Programas Estratégicos

São os conjuntos de atividades destinadas prioritariamente à comunidade externa e em consonância com o conceito de extensão do Plano Nacional de Extensão Universitária. Caracterizam-se por já estarem vinculados à PREC há algum tempo, por cumprirem com os temas e objetivos estratégicos do Plano de desenvolvimento Institucional, com as missão e diretrizes da PREC e com as políticas de extensão da Universidade. Em 2017, são esse:

 

Cine UFPEL – É órgão suplementar vinculado à Pró-Reitoria de Extensão e Cultura que se caracteriza como um espaço universitário para exibições de obras cinematográficas e audiovisuais;

 

Desafio – O Programa Desafio Pré-Universitário Popular é um curso voltado para uma parcela da classe menos favorecida ao acesso à Universidade Pública.Além de preparar seus alunos para o ingresso, busca resgatar a autonomia desses sujeitos. Opera desde agosto de 1993, sendo gerenciado por um grupo de alunos sob coordenação de um docente que administram as aulas ministradas por acadêmicos voluntários;

 

Divulgação e registro em Extensão – Programa que objetiva a geração de publicações e outros produtos com a finalidade de gerar registro sobre as ações de extensão da Universidade, bem como veículos de divulgação e debate da produção extensionista. Insere-se neste programa a manutenção da revista Expressa Extensão;

 

Núcleo de Teatro – Teve início em 1995. Dese esse ano, o Núcleo promove inúmeras ações socioculturais com a comunidade acadêmica da UFPel, pelotense e região, utilizando como fonte o campo do teatro;

 

Rede de Museus – A Rede de Museus, processos e acervos museológicos da UFPel, tem por missão reunir os museus, acervos técnico-científicos de caráter histórico e processos museológicos da Universidade com a finalidade de propor uma política para a área, de forma e desenvolver ações de gestão, valorização do patrimônio museológico e de aproximação com a comunidade;

 

Rondon – Anualmente, a UFPel submete propostas nos Editais do projeto Rondon, que existe desde 1968 e no presente é coordenado pelo Ministério da Defesa. A finalidade do projeto é integrar estudantes universitários com comunidades carente de diversas regiões do Brasil, com o objetivo de intensificar a formação de profissionais interessados no desenvolvimento sustentável das populações em estado de vulnerabilidade;

 

TECSOL – O Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Extensão e, Tecnologias Sociais e Economia Solidária é formado por docentes e discentes de diversas unidades acadêmicas com o objetivode atender as demandas de grupos de trabalhadores/produtores urbanos e rurais que buscam na universidade apoio técnico, científico e formativo para a consolidação de Empreendimentos Econômicos Solidários (EES);

 

UNATI (Universidade Aberta à Terceira Idade) – A primeira turma teve início em 2016 e foi certificada em abril de 2017. Contou com a participação de professores, técnicos e estudantes bolsistas e voluntários da Instituição. O projeto consiste em integrar pessoas idosas com a academia, ofertando melhor qualidade de vida, além de estimular a continuidade dos estudos, visando a recuperação da autoestima e fazendo com que criem vínculo com a comunidade da UFPel;

 

Vizinhança – Objetiva estabelecer uma relação de parceria com a comunidade vizinhança ao Campus Porto, buscando melhorar a qualidade de vida dos residentes da comunidade através de intervenções comunitárias como projetos culturais e educativos, oferta de atividades físicas, promoção da saúde e inclusão digital.