O Engenheiro da Terra

Imagem

 

O vídeo “O Engenheiro da Terra“, que  mostra como foi a concepção do Sítio PaleonDSC_6083tológico Gilberto Azevedo de Azevedo, local onde foi encontrado uma paleotoca de um Propraopus, foi selecionado no Circuito Tela Verde para a 7ª Mostra Nacional de Produção Audiovisual Independente.

Ao todo foram 79 vídeos recebidos e 28 vídeos foram selecionados para fazer parte da Mostra Nacional, a equipe do DEA avaliou diversos critérios, entre eles: impacto do vídeo, abordagem crítica, qualidade de áudio e vídeo e se o vídeo tem potencial para ser aproveitado em processos de Educação Ambiental.

Veja a notícia e mais vídeos no link: 7ª Mostra do Circuito Tela Verde.

Encontrado na Argentina a carapaça de gliptodonte muito bem preservada!

Imagem

GLIPTO

Na cidade Carlos Spegazzini Ezeiza encontrou-se, em um arroio, o que parecia ser uma “pedra”. A princípio a comunidade imaginou que seria um ovo de dinossauro.

Após escavada verificou-se que possivelmente se trata de um fóssil bem preservado de um gliptodonte!

A notícia pode ser acessada a partir dos links abaixo:

http://www.lanacion.com.ar/1857993-hallaron-restos-fosiles-que-podrian-ser-de-un-gliptodonte-en-ezeiza

http://www.24-horas.mx/descubren-huevo-gigante-de-gliptodonte-en-argentina/

 

Geo.Dia

Imagem

Um dia para celebrar a geodiversidade

Comunidade chegando nas Pedras das Guaritas!

Comunidade chegando nas Pedras das Guaritas!

O último sábado (21) foi um dia especial para o município de Caçapava do Sul. O grupo de pesquisa Patrimônio Natural, Geoconservação e Gestão da Água (Pangea), vinculado ao Programa de Pós-graduação em Geografia (PPGGeo) e ao Departamento de Geociências da UFSM, com apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE), promoveu o “geo.dia”, ou “dia da geodiversidade”, para celebrar o reconhecimento oficial daquele município como “capital gaúcha da geodiversidade”, título concedido pela Lei Ordinária Estadual 14.708, de 15 de julho de 2015.

Além do grupo da UFSM, o evento foi organizado e executado por docentes e acadêmicos da Unipampa de Caçapava do Sul (curso de Geologia), do Núcleo de Estudos em Paleontologia e Estratigrafia (Nepale) da UFPel, do Grupo de Pesquisa em Geomorfologia e Meio Ambiente, também da UFPel, além das secretarias municipais de Educação e Cultura/Turismo da prefeitura de Caçapava do Sul.

 

Município de Cristal pretende preservar a paleotoca da cidade

Profª. Karen Adami Rodrigues é convidada à participar de reunião que trata da preservação da paleotoca de Cristal – RS

Representantes da STE Engenharia e a paleontóloga Karen Adami Rodrigues da UFPel foram recebidos pela Prefeita Fábia para encontrar alternativas de preservação e utilização turística da paleotoca existente no município. Existe a orientação do Ministério Público de que o local seja preservado, e ao mesmo tempo, Cristal entende que este patrimônio histórico pode ser muito bem aproveitado pelo município e pela comunidade científica. Por ser comprovadamente uma rota de animais pré-históricos e por terem sido descobertas estruturas semelhantes em Tapes e Pelotas, a realização de um roteiro sobre o tema é bastante possível.

Fonte

Paleotoca

 

paleotoca

Interior da Paleotoca

A paleontóloga Karen Adami Rodrigues, professora da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), explica que a forma de abertura do buraco e as marcas de ranhuras na escavação remetem à uma espécie de tatu gigante. A paleotoca tem cerca de nove metros de comprimento e, segundo os cientistas, foi cavada há aproximadamente 10 mil anos.

Mais notícias:

Diário Popular – jornal local de Pelotas

G1