Sobre o Curso

ATENÇÃO

Fiquem atentos, em breve será publicado edital para nova turma de 2017.

cropped-cropped-cropped-cropped-logo1.png

 

 

Área: Educação ambiental

Forma de oferta: Semi- presencial (com tutoria à distância)

Departamento responsável: Microbiologia e Parasitologia – Instituto de Biologia

 

Objetivos

Geral: Propiciar formação continuada, teórico- prática para professores da educação básica, educadores líderes comunitários, no âmbito da pós-graduação lato sensu em Educação Ambiental, com ênfase na organização de espaços educadores sustentáveis.

Específicos:

– Ampliar o acesso à formação continuada para profissionais da educação básica, contribuindo com uma educação contextualizada na realidade sócio- ambiental;

– Contribuir para o aprimoramento da atuação de professores, técnicos e gestores nos sistemas públicos de ensino;

– Fazer o levantamento de dados e diagnósticos que subsidiem pesquisas sobre a efetividade da Educação Ambiental nas escolas e a qualidade de vida da comunidade e entorno;

– Ampliar, por intermédio da EAD, o acesso às tecnologias educacionais;

– Possibilitar a reflexão sobre os referenciais teórico-práticos relacionados à Sustentabilidade, configurada como um dos objetivos da Educação Ambiental;

– Formar educadores na identificação de demandas, planejamento e execução de projetos de educação ambiental, articulando e potencializando as oportunidades apresentadas por programas nacionais do sistema público de ensino, visando a sustentabilidade socioambiental;

– Estimular a constituição de grupos de pesquisa e de ação em educação ambiental;

– Oportunizar a construção de estratégias pedagógicas e adaptações didáticas que integrem a Educação Ambiental no cotidiano escolar, garantindo a qualidade de vida da comunidade e seu entorno;

– Possibilitar a construção de material didático, que referencie as propostas e integre os projetos realizados no decorrer do curso, difundindo conhecimentos e estimulando a adoção das práticas de sucesso;

– Incentivar a transformação das escolas em espaços educadores sustentáveis

 

Público-alvo

Professores, técnicos e gestores educacionais que atuam na educação básica, graduados no ensino superior, não há restrição de área. Os cursistas deverão estar em exercício nos sistemas públicos estaduais/ municipais/movimentos sociais/ONGs.

Serão destinadas até 20% das vagas para demanda social. Público de demanda social compreende: gestor ou técnico da Secretaria (estadual/municipal) de Educação, integrante da Comissão Interinstitucional Estadual de Educação Ambiental (CIEA), integrante da Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida na Escola/COM-VIDA, integrante de Centros Familiares de Formação por Alternância (rede CEFFAs: Escolas famílias agrícolas – EFAs, Casas Familiares Rurais – CFRs e Escolas Comunitárias Rurais – ECRs), integrante do Conselho (estadual/municipal) de Educação, integrante do Conselho Estadual de Educação Escolar Indígena e pessoas atuantes em movimentos sociais e ONGs na área, desde que atendam a exigência de nível de escolaridade.

 

Concepção do programa

O curso Especialização em Educação Ambiental com Ênfase em Espaços Educadores Sustentáveis aborda questões essenciais para o desenvolvimento da educação ambiental nas escolas, como inter e transdisciplinariedade, o projeto político-pedagógico, a formação de redes, movimentos de juventude e outros aspectos relacionados à gestão ambiental

na escola e na comunidade, considerando as mudanças ambientais globais e a construção de espaços educadores sustentáveis.

A presente proposta iniciou-se em 2013, junto à Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão – SECADI, como proposta de curso de atualização para professores da rede pública de ensino. Em reunião técnica realizada em Brasília, nos dias 29-30 de outubro de 2013, a diretoria de Educação ambiental da SECADI apresentou como demanda importante para UFPel um curso de especialização (e não de atualização). Nessa ocasião, então, foi firmado acordo verbal de oferta de especialização, a fim de que se iniciasse, então, a estruturação de um curso de especialização conforme a ementa de curso proposta e financiada pela SECADI e o regimento geral da UFPel.

A SECADI fomenta melhoria da educação através da realização de cursos para professores atuantes na rede pública de ensino, fornecendo recursos para custeio através da ação 20RJ – Apoio à capacitação e formação inicial e continuada de professores, funcionários e gestores para educação básica. Em adição ao custeio do curso, o FNDE supre a equipe organizadora e os tutores com bolsas mensais durante o período de duração do curso. Tanto o curso, quanto o custeio e as bolsas dependem de aprovação do MEC, e por isso, o curso proposto se inicia após a emissão de um “parecer de aprovação” que é enviado ao coordenador da proposta. Quando o parecer de aprovação fôr emitido, é importante que o curso já esteja aprovado internamente na Instituição para que se inicie.