INSTITUIÇÕES PARCEIRAS

As Coordenações em Rede constituem uma abordagem colaborativa. Isso requer liberdade de decisões dentro de suas áreas temáticas e grupos, garantindo-se variedade teórica e metodológica. O CEDEPEM, a partir de núcleos centrais (Universidades Federal Fluminense e Universidade Federal de Pelotas), conta com sete coordenações vinculadas às instituições parceiras e, portanto, o convívio entre parcerias tão amplas e distintas precisam basear-se na dialética das pluralidades e diversidades. Integram a Rede: A Escola de Guerra Naval (EGN), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco/Campus Caruaru, a Universidade Federal de Pernambuco, a Universidade Federal de Campina Grande, a Universidade Federal da Paraíba e a Universidad de Sevilla, PAIDI. Junta de Andalucía, Espanha.

.

 

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco tem como função social a oferta de uma educação pública de qualidade, gratuita e transformadora, que atenda às demandas sociais,  visando à inserção qualitativa dos cidadãos no mundo socioambiental e profissional, fundamentado em valores que respeitem a formação, a ética, a diversidade, a dignidade humana e a cultura de paz. Conheça o IFPE clicando aqui.

O Grupo de Investigação Planejamento Costeiro e Tecnologias de Informação Territorial, com uma experiência de mais de 25 anos, desenvolve atividades em diversos campos, congregando três aspectos básicos. Do ponto de vista temático, destaca-se a preocupação com o estudo dos processos naturais e problemas ambientais, dentre os quais se destacam os riscos naturais, as alterações climáticas ou a competição de usos e atividades no território. Do ponto de vista espacial, os estudos do grupo de investigação têm adotado desde escalas locais até estudos globais, com ênfase especial na investigação dos espaços costeiros, entendidos, na sua versão mais ampla, de zonas de transição entre os domínios continental e continental.

Por fim, como grande elo entre todos os estudos desenvolvidos por este Grupo de Investigação, faz-se necessário referir o seu compromisso, desde o início, com a utilização e aplicação dos Sistemas de Informação Geográfica (SIG), como recurso básico de um quadro técnico e geopolítico do ponto de vista metodológico. Assim, a vasta experiência na aplicação do SIG em campos de investigação multidisciplinares inclui fases e processos, como a captura de dados espaciais, sua modelação, armazenamento e gestão (bases de dados espaciais), seu tratamento e análise (ferramentas GIS) e um amplo leque de estratégias de divulgação, que vão desde a cartografia clássica até o uso dos mais avançados recursos de WEB-Mapping. Conheça o GIS and Coast clicando aqui.

Voltar