ago
25

Alteração de salas

A disciplina de Teorias Psicanalíticas (quarta-feira/ 3º semestre), a partir de agora, será na sala 309 e as displinas de Seminário Integrador I e História da Psicologia (quarta-feira/ 1º semestre) passarão para a Sala 302.

ago
11

Horário de atendimento do Colegiado da Psicologia

Segunda a sexta-feira, das 15h às 21h.

ago
11

Alteração de salas

O 7º semestre teve alteração de salas:

Segunda-feira –> A aula será no mini auditório (Seminário de  Métodos e Práticas Profissionais I:  Psicologia e Processos de Prevenção e Promoção de Saúde)

Terça-feira –> A aula será na sala 20 (Seminário de Métodos e Práticas Profissionais I: Psicologia e Processos de Gestão)

jul
19

Cronograma de correção matrículas 2016/2

02/08 – 9º e 7º semestres

03/08 – 3º e 5º semestres

04/08 – 1º semestre e transferências

05/08 – pendências

 

Horário: 09h às 13h

jul
19

Horário de funcionamento do colegiado da Psicologia no período de férias

25/07 a 29/07/2016 – 8h às 12h

01/08 a 05/08/2016 – 8h30min às 14h30min

jul
18

Horário de atendimento da coordenação no período de férias

Segunda-feira das 10:30 às 12:00

Terça-feira  das 10:00 às 12:00

Caso haja impossibilidade do aluno comparecer nesses horários, contatar a secretaria.

jul
14

Adesivos Faculdade de Medicina

Os adesivos para os carros dos alunos do curso encontram-se disponíveis no colegiado.

jul
07

Disponíveis os horários para o próximo semestre

Horários-2016.2

abr
12

Trancamentos de disciplinas

De 13/04 a 19/04.

Trazer a folha impressa e preenchida. trancamento de disciplina

abr
11

Nota Pela Democracia

Nota Pela Democracia

 

O colegiado do curso de psicologia da Universidade Federal de Pelotas vem manifestar-se, no sentido de deixar claro à alunos, professores e comunidade pelotense o seu posicionamento em relação aos graves acontecimentos jurídico-midiáticos ocorridos em março de 2016. Tal manifestação respalda-se em notas lançadas pelo Conselho Federal de Psicologia, pela Associação Brasileira de Psicologia Social e Pela Associação Brasileira e Ensino de Psicologia.

Assim, declaramos que:

 

  1. Somos veementemente contrários a toda forma de corrupção. Este mal que assola nosso país somente será combatido por um processo judicial ético, respeitoso as instituições democráticas. Não há como realizar este combate de forma ideológica, partidarizando o crime, dando a corrupção um carácter político-partidário. Nossa compreensão é de que o combate à corrupção deva ter um caráter republicano e não sensacionalista, e que puna de forma equânime todos que agem de forma ilegal. Não se pode, contudo, selecionar aquele que será punido a partir de interesses políticos que disputam projetos distintos de sociedade.
  2. Acreditamos que a legitimação de uma justiça seletiva, parcial e partidarizada dará condições de possibilidade para acirrar, ainda mais, a desigualdade social e a exploração dos economicamente desfavorecidos. Além de criar instabilidade nos direitos civis básicos, criminalizar e promover julgamentos públicos (midiatizados) em situações onde processos jurídicos não estejam em curso. Neste sentido queremos nos colocar, desde sempre, em defesa do direito de mulheres, negros, indígenas, jovens, população de rua e comunidade LGBT, que sofrem ameaças e violências.
  3. Repudiamos a emergência de um Estado Policial (Estado de Exceção), suas ameaças e violações a democracia.
  4. Condenamos as estratégias de manipulação empregadas pela grande mídia. Que em defesa de seus interesses econômicos vem provocando convulsões sociais, despertando sentimentos de ódio e descontrole nas manifestações populares. Chegando, muitas vezes, a potencializar ações e sentimentos protofascistas.
  5. Somos contrários a deposição de um governo democraticamente eleito sem que haja comprovação de crime de responsabilidade. Visto que tal destituição, caso venha a ocorrer, causará danos irreparáveis a democracia brasileira.

Posts mais antigos «