Projeto de Cooperação Internacional Brasil-Moçambique é aprovado

O Projeto de Cooperação Internacional “Filosofia Social: Desafios e Perspectivas Contemporâneas” do Departamento de Filosofia da UFPel (Brasil) com a Universidade Eduardo Mondlane (Moçambique) foi um dos 23 projetos aprovados pela CAPES. O objetivo geral do projeto é permitir a mobilidade entre discentes e docentes de ambas as universidades. Além disso, pretende-se estabelecer um vínculo estreito entre os pesquisadores no sentido de analisar as estratégias teóricas e práticas para enfrentar os desafios da normatização e transformação positiva de valores sociais tendo em vista o crescente processo de globalização e, também, os dispositivos de transformação adotados na formação de professores de filosofia.

images  download (2)

Laboratório de Informática

O Laboratório de Informática do Curso de Licenciatura em Filosofia na Modalidade a Distância será inaugurado na primeira semana de março de 2014. O espaço reservado para a atuação de professores e tutores a distância está sendo construído com o apoio da Coordenação UAB, da direção do IFISP e de responsáveis pela plataforma Moodle na UFPel. O laboratório funcionará na sala 214 do IFISP.

WP_20140213_007 (2)

Universidade Aberta do Brasil na CAPES: Expansão com Qualidade

download

Universidade Aberta do Brasil na CAPES: Expansão com Qualidade

João Carlos Teatini (*)

No dia 11 de dezembro de 2013, na sede da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, durante a solenidade de entrega dos Prêmios CAPES de Teses 2013, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, enfatizou o imenso desafio que é a educação brasileira: “Temos um atraso histórico muito grande. A expansão do ensino superior com qualidade é indispensável para dar oportunidade a todos que querem estudar e crescer. (…) Precisamos evoluir na educação para permitir uma inclusão social sustentável.”

Ao final de seu pronunciamento, descrevendo as ações do MEC para superar os desafios da formação superior, Mercadante destacou “a CAPES e o seu programa Universidade Aberta do Brasil, com cerca de 350 mil matrículas” como o principal instrumento da expansão com qualidade, em especial pela modalidade de educação a distância (EaD), um imperativo em um País com as nossas características.

Essa menção do Ministro, num momento da relevância da entrega dos Prêmios, soa como uma declaração que o Sistema UAB espera há meses, em termos do fomento e sustentabilidade futura na CAPES. Tal fato ratifica, ainda, afirmação anterior de Mercadante, de não ser possível “atender a expansão da demanda por ensino superior no Brasil a não ser pela educação a distância”. Como confirmação, as duas chamadas públicas da UAB em 2013 somaram uma oferta de quase 150 mil vagas, para entradas no 2º. Semestre e em 2014, o que poderá, no próximo ano, conduzir a um montante de meio milhão de alunos, 40% do total da EaD superior no Brasil!

Menos de um mês antes, na abertura do Encontro Nacional de Polos da UAB, o Secretário Executivo do MEC, José Henrique Paim, citou a excelência da CAPES na pós-graduação como fator decisivo na atribuição do Sistema UAB a esta agência, explicando: “Não tenho dúvidas de que se a CAPES não tivesse trilhado esse caminho, não chegaríamos à situação que estamos hoje, fazendo este evento, que vai discutir o que já foi conquistado e, ao mesmo tempo, refletir no que é preciso fazer para melhorar e ampliar este sistema”.

Esse Encontro em Brasília veio concluir um roteiro de sete Encontros Regionais com mais de mil participantes – coordenadores e mantenedores de Polos – municípios, estados e instituições de ensino superior (IES) públicas integrantes da UAB, para discussões sobre a gestão e integração do Sistema, trocas de experiências e o compartilhamento de estudos sobre EaD.

As palavras do Ministro e do Secretário Executivo são decisivas para coroar este final de 2013, em que o orçamento da União foi aprovado apenas em maio, gerando dificuldades na suplementação de recursos de custeio às IES formadoras de milhares de profissionais, em especial professores da educação básica, pois elas, mais que parceiras da CAPES, são verdadeiras co-gestoras do Sistema UAB.

Brasília, 19 de dezembro de 2013

(*) Diretor de Educação a Distância – DED/CAPES