Início do conteúdo
Desenvolvimento de ciência tecnologia, inovação e capacitação de recursos humanos em herbologia

Desenvolvimento de ciência tecnologia, inovação e capacitação de recursos humanos em herbologia

Situação: Em execução

Resumo: O Rio Grande do Sul tem como base da sua economia a produção agrícola, dentro da qual tem destaque a cultura da soja, do milho, do arroz, do feijão, do sorgo e do tabaco durante a estação quente do ano e do trigo durante a estação fria. Embora esses produtos tragam muitos benefícios econômicos, são também agentes causadores de contaminação e impacto ambiental, pois o uso de agrotóxicos, quando associados às práticas inadequadas de manipulação e manejo, podem representar riscos para o ambiente, especialmente para a qualidade da água, do solo e do ar. Por isso existe a necessidade de estudar os reais impactos causados pelas culturas, os métodos de manejo da cultura que minimizem ou reduzam esses impactos, bem como alternativas para remediar esses impactos. Outra questão de extrema importância são as alterações causadas pelas mudanças climáticas, tanto na dinâmica de agrotóxicos no ambiente, como na eficiência dos métodos de manejo adotados atualmente e as respostas das plantas. Em vista disto, neste projeto, serão realizados 50 experimentos, em cinco áreas de pesquisa. Na primeira área de pesquisa, os experimentos têm por objetivo estudar a eficiência agronômica dos herbicidas, procurando métodos de manejos mais eficientes. Na segunda linha de pesquisa, experimentos têm por objetivo estudar os efeitos de estresses abióticos com destaque para as mudanças climáticas globais sobre a persistência, seletividade e eficiência de herbicidas em plantas daninhas e cultivadas. Na terceira linha de pesquisa estudar a contaminação ambiental por agrotóxicos, estudando o seu transporte para o ambiente, formas de reduzir o seu transporte e de remediar água, solo e ar contaminado com os agrotóxicos. Na quarta linha de pesquisa estudar as mudanças climáticas, e alterações no crescimento e desenvolvimento das plantas, bem como selecionar as mais adaptadas frente a essas alterações. OBS: sequence de objetivos no projeto…

ver no Portal Institucional

Instrumento Realizado: Contrato

Dados Técnicos:

Dispensa de Licitação: 26/2017

Número do Instrumento: 11/2017

Número do Processo: 23110.002504/2017-79

Vigência do Instrumento: 01/06/2017 – 01/05/2021

Vigência do Projeto: 01/01/2017 – 31/12/2021

Coordenador: Luis Antonio de Avila

Fiscal Titular: Gustavo Maia Souza

Fiscal Suplente: Dirceu Agostinetto

Dados Financeiros:

Fundação responsável: Fundação Delfim Mendes Silveira

Valor nominal do Instrumento: R$ 3.570.000,00