria/ desautoria, metodologia projetual/ processo criativo.

DESIGN E ARTE, AUTORIA E DESAUTORIA
EMENTA: A questão da autoria e da desautoria no design e na arte: história, conceitos, definições e teorias. Estruturas conceituais: design e arte; autoria e desautoria; autoria e neutralidade e autoria compartilhada e autoria individual. Projeto/criação de objetos/trabalhos de autor.

O DESIGN AUTORAL
EMENTA: A questão da autoria na criação e produção de objetos: conceitos e teorias. O autor como produtor. Estruturas conceituais: autoria e neutralidade, autoria compartilhada e autoria individual, prestação de serviços e empreendedorismo, design e arte.

O desenho do corpo, o corpo que desenha.
EMENTA: Experimentações e reflexões em torno da produção artística e das ações pedagógicas que investigam a representação do corpo na arte contemporânea. Estudo das relações concomitantes e polissêmicas que o corpo estabelece como objeto e como suporte da arte. Imagem, identidade e erotismo. Tradução, Reinvenção e Multiplicidades. Percepção de si e de mundo. Discurso e Gênero.

A leitura crítica: modos de ver, modos de ler, modos de escrever
EMENTA: Disciplina visando à reflexão histórico-teórico-crítica. As práticas de leitura e de escritura, verbais e não-verbais, ao longo da história – a ação do lector/leitor frente à ação do escriba/escritor. Estudo das principais correntes teóricas sobre a leitura na contemporaneidade. Estudo de leituras críticas e de ensaios. A expressão crítica como prática de leitura. A arte da representação literária e a “interpretação do lugar”.

Percursos, narrativas, descrições: mapas poéticos
EMENTA: Disciplina visando à reflexão sobre o processo de criação poética, e à prática de sua descrição/apresentação. Práticas de leitura e de escritura, verbais e não-verbais, a partir de uma determinada manifestação poética – a ação do leitor/testemunha frente à ação do artista/produtor. O texto verbal e a manifestação poética. O novo lugar criado pela produção poética. A ecférese: o dar a ver da palavra escrita. A construção de mapas poéticos.

Poéticas contemporâneas no Brasil: que lugar é esse?
EMENTA: Disciplina visando à construção de repertório crítico. Panorama cultural, artístico e literário da contemporaneidade brasileira. Panorama crítico da produção de sentidos em poéticas verbais e não-verbais no Brasil: intérpretes precursores e articulações possíveis. Reflexão sobre categorias explicativas úteis à produção de sentidos verbais. As funções do sujeito, do objeto e da memória nas produções de sentido. Poéticas com restos.

SEMINÁRIO DE ESTÉTICA E CULTURA VISUAL
EMENTA: A importância dos valores estéticos como reveladores da expressão cultural; a arte como fonte visual para produção de conhecimento histórico; a obra e a imagem de arte como fonte documental, testemunho histórico, como patrimônio, como expressão artístico-cultural e como objetos materiais com seus diversos modos de usos e apropriações. Estudo das relações entre cultura visual e história.

Filosofia, Arte e Educação
EMENTA: Abordagem das relações entre filosofia, arte e educação. Análise de textos filosóficos, de artistas, de críticos, e de profissionais da educação. Debate sobre as relações do pensamento filosófico, processo criativo e educativo dentro de um contexto histórico-cultural, do século XVIII ao século XXI.

Prática artística, curadoria e crítica da arte – intersecções possíveis.
EMENTA: A partir da análise e da revisão critica de projetos artísticos e expositivos emblemáticos, sobretudo desenvolvidos no Brasil nos últimos cinquenta anos, a disciplina aborda as relações colaborativas entre artistas, curadores e críticos no desenrolar de seus processos criativos. Cada encontro, se desenrola como um estudo de caso envolvendo, no mínimo, um crítico de arte, um artista e uma proposição artística. Dessa forma, cada aula pode ser pensada, por um lado, como uma totalidade, um complexo de referências determinadas. Por outro lado, essa pretensa totalidade, necessariamente se abrirá para discussões indeterminadas e desestruturantes do planejamento inicial. Partindo dessa proposição teórico-metodológica, a disciplina Prática artística, curadoria e crítica da arte – intersecções possíveis, desenvolve-se enquanto exercício crítico, a ser praticado tanto no âmbito das pesquisas individuais dos alunos matriculados no curso, quanto na atividade coletiva dos encontros semanais.