Divulgações do CIM

Programa Grito Pampeano – Rádio Federal FM 107,9

Partindo das necessidades de resgate de nossas manifestações artístico-culturais de caráter folclórico e de fomento de manifestações de projeção folclórica, e tendo consciência de que os usos, costumes, vocábulos, danças, ritmos, instrumentos musicais etc. tidos como típicos do Rio Grande do Sul não são, em sua maioria, exclusivos do território hoje pertencente ao nosso Estado e sim compartilhado por extensa área geográfica do centro sul da América do Sul, é que surgiu o Programa Grito Pampeano, com o objetivo de apresentar diferenciada seleção musical, que abrange toda esta região de semelhanças culturais marcantes.

A idéia do programa surgiu no início do ano de 2005, com os acadêmicos de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Pelotas, Bruno Donato e Eric Barreto, que passando do plano das idéias, resolveram tomar iniciativa. Por intermédio do acadêmico de Biologia Luciano Almeida, apresentaram a proposta à emissora da Universidade, a Rádio Federal FM, que recebeu o projeto e após algumas negociações abraçou a causa do Grito Pampeano, que começou a ir ao ar no final do mesmo ano. Em pouco mais de um ano no ar, o programa Grito Pampeano conseguiu satisfazer os ouvidos dos que já conheciam a música gaúcha da Argentina e Uruguai, e que sentiam a carência de um programa que as veiculasse. Conseguiu também fazer com que apreciadores da música nativista feita no Rio Grande do Sul, passassem a conhecer e admirar as obras equivalentes de além fronteiras e ainda cativou uma parcela significativa de ouvintes que não conheciam a música do homem de bota e bombacha.

O Programa Grito Pampeano acaba por congregar a importante colônia pessoas oriundas de países vizinhos que há em Pelotas e região. Serve como instrumento de fortalecimento do Cone Sul, por ser a arte e, notadamente a música, um elemento de integração de povos. Outra marca do programa é a veiculação de músicas de festivais nativistas do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, que acontece muitas vezes em primeira mão, algo importante uma vez que nestes festivais surgem os maiores talentos do nativismo.

Foi adotado como símbolo do programa o tahã, ou tarrã (Chauna torquata) ave de som peculiar e marcante, típica das planícies e banhados de nossa região. É a segunda maior ave voadora do mundo.

Com duração de duas horas, vai ao ar todos os domingos às 18 horas, reprisado nas quartas-feiras às 20 horas, na Rádio Federal FM 107,9 MHz.


Ouça ao vivo
a Federal FM!