Exposição “Advocacia Trabalhista Gaúcha: Origem e Trajetória” será exibida pela UFPel

Exposição “Advocacia Trabalhista Gaúcha: Origem e Trajetória” será inaugurada no Museu do Doce, em Pelotas/RS, juntamente ao Lançamento do Banco de Dados para o Acervo da Justiça do Trabalho, desenvolvido pela UFPel

Será inaugurada no próximo dia 25 de maio, às 18h, no Museu do Doce, em Pelotas/RS, a exposição “Advocacia Trabalhista Gaúcha: Origem e Trajetória”. O evento, idealizado em parceria com a Universidade Federal de Pelotas, ocorrerá por ocasião do lançamento do Banco de Dados para o Acervo da Justiça do Trabalho, desenvolvido pelo Núcleo de Documentação Histórica da UFPel.

Este Banco de Dados já disponibiliza, para conhecimento, os dez primeiros anos da documentação, sendo seu acesso irrestrito, através do endereço http://bancodedadosndh.com.br/.

No Banco constam várias informações como número do processo; data do início e do fim; nome do demandante; idade, profissão e estado civil do requerente; número da caixa em que está inserido; qual foi seu resultado final; um pequeno resumo da demanda; nome do advogado e do juiz; vara e o tipo de ação, se individual ou plúrima. Com estas informações será possível realizar pesquisas ao serem cruzadas informações dentre os processos e também a partir de outras documentações.

Sobre a exposição Advocacia Trabalhista Gaúcha, esta foi inaugurada pela primeira vez em 6 de abril de 2015, no saguão do prédio-sede do TRT4, apresentando painéis ilustrativos, fotografias, documentos, recortes de jornal e objetos que reconstroem a história da advocacia trabalhista no Estado.

Seu outro destaque é um vídeo de aproximadamente 10 minutos – versão reduzida de um documentário produzido pelo Memorial, que reuniu 23 entrevistas com advogados atuantes na Justiça Trabalhista. O documentário foi lançado em uma sessão de cinema no dia 2 de maio de 2016, como parte das comemorações aos 75 Anos da Justiça do Trabalho.

A inauguração da exposição em Pelotas faz parte do Projeto Itinerâncias, do Memorial, o qual visa permitir a circulação das exposições realizadas pelo Memorial em outros espaços, em especial nas instituições parceiras da Justiça do Trabalho e nas unidades judiciárias do interior.

Interessados em abrigar as exposições, podem contatar o Memorial pelo telefone (51) 3314.2310 ou pelo e-mail memorial@trt4.jus.br.

Publicado em 23/05/2017, em História, Notícias da Direção, Veja aqui todas as Notícias. Marcado com as tags História.