Lançamento dos editais dos programas de bolsas IC e IT

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal de Pelotas está divulgando, através das Coordenações de Pesquisa e de Inovação Tecnológica, os editais 2017/2018 dos programas de bolsas de iniciação científica e tecnológica.

A PRPPG solicita a leitura detalhada neste material para dirimir eventuais dúvidas e evitar erros que acabem por prejudicar a competitividade dos pedidos.

A distribuição de bolsas de iniciação científica permanece por concorrência dentro das áreas de avaliação das grandes áreas. A distribuição de bolsas de iniciação tecnológica foi modificada em relação aos editais anteriores. Nos editais 2017/2018, a distribuição será independente da área de avaliação, valorizando a produção tecnológica do participante. A distribuição procura dar condições de equidade quanto à avaliação do CV Lattes dos pesquisadores participantes dos editais de iniciação científica para que não haja assimetrias muito grandes quanto a pontuação do CV Lattes.

Outro quesito importante é a modificação do formulário de envio das propostas. Neste ano existem duas possibilidades de envio: iniciação científica (4 editais) e iniciação tecnológica (3 editais). Neste formulário deverão ser anexados no formato PDF, apenas a folha de cadastro do projeto no Cobalto e o plano de trabalho. O CV Lattes e a avaliação se darão através de software desenvolvido pela empresa Indeorum, incubada pela Conectar/UFPel.

Os pesquisadores com bolsa de produtividade em pesquisa ou desenvolvimento tecnológico receberão uma cota das bolsas CNPq (PIBIC  ou PIBITI) caso se inscrevam nos respectivos editais.

Em relação aos anos anteriores, o número máximo de bolsas por pesquisador será de 2 cotas (uma CNPq ou FAPERGS e uma Institucional/UFPel).

Neste ano, pela primeira vez, haverá o edital PBIP-IT que irá distribuir cotas institucionais para a área de inovação e de desenvolvimento tecnológico.

Da mesma forma, pela primeira vez, todas as bolsas institucionais (UFPel) de iniciação científica serão de ações afirmativas, considerando a vulnerabilidade econômica dos estudantes, estudantes negros e indígenas e pessoas com deficiência.

Um pesquisador somente poderá participar em uma área de avaliação, mesmo que faça mais de uma solicitação em editais distintos.

O plano de trabalho apresentado para bolsas PIBIC e PROBIC pode ser o mesmo, assim como entre as bolsas PIBITI e PROBITI.

Os pesquisadores que possuem bolsas de Iniciação Científica 2016/2017 (em qualquer um dos editais) devem participar como avaliadores do processo de distribuição de bolsa, caso convocado pelo comitê de bolsas de iniciação científica e tecnológica, sob pena de desclassificação dos pedidos de cotas 2017/2018.

Para concorrer as bolsas, os projetos deverão estar cadastrados no COBALTO e para implementação, aprovados no COCEPE até o dia 29 de julho de 2017. Os projetos deverão ter vigência mínima até 31 de julho de 2018, tempo da vigência das bolsas de iniciação científica e/ou tecnológica.

Ressaltamos que as inscrições irão até o dia 26 de maio de 2017 e deverão ser realizadas através do endereço http://www2.ufpel.edu.br/prppg/bolsas/.

Publicado em 08/05/2017, em Notícias.