Artigos

Artigos publicados em periódico

 

2021

 

115- BRETANHA, SANTIAGO; ERNST, ARACY GRAÇA . Obesidade em divulgação científica: análise discursiva de infográficos. L&S Cadernos de Linguagem e Sociedade. , v.22, p.184 – 203, 2021.

114 – SILVA, NAIARA SOUZA DA. Estádios de futebol. FuLiA / UFMG, v. 5, p. 97-115, 2021.

113 – BRETANHA, SANTIAGO; ERNST, ARACY GRAÇA. Imaginários de trabalho: Vargas e o discurso político endereçado aos trabalhadores brasileiros (1943). Revista Letras Raras, v. 10, p. 97, 2021.

112 – BORBA, M. M.; VINHAS, L. I. Sentidos de greve nos discursos de mulheres operárias. Estudos Linguísticos e Literários, v. 67, p. 518, 2021.

111 – VINHAS, L. I. Considerações sobre o pré-construído na Análise de Discurso: gesto de interpretação de dizeres de uma mulher presa. Cadernos de Estudos Linguísticos, v. 32, p. 1-15, 2021.

110 – MESSA, G. E. R.; VINHAS, L. I. Ser portador de HIV/AIDS é ser homossexual masculino? Um estudo sobre o pré-construído nos processos de significação. Leitura, v. 69, p. 233-246, 2021.

 

 

2020

 

109 – SILVA, NAIARA SOUZA DA; RIBEIRO, A. M. Formação Docente: notas sobre professor pesquisador e professor reflexivo. Revista Didática Sistêmica, v. 22, p. 96-107, 2020.

108 – SILVEIRA, G. U. D.; CAETANO, V. B. L. #Mygamemyname: gênero, violência e resistência no discurso de mulheres gamers. Tropos: Comunicação, Sociedade e Cultura, v. 9, p. 01-17, 2020.

107 – MACHADO, ROSELY DINIZ DA SILVA; MAASS, LETÍCIA ROSAURA DA SILVA. We don’t need no education: Escola Sem Partido de quem e para quem? Letrônica, v. 13, p. e36233-12, 2020.

106 – MARTINS, L. B. Acontecimento Discursivo em Mafalda: ecos da memória do ciclo de -AZOS. Literatura e Autoritarismo (UFSM), v. 36, p. 93-106, 2020.

105 – GONÇALVES, J. S. S. O princípio jurídico da solidariedade e a responsabilização do Estado diante dos direitos sociais dos refugiados no Brasil: um olhar sobre o instituto do voluntariado. Revista da Faculdade de Direito da UFG, v. 44, p. 1-26, 2020.

104 – GONÇALVES, J. S. S. Como trabalhar (n)a relação entre linguística e direito no Brasil? Caminhos, desafios? E uma questão de classe. Muitas vozes, v. 9, p. 369-387, 2020.

103 – GONÇALVES, J. S. S. A noção de deveres linguísticos e sua contribuição para a configuração do direito linguístico no Brasil. Travessias Interativas, v. 22, p. 256-278, 2020.

102 – GONÇALVES, J. S. S.; RESENDE, J. L. C. M. A substantivação da cidadania no discurso de e sobre refugiados no Brasil: imagens de justiça no discurso de crise. Athenas – Revista de Direito, Política e Filosofia, v. 1, p. 1-20, 2020.

101 – ROSA, V. N.; VINHAS, L. I. Entre a gente e elas: uma análise discursiva dos dizeres de uma apenada. Glauks (UFV), v. 19, p. 140-157, 2020.

100 – GARCIA, D. B.; BARBOSA, M. N.; VINHAS, L. I. Religião e subjetivação: análise do dizer de uma apenada pelo viés de uma semântica de base discursiva. Revista Memorare, v. 7, p. 209-222, 2020.

99 – TEJADA, BRUNA VITÓRIA; VINHAS, Luciana Iost . Aquilo que não pode deixar de ser dito: o efeito de pré-construído do discurso machista. Letrônica, v. 13, p. e36120, 2020.

98 – CARVALHO, M. S.; BARBACHA, C. Z.; VINHAS, L. I. ’10 ações anticorrupção | rewind’: uma análise discursiva de uma propaganda da Petrobras. Policromias – Revista de estudos do discurso, imagem e som, v. 5, p. 225, 2020.

97 – VINHAS, L. I. O corpo que é som: tatuagens de ondas sonoras pelo olhar da Análise de Discurso. Diálogos Pertinentes: Revista Científica de Letras, v. 16, p. 106-121, 2020.

96 – CAETANO, V. B. L.; VINHAS, L. I. Lugares de enunciação: uma análise de relatos de sujeitos autorreferenciados gordos. (Con)Textos Linguísticos, v. 14, p. 355-365, 2020.

95 – CAETANO, V. B. L.; VINHAS, L. I. ‘Se eu quiser comer, eu vou comer!’: corpo, discurso e resistência. Letra Magna (Online), v. 26, p. 276-292, 2020.

94 – VINHAS, L. I. O messias que não faz milagre: notas sobre a ideologia da destruição. Revista da Abralin, v. XIX, p. 455-474, 2020.

93 – ERNST, A. G.; LEBKUCHEN, J.; RADUNZ, M. W. O que é ser homem para você? As representações de si e do outro em O beijo da Mulher Aranha. Gláuks online, v. 19, p. 239-253, 2020.

 

 

2019

 

92 – SILVA, NAIARA SOUZA DA. Precisamos falar sobre futebol, precisamos falar sobre a mulher nesse espaço esportivo. FuLiA / UFMG, v. 4, p. 88-97, 2019.

91 – BRUM, J. C. Pensar a arte na análise de discurso: uma análise n’o fantasma da liberdade. Linguagem em (Dis)Curso (Online), v. 19, p. 255-272, 2019.

90 – GONÇALVES, J. S. S. Direitos linguísticos e políticas linguísticas no Brasil: uma análise de processos seletivos para acesso à universidade pública por migrantes forçados. Língua e Instrumentos Linguísticos, v. 43, p. 192-216, 2019.

89 – AIUB, G. F.; RODRIGUES, C. Z. O sujeito em movimento: processos de identificação, língua materna e língua estrangeira. Linguagem em (Dis)Curso (Online), v. 19, p. 193-208, 2019.

88 – FERNANDES, C.; VINHAS, L. I. Da maquinaria ao dispositivo teórico-analítico: a problemática dos procedimentos metodológicos da análise do discurso. Linguagem em (Dis)Curso (Online), v. 19, p. 133-151, 2019.

87 – VINHAS, L. I. Processo de interpelação ideológica e cinismo na pesquisa em Análise do Discurso. Revista Letras Raras, v. 8, p. 29, 2019.

86 – SARAIVA, N. S.; VINHAS, L. I. A mulher em situação de cárcere: gênero e processos de significação. Revista Entrepalavras, v. 9, p. 79, 2019.

85 – PEREIRA, A. E.; SILVA, G. M.; VIEIRA, V. Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará (João 08:32): efeitos de simulação no discurso político online. Cadernos de Letras, v. 30, p. 115-132, 2019.

 

 

2018

 

84 – SILVA, N. S.; LIMA, S. A. L. Processo de identificação: entre a memória e a história. Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade, v. 4, p. 01-09, 2018.

83 – SILVA, N. S.; CAZARIN, E. A. A textualização da resistência por meio da tatuagem Demônio. Linguagem & Ensino (UCPel), v. 21, p. 431-448, 2018.

82 – SILVA, N. S. Uma leitura política do futebol. Caderno de Letras, v. 32, p. 151-170, 2018.

81 – SILVA, N. S; CAZARIN, E. A. A textualização da resistência por meio da tatuagem ‘demônio’. Linguagem & Ensino (UCPel), v. 21, p. 431-448, 2018.

80 – CORDEIRO, M. I. G. M.; CAMPELLO, E.; CAZARIN, E. A. A exterioridade constitutiva na (com)posição mulher em Lady Macbeth personagem da obra ‘Macbeth’. Linguagem & Ensino (UCPel), v. 21, p. 283-305, 2018.

79 – GRANTHAM, M. R.; CAZARIN, E. A. Uma prática de leitura: a emergência do impossível no fio do discurso. Linguagem & Ensino (UCPel), v. 21, p. 465-485, 2018.

78 – MACHADO, R. D. S. O processo de construção identitária na escola. Linguagem & Ensino (UCPel), v. 21, p. 145-158, 2018.

77 – MARTINS, L. B.; ASSUMPÇÃO, Ana Paula V. A. ; ERNST, A. G. . ESCOLA SEM PARTIDO: um funcionamento discursivo entre o dito e não-dito. Linguagem & Ensino (UCPel), v. 22, p. 223-240, 2018.

76 – MARTINS, LUCIANE BOTELHO. Sonhos & medos – O que guardo na bolsa amarela? – um relato de experiência. Revista Diversidade e Educação, v. 5, p. 111-116, 2018.

75 – MARTINS, L. B. O discurso e o humor em Mafalda: uma questão de filiação à formação discursiva anticapitalista. Caderno de Letras, v. 32, p. 99-113, 2018.

74 – BRUM, Janaina C. Violência e política no Brasil: um olhar sobre o discurso intolerante na mídia digital. Linguagem & Ensino (UCPel), v. 21, p. 63-77, 2018.

73 – BRUM, Janaina C.; DIAS, Jenifer. O funcionamento da ideologia no projeto de lei escola sem partido: uma leitura de práticas discursivas de intolerância. Caderno de Letras, v. 2, p. 171-96, 2018.

72 – GONÇALVES, J. S. S. Algumas observações sobre a prosódia da representação do discurso outro (RDA). Linguagem & Ensino (UCPel), v. 21, p. 37-72, 2018.

71 – RODRIGUES, C. Z. As meninas: uma análise dos efeitos de sentido produzidos a partir do funcionamento discursivo do depoimento de um preso político no discurso fílmico e literário. Cadernos de Letras (UFPEL), p. 61-74, 2018.

70 – SANTOS, M. L. S.; DOROW, C. M. F.; CUNHA, A. P. O funcionamento da memória discursiva a partir dos gestos de interpretação de tirinha. Diálogo das Letras, v. 7, p. 83-95, 2018.

69 – DOROW, C. M. F. A Voz do Aluno? um dizer que emerge do silenciamento, da opressão. Linguagem & Ensino (UCPel), v. 21, p. 40-48, 2018.

68 – VINHAS, L. I. Discurso, corpo e linguagem na constituição subjetiva. Linguagem & Ensino (UCPel), v. 21, p. 78, 2018.

67 – LIMA, S. A. L.; VINHAS, L. I. O funcionamento da ideologia no discurso separatista: uma análise de um texto vinculado ao movimento o Sul é o meu país. Caderno de Letras (UFPEL), p. 171, 2018.

66 – VINHAS, L. I. É possível pensar em uma prosódia discursiva? Linguagem & Ensino (UCPel), v. 21, p. 147, 2018.

65 – ERNST, A. G.; MARTINS, L. B.; ASSUMPCAO, A. P. V. A. Escola sem partido: um funcionamento discursivo entre o dito e o não dito. Linguagem & Ensino (UCPel), v. 22, p. 223-240, 2018.

64 – PEREIRA, A. E. Cinismo e ato falho no discurso político-midiático. Linguagem & Ensino (UCPel), v. 21, p. 6, 2018.

 

 

2017

 

63 – SILVA, N. S.; LIMA, S. A. L. Tatuagem da bandeira Farroupilha: a mobilização da memória na produção de sentidos. RE-UNIR, v. 4, p. 106-122, 2017.

62 – SILVA, N. S.; LIMA, S. A. L. O discurso ufanista materializado no corpo. RUA, v. 23, p. 49-61, 2017.

61 – CAZARIN, E. A.; CORDEIRO, M. I. G. M. O Excesso e a Falta em Eu Sou Sartori e o Meu Partido É o Rio Grande. Fórum Linguístico (UFSC. Impresso), v. 14, p. 2448-2459, 2017.

60 – BRAGA, D. V.; CAZARIN, E. A. Deriva referencial em discursos sobre a organização dos jogos olímpicos de 2016. Acta Scientiarum (UEM), v. 2, p. 167-178, 2017.

59 – MACHADO, R. D. S. Os efeitos da falta, do excesso e do estranhamento nos discursos sobre a língua portuguesa. Fórum Linguístico (UFSC. Impresso), v. 14, p. 2537-2544, 2017.

58 – MARTINS, L. B.; ASSUMPÇÃO, Ana Paula V. A.; ERNST, Aracy. Nas trilhas do discurso com Aracy Ernst: o funcionamento de três conceitos-chave. Fórum Linguístico, v. 14, p. 2552-2558, 2017.

57 – ERNST, A.; BRUM, J. C. Corpo, imagem e sentido: Uma leitura dos processos discursivos e descontinuidades nas redes sociais. Calidoscopio (UNISINOS), v. 15, p. 542-549, 2017.

56 – BRUM, J. C. Produção de sentidos em torno de uma imagem ausente: a propósito da condução coercitiva de Lula no âmbito da operação Lava-Jato. Fórum Linguístico, v. 14, p. 2471-2481, 2017.

55 – GONÇALVES, J. S. S. O estranhamento, o excesso e a falta na construção de um dispositivo metodológico para a análise discursiva da voz. Fórum Linguístico, v. 14, p. 2460-2470, 2017.

54 – RODRIGUES, C. Z. Aquilo que nomeia lei: a Madre Tierra. Fórum Linguístico, v. 14, p. 2419-2427, 2017.

53 – DOROW, C. M. F.; PINTO, L. N. ‘Senhor? Senhora? Assim? A designação e a problemática do deslocamento da forma-sujeito e da função discursiva nas tirinhas da quadrinista Laerte’. Revista de Língua e Literatura, v. 34, p. 133-146, 2017.

52 – SANTOS, M. L. S.; DOROW, CLÓRIS MARIA FREIRE; CUNHA, A. P. O funcionamento do discurso pedagógico (DP) e suas implicações no ensino e aprendizagem da leitura. Revista Querubim (Online), v. 5, p. 90-96-96, 2017.

51 – DOROW, CLÓRIS MARIA FREIRE. Caminhos para uma análise discursiva da voz na defesa do tribunal do júri: o excesso, a falta, o estranhamento. Fórum Linguístico, v. 14, p. 2410-2418, 2017.

50 – VINHAS, L. I. Uma análise discursiva do silêncio na prisão. Entremeios, v. 14, p. 51-61, 2017.

49 – VINHAS, L. I. Precisamos falar sobre Temer: o estranhamento na voz. Fórum Linguístico, v. 14, p. 2482-2491, 2017.

48 – ERNST, A. G.; SILVEIRA, V. F. P.; FLORES, L. M. A circulação dos sentidos: o ir e vir do sentido de família em uma peça publicitária. Revista Interfaces, v. 2, p. 115-129, 2017.

47 – ERNST, A. G. Nas trilhas do discurso – Entrevista. Fórum Linguístico, v. 14, p. 2397-2558, 2017.

46 – ERNST, A. G.; REBS, R. R. Haters e o discurso de ódio: entendendo a violência em sites de redes sociais. Diálogo das Letras, pau dos ferros, v. 06, p. 24-44, 2017.

45 – ERNST, A. G.; BRUM, J. C. Corpo, imagem e sentido: uma leitura dos processos discursivos e descontinuidades nas redes sociais. Calidoscópio, v. 15, p. 542-549, 2017.

 

 

2016

 

44 – SILVA, N. S. A anorexia: um projeto estético difundido pelas redes sociais. Revista Interfaces (UFRJ), v. 11, p. 111-121, 2016.

43 – MENEZES, E. S.; CAZARIN, E. A. Do silêncio ao boato: a luta por hegemonia entre as principais forças políticas em disputa no funcionamento discursivo do jornalismo brasileiro. Artefactum (Rio de Janeiro), v. ANO VIII, p. 1-12, 2016.

42 – MENEZES, E. S.; CAZARIN, E. A. O imperativo do gozo no epílogo de Como Água para Chocolate. Nonada: letras em revista, v. 1, p. 151-161, 2016.

41 – MENEZES, E. S.; CAZARIN, E. A. O cinema mudo e a crítica social: uma análise discursiva do filme Luzes da Cidade. Cadernos do IL (UFRGS), v. 52, p. 309-322, 2016.

40 – COSME, A. L. F.; MACHADO, R. D. S. O ensino de língua portuguesa através de diferentes gêneros textuais. CCNExt – Revista de Extensão, v. 3, p. 114, 2016.

39 – ASSUMPÇÃO, Ana Paula V. A.; ERNST, Aracy; MARTINS, L. B. O que os homens estrangeiros veem, as mulheres brasileiras sentem: discurso, memória, corpo e identidade. Desenredo, v. 12, p. 97-112, 2016.

38 – EDRAL, A. S. B.; ASSUMPÇÃO, Ana Paula V. A.; MARTINS, L. B. A discursividade no/do corpo de miss(es) – Muçulmana e Mundo. Cadernos de Letras, v. 26, p. 469-485, 2016.

37 – RODRIGUES, C.Z. O IFSul como acontecimento em Sant?Ana do Livramento: uma análise discursiva sobre os processos de referencialidade a partir de textos dos seus estudantes. Revista Thema, v. 12, p. 14-25, 2016.

36 – VINHAS, L. I. Elementos para a consideração da materialidade prosódica na constituição do arquivo. Fórum Linguistico (Online), v. 13, p. 1022-1036, 2016.

35 – MOURA, W. H. C.; VINHAS, L. I. Cinedebate: Exibições comentadas de filmes e documentários – O cinema no processo de formulação e circulação dos sentidos. ParticipAção, v. 28, p. 7-14, 2016.

34 – GALVAO, A. S.; VINHAS, L. I. Imagem e resistência no cartum pelo olhar da análise de discurso: Uma reflexão a partir de um texto sobre Aylan Kurdi. Cadernos do IL (UFRGS), v. 52, p. 181, 2016.

33 – VINHAS, L. I.; CASTRO, L. S. Constituição subjetiva e materialidades vocais: Quando as palavras falham. Working Papers em Linguística (ONLINE), v. 17, p. 34-45, 2016.

32 – ASSUMPCAO, A. P. V. A.; MARTINS, L. B.; PEREIRA, A. E. O que os homens estrangeiros veem, as mulheres brasileiras sentem: discurso, memória, corpo e identidade. Desenredo (PPGL/UPF), v. 12, p. 97-112, 2016.

31 – ERNST, A. G.; MENEZES, E. S. Cinismo e humor: uma análise do discurso político praticado pelo stand-up comedy no Brasil. Sociopoética (Online), v. 1, p. 04-21, 2016.

 

 

2015

 

30 – SOUZA, M. J.; CAZARIN, E. A. A exterioridade constituinte do discurso: uma leitura da Constituição Federal de 1988 e suas relações com a Constituição Federal de 1969. Fragmentum (UFSM), v. 44, p. 109-120, 2015.

29 – WICTH, R.; CAZARIN, E. A. A representação da mulher nos cem primeiros dias de governo da presidente Dilma Roussef. Revista Interfaces, v. 5, p. 103-110-110, 2015.

28 – SILVA, N. S.; CAZARIN, E. A. A produção de diferentes sentidos para a tatuagem denominada Índia. Línguas & Letras (Unioeste), v. 16, p. 139-157, 2015.

27 – SILVA, N. S.; CAZARIN, E. A. Tatuagem: a arte de ler o funcionamento dessa linguagem gravada na pele. Nonada: letras em revista, v. 1, p. 18-26, 2015.

26 – MENEZES, E. S.; CAZARIN, E. A. Resenha de As três fontes de LENIN, Vladimir. Revista Organon, v. 30, p. 235-240, 2015.

25 – QUEVEDO, Marchiori Quadrado de. Representações e movimentos de identificação no discurso de sujeitos disléxicos. Revista Philologus, v. 21, p. 1876-1888, 2015.

24 – MARTINS, L. B. O funcionamento discursivo de -máscara- no jornal Sineta/CPERS. Domínios de Lingu@Gem, v. 9, p. 268-284, 2015.

23 – THUROW, ANE CRISTINA ; DOROW, CLÓRIS MARIA FREIRE . Discurso na fanpage -só gordinhas- sobre a personagem Perséfone da novela amor à vida. Cadernos de Estudos Lingüísticos, v. 57, p. 227, 2015.

22 – VINHAS, L. I. O campo da saúde mental e concepções de corpo: o apagamento da ferida narcísica freudiana e formas de resistência. Artefactum (Rio de Janeiro), v. 1, p. 01, 2015.

21 – VINHAS, L. I. ‘A polícia manda, mas a polícia manda paralelo com as presas’: O funcionamento da instituição penal enquanto Aparelho Repressor de Estado. Fragmentum (on line), v. 44, p. 29, 2015.

20 – GALVAO, A. S.; VINHAS, L. I. As manifestações no Paraná: na deriva dos sentidos. Memento (Três Corações), v. 6, p. 1, 2015.

19 – VALENT, V. D.; VINHAS, L. I. Análise do Discurso: Um aporte à Teoria das Organizações. Revista Interdisciplinar de Gestão Social – RIGS, v. 4, p. 39, 2015.

18 – BRAGA, D. V.; ERNST, A. G. Ser ou não ser ‘País do Futuro’. Eis uma questão discursiva. Linguagem em (Dis)curso (Online), v. 15, p. 169-182, 2015.

17 – PEREIRA, A. E.; MATTE, M. N.; LEUS, C.; FISS, D. M. L. Educação, Linguagem e Arte. Reflexão e Ação (Online), v. 23, p. 01-020, 2015.

16 – PEREIRA, A. E.; QUEVEDO, M. Q. Entre o riso e a derrisão, é um traço. Duas diferentes maneiras de ler (a partir de) uma charge polêmica. Linguistica (Madrid), v. 31, p. 147-161, 2015.

15 – ERNST, A. G.; BRAGA, D. V. Análise discursiva de representações de tempo na publicidade de relógios de pulso. Revista do Gelne, v. 17, p. 273-291, 2015.

 

 

2014

 

14 – CAZARIN, E. A. O funcionamento discursivo da negação e da promessa no discurso religioso. Desenredo (PPGL/UPF), v. 9, p. 358-370, 2014.

13 – CAZARIN, E. A.; MENEZES, E. S. A mídia e o golpe de 1964: revista O Cruzeiro como aliada do discurso das forças militares. Conexão Letras, v. 9, p. 111-122, 2014.

12 – CAZARIN, E. A.; RASIA, Gesualda Santos. As noções de acontecimento enunciativo e de acontecimento discursivo: um olhar sobre o discurso político. Revista Letras (UFSM) online, v. 24, p. 193-210, 2014.

11 – MENEZES, E. S.; CAZARIN, E. A. Discurso subliminar em Geração Brasil: a Rede Globo e sua vocação histórica de subserviência às forças conservadoras. Revista Científica Ciência em Curso, v. 3, p. 87-97, 2014.

10 – QUEVEDO, Marchiori Quadrado de. Estratégia de ironia e produção/manutenção de capital social em tweets humorísticos. Revista (Entre Parênteses), v. 1, p. 1-21, 2014.

9 – MARTINS, L. B.; GRANTHAM, M. R. O processo discursivo da autoria em poemas produzidos a partir do poema-base? A porta, de Vinícius de Moraes. Revista Colineares, v. 2, p. 4-25, 2014.

8 – BRUM, J. C.; ERNST, A. E o Twitter criou… Deus! Arquivo, gênero e humor em redes sociais. Conexão Letras, v. 11, p. 41-53, 2014.

7 – BOTTON, J. S.; VINHAS, Luciana Iost. O imaginário do acadêmico de Letras enquanto futuro professor de línguas: Um estudo de caso à luz da Análise do Discurso. Práxis (Rolim de Moura), v. XV, p. 09-31, 2014.

6 – ERNST, A. G.; QUEVEDO, M. Q. Pré-construído e discurso transverso: ferramentas de derrisão em uma charge de Latuff. Desenredo (PPGL/UPF), v. 9, p. 325-339, 2014.

5 – ERNST-PEREIRA, A.; QUEVEDO, Marchiori Quadrado de. O rosto (in)visível: um exercício teórico-analítico da materialidade (verbo)visual em AD. Signum. Estudos de Linguagem, v. 17, p. 11-31, 2014.

4 – ERNST, A. G.; BRUM, J. C. E o twitter criou …Deus. Conexão Letras, v. 11, p. 72-85, 2014.

3 – PEREIRA, A. E.; QUEVEDO, M. O rosto (in)invisível: um exercício teórico analítico da materialidade (verbo)visual em AD. Signum, v. 17, p. 11-31, 2014.

 

 

2013

 

2 – ERNST-PEREIRA, A.; QUEVEDO, Marchiori Quadrado de. Uma mesma diferente imagem: que objeto é esse? Entretextos (UEL), v. 13, p. 266-287, 2013.

1 – ERNST, A. G.; CAZARIN, E. A.; QUEVEDO, M. Para além do efeito de circularidade: interpretando as noções de pré-construído e articulação a partir de enunciados idem per idem. Gragoatá (UFF), v. 34, p. 131-143, 2013.