Início do conteúdo
Histórico

Histórico

O Biotério da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) foi fundado na década de 1980, por iniciativa de um grupo de professores do Departamento de Fisiologia e Farmacologia, do Instituto de Biologia, tendo como objetivo principal suprir as necessidades de animais para pesquisa desse departamento. Com o passar dos anos, em decorrência do crescimento de pesquisas envolvendo o uso de animais, o biotério cresceu, com o objetivo de atender as necessidades de outras unidades da UFPel. No ano de 1991, o Biotério deixou de ser departamental e passou a fazer parte do Gabinete do Reitor e, recentemente, esteve sob a responsabilidade da Faculdade de Medicina Veterinária. No ano de 2017, o Biotério Central passou a ser administrado pela Vice-Reitoria da UFPel.

Com o intuito de aprimorar o gerenciamento das atividades do Biotério Central, em 2018 foi criado um Comitê Gestor (Portaria UFPel nº 128, de 24 de janeiro de 2018), o qual é constituído por representantes dos Programas de Pós-Graduação da UFPel, usuários da estrutura desta unidade, bem como pelo médico veterinário responsável técnico. O processo de planejamento, execução e controle das atividades do Biotério é realizado junto ao Vice-Reitor, o Comitê Gestor, a chefia e seus funcionários.

O Biotério Central é uma unidade multiusuária da UFPel e atende as demandas de pesquisadores oriundos de diversos Programas de Pós-Graduação. Atualmente, os animais produzidos atendem aos Programas de Pós-Graduação em Bioquímica e Bioprospecção, Biotecnologia, Educação Física, Nutrição, Odontologia, Parasitologia, Química, Veterinária e Zootecnia, pertencentes às diversas unidades acadêmicas da UFPel. O Biotério Central da UFPel é um setor multidisciplinar que atende em torno de 40 projetos por ano, fornecendo roedores que são utilizados em pesquisas desenvolvidas internamente.

Em 2019, o Biotério Central da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) passou a integrar a Rede Nacional de Biotérios de Produção de Animais para Fins Científicos, Didáticos e Tecnológicos (REBIOTÉRIO), entidade ligada ao Conselho Nacional para Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) (http://cnpq.br/rebioterio-apresentacao).

Quadro 1. Contribuição do Biotério Central à Missão e à Visão da UFPel

UFPel Biotério Central
Missão Promover a formação integral e permanente do profissional, construindo o conhecimento e a cultura, comprometidos com os valores da vida com a construção e o progresso da sociedade. Integrar os diferentes setores da UFPel envolvidos em experimentação com o uso de roedores, através de um sistema capaz de propiciar os meios para que o ensino, a pesquisa, a extensão, ocorram em condições de excelência acadêmica e de valorização da vida em todas as suas práticas, com o compromisso de afirmar o primado da ética sobre a técnica. Proporcionar suporte no fornecimento e na manutenção de animais de laboratório para o desenvolvimento da pesquisa e atividades de ensino e extensão da UFPel.
Visão A UFPel será reconhecida como universidade de referência pelo comprometimento com a formação inovadora e empreendedora capaz de prestar para a sociedade serviços de qualidade, com dinamismo e criatividade.

Ser um Centro de apoio à pesquisa que utiliza animais de laboratório, seguindo os mais atuais preceitos éticos e científicos. Ser um disseminador da cultura da excelência na prestação de serviços de apoio ao ensino e pesquisa e ser referência nacional em seus processos de gestão.

 

    Notícias
  • Horário de Funcionamento

    Em função do turno único de funcionamento da UFPel, comunicamos que o Biotério Central estará funcionando das 8h as 14h no período de 28 de julho a 16 de agosto.