Notícias
  • Curso de Licenciatura em Educação do Campo promove Feira de Ciências e Tecnologias

    Feira de Ciência e Tecnologias em Santana do Livramento (Foto: Alexandra Carambula)

    As atividades curriculares do curso de Licenciatura em Educação do Campo da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), na modalidade a distância, mobilizaram a comunidade escolar de quatro municípios para a realização da Feira de Ciências e Tecnologias, de 29 de junho a 1º de julho. Os polos de São José do Norte (28/06), Sobradinho (29/06), Santana do Livramento (30/06) e Hulha Negra (01/07) receberam cerca de 250 estudantes do Ensino Médio e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) para conhecer os trabalhos desenvolvidos no curso e integrarem-se à proposta. A Feira é o resultado da parceria com outros grupos da Instituição: o Laboratório Multilinguagens e o Programa de Educação Tutorial (PET) ­­– Grupo de Ação e Pesquisa em Educação Popular (Gape).

    Na oportunidade, cada estudante apresentou dois experimentos de Ciências e Tecnologias, os quais versaram, principalmente, sobre Meio Ambiente e Agroecologia. Como um dos eixos pedagógicos do curso, a Feira de Ciências e Tecnologias, na forma de projeto de extensão, buscou envolver os 71 estudantes do curso e as escolas que atuam nos municípios. Alguns destaques são os projetos produzidos, respectivamente, em São José do Norte e Santana do Livramento: a demonstração de como a energia eólica é transformada em eletricidade, o que retrata a realidade local; e a montagem de um microscópio.

    Experimento sobre energia eólica na Feira de São José do Norte (Foto: Rose de Miranda)

    Para a professora da UFPel Rose Adriana de Miranda, a Feira proporcionou um espaço de redescoberta do Ensino de Ciências no Ensino Fundamental e o desenvolvimento da autoestima dos acadêmicos. “O impacto maior é a empolgação de trabalhar com Ensino de Ciências. Os estudantes não achavam que seriam capazes de produzir esse tipo de conteúdo dentro da escola. Eles se encantaram”, avalia.

    O Curso

    Como parte de políticas públicas voltadas às comunidades tradicionais e à democratização do acesso ao Ensino Superior, a UFPel oferece desde 2009 o curso de Licenciatura em Educação do Campo na modalidade EAD. Desde então, mais de 430 professores, com formação voltada para as características culturais de suas comunidades, já se formaram no curso, distribuídos em 25 municípios no Rio Grande do Sul. A cada oferta, os eixos de ensino-aprendizagem são pensados de acordo com as características locais. “Cada região tem a sua peculiaridade. Em cada uma, o Ensino é trabalhado de forma diferenciada”, explica a coordenadora, Vânia Thies, o que demanda o planejamento curricular e pedagógico direcionado para contextos específicos.

    Conforme a coordenadora, por meio da Licenciatura em Educação do Campo EAD da UFPel, muitas comunidades do estado experienciaram o primeiro contato com o Ensino Superior. “O curso ajuda a potencializar a voz do município, olhar para si mesmo, para uma região que é tipicamente rural. A Educação do Campo vem dar voz, visibilidade e fazer vir à tona o que é ser um município rural e as suas potencialidades”, analisa. O curso conta, atualmente, com cinco tutores, presenciais e a distância; oito professores e supervisores de estágio. Para março de 2017, a expectativa é de que 71 estudantes concluam a formação específica para trabalharem em escolas do campo.

    Novos projetos

    O curso de Licenciatura em Educação do Campo da UFPel está em fase de encerramento de suas atividades. No entanto, tendo em vista a importância da temática para as comunidades tradicionais, estão em desenvolvimento, em outras instâncias, projetos que darão continuidade à proposta, como cursos de pós-graduação lato e stricto sensu.

  • UFPel amplia acervo de livros digitais

    Mais de 6,5 mil livros digitais estarão à disposição da comunidade acadêmica da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). O acervo da Minha Biblioteca, uma das maiores empresas do segmento, será acessado diretamente pelo sistema de gerenciamento das Bibliotecas da UFPel, o Pergamum. As consultas poderão ser realizadas por qualquer dispositivo conectado à Internet. O contrato de três anos da UFPel com a Minha Biblioteca permite o acesso simultâneo de até 23 mil usuários ao acervo, em todas as áreas do conhecimento, sem a necessidade de registrar empréstimos ou reservas. Os usuários também poderão imprimir um percentual das páginas dos livros e fazer marcações e anotações. Mais informações estão disponíveis no site da UFPel.

    banner-vem-aí_UFPEL_780x300px

  • EAD da UFPel é aprovada para a oferta de vagas em 2016

    A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação (MEC), divulgou na quinta-feira (23) a lista de Instituições Públicas de Ensino Superior (Ipes) habilitadas a ofertar vagas em 2016 para os cursos na modalidade de Educação a Distância. A homologação é resultado da avaliação das propostas submetidas ao Edital nº 75/2014 (oferta de vagas em cursos superiores na modalidade a distância no âmbito do Sistema Universidade Aberta do Brasil). Das 84 Instituições contempladas pelo edital, estão inclusas as Universidades Federais de Pelotas (UFPel), do Rio Grande (FURG), de Santa Maria (UFSM) e do Rio Grande do Sul (UFRGS). Conforme a Capes, ainda serão divulgados as vagas, cursos e polos aprovados.

  • UFPel é representada no Fórum Nacional do sistema UAB

    Instituições Públicas participam do Fórum sistema UAB, de 28 a 29 de junho, em Brasília

    Para discutir a proposta de uma nova articulação com o sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), a Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e outras 90 Instituições Públicas de Ensino Superior (Ipes) integram, de 28 a 29 de junho, em Brasília, a 4ª Reunião Extraordinária do Fórum Nacional do sistema UAB. A UFPel é representada no encontro pelo coordenador adjunto institucional da UAB, Robinson dos Santos.

    Na pauta do evento, também está em discussão a proposta de reconfigurar a relação das Instituições com a Direção de Educação a Distância (DED), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (Capes/MEC). Outro destaque da programação é a reunião dos coordenadores de Educação a Distância das Ipes com o diretor geral da DED/Capes, Jean Mutzig, para avaliar o panorama da EAD no País e as perspectivas para a modalidade, considerando a atual conjuntura política. Ao final do evento, serão estabelecidos em plenária os encaminhamentos e propostas pontuais do Fórum de coordenadores para a DED/Capes.

  • Educação a Distância: Equipe Multidisciplinar retoma atividades na UFPel

    Uma série de projetos na área de Educação a Distância (EAD) está em desenvolvimento na Universidade Federal de Pelotas (UFPel), com o reinício das atividades da Equipe Multidisciplinar da Coordenação de Programas de Educação a Distância (Cped). A equipe, que retomou as suas atividades em junho, é composta por cinco professores-pesquisadores, vinculados ao sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), com formação nas áreas de Letras, Comunicação Social e Design Digital. Entre as suas funções, estão a assistência às atividades dos cursos e o desenvolvimento de projetos de Ensino e divulgação científica. A Equipe Multidisciplinar atende no 3º andar do prédio da antiga fábrica Cotada eEquipe Multidisciplinar pelo e-mail eadmultidisciplinar@ufpel.edu.br.

    Com o objetivo de socializar o conhecimento produzido na Educação a Distância, está prevista a criação de uma editora on-line, aberta à participação da comunidade, e de uma plataforma digital para a livre disponibilização das produções acadêmicas. Na área de Comunicação Social, os próximos projetos da Cped/UFPel serão a reformulação do site www.ufpel.edu.br/ead e a criação de espaços em mídias sociais para divulgação das atividades de Educação a Distância, com informações sobre oportunidades, perfis dos cursos da UFPel, materiais pedagógicos e capacitações.

    Para tanto, está em formulação a nova identidade visual da EAD na Universidade. A marca representará os conceitos que guiam a política institucional: democratização do acesso ao Ensino Superior e construção compartilhada do conhecimento. A Equipe Multidisciplinar também atua nos projetos de estruturação dos espaços de webconferência e dos estúdios de audiovisual. A intenção é de que a Universidade tenha um lugar qualificado para gravação de materiais para EAD. Nesses espaços, os professores contarão com o apoio da Equipe Multidisciplinar para elaboração e edição de videoaulas.

    EAD na UFPel: panorama e perspectivas

    Atualmente, a UFPel oferece os cursos de graduação em Licenciatura em Educação no Campo, Matemática, Filosofia, Letras – Espanhol e Pedagogia. Mesmo com a situação de contingenciamento econômico da Educação em âmbito nacional, a UFPel atua em 19 polos no Rio Grande do Sul, oportunizando o acesso ao Ensino Superior a 885 acadêmicos. O universo de profissionais, para essa demanda, é de 61 tutores e 43 professores-pesquisadores. Mais de 3,1 mil já se formaram nos cursos EAD da UFPel.

    Para o coordenador da Cped, Keberson Bresolin, a modalidade de Educação a Distância nas Instituições Públicas de Ensino Superior (Ipes) está consolidada no País. As avaliações positivas dos cursos pelos órgãos governamentais e a absorção dos egressos pelo mercado de trabalho atestam a qualidade da modalidade EAD. “A UAB realmente democratizou o Ensino Superior. Atingimos regiões e municípios, com Ensino de qualidade”, avalia.

    Um dos movimentos da Cped é discutir com a comunidade acadêmica sobre a institucionalização do modelo de educação a distância, a partir de características próprias da UFPel. Hoje, os cursos oferecidos pelas Instituições Públicas de Ensino Superior (Ipes) estão, em grande medida, abarcados pelas políticas que marcaram o sistema UAB. “Pensamos em alternativas na educação a distância para fortalecer a modalidade. Para isso, precisamos fazer um longo debate e incluir muitas pessoas nessa discussão”, diz. A proposta da UFPel de institucionalização da EAD está em alinhamento com as perspectivas nacionais sobre a Educação a Distância, mobilizadas pela Associação Universidade em Rede (UniRede).

  • Edital 001/2016 – Coordenação de Programas de Educação a Distância/Universidade Aberta do Brasil

    Aberto edital de 27/04/2016 a 6/05/2016 —

    Vagas conf. Anexo II do Edital supramencionado.

    Ficha de Inscrição em DOC.

    ANEXO II

    REQUISITOS e VAGAS

    Vagas Requisitos (titulação mínima)
    1 Vaga na área de Letras

    – Graduação concluída em Letras Português

     

    1 Vaga na área de Informática

    – Graduação concluída em Informática, Design Digital

     

    1 Vaga na área de Comunicação/Jornalismo/Cinema

    – Graduação concluída em Cinema /ou Jornalismo /ou Comunicação