Notícias
  • Concurso premia pesquisadores com viagem à Inglaterra

    Pela primeira vez, cientistas de todo o Brasil poderão participar do concurso FameLab – iniciativa do British Council que visa aproximar a ciência do público leigo por meio do desenvolvimento de competências de comunicação. As inscrições podem ser feitas online até 08/03!

    Realizado no Brasil em parceria com CNPQ, CONFAP e FAPESP, o FameLab é uma das maiores competições de comunicação científica do mundo, presente em 32 países. A final internacional do evento, que contará com a presença do brasileiro que vencer a etapa nacional, acontece no Festival de Ciência de Cheltenham, na Inglaterra.

    Para participar do FameLab, bolsistas brasileiros de Mestrado, Doutorado, Doutorado Direto e Pós-Doutorado das áreas de Ciências da Vida, Ciências Exatas e Engenharia devem enviar um vídeo que seja divertido e dinâmico direcionado ao público leigo, sobre um tema científico de sua escolha, sem a utilização de qualquer dispositivo eletrônico (como Power Point), edição ou efeitos especiais. O vídeo deve ser apresentado em inglês e português, com duração máxima de 3 minutos para cada versão. As inscrições estão abertas até 08/03 no site.

    Um painel de jurados composto por cientistas e especialistas em comunicação vai selecionar 20 candidatos para a segunda fase. Nesta etapa, os participantes deverão subir ao palco e apresentar os temas científicos ao vivo para público e júri. Por fim, 10 pesquisadores serão escolhidos para a final nacional e passarão por um workshop exclusivo de comunicação científica com especialistas britânicos.

    A final nacional do FameLab, aberta ao público, será realizada em 28 de abril. O vencedor vai representar o Brasil na etapa internacional do evento, que reúne cientistas de diversos países e acontece entre 6 e 11 de junho em Cheltenham, no Reino Unido.

    O FameLab foi lançado em 2004 pelo Festival de Ciência de Cheltenham, na Inglaterra, e está presente em 32 países. Tem como objetivos promover a aproximação entre cientistas e público em geral e incentivar o desenvolvimento de competências entre pesquisadores.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/famelab-premia-pesquisadores-com-viagem-a-inglaterra/

  • Hackaton da Globo premia vencedores com viagem ao Vale do Silício

    Nos dias 15 e 16 de abril, a casa do Big Brother Brasil, no Rio de Janeiro, recebe grandes quantidades de pizza, energético e laptops para a terceira edição do Hackaton da Globo – uma maratona de tecnologia promovida pela empresa.

    Os hackatons têm ganhado popularidade no mundo todo ao longo dos últimos anos. A ideia dessas maratonas é reunir hackers, programadores, desenvolvedores e inventores para criar projetos que transformem problemas em soluções digitais.

    No Hackaton da Globo, os cerca de 50 participantes serão divididos em grupos e terão trinta e três horas para criar e prototipar um projeto de acordo com o tema de 2017, “O futuro da produção e distribuição de conteúdo no jornalismo, esporte e entretenimento?” – tudo em uma transmissão online ao vivo, estilo BBB mesmo. 

    Estágio de verão no Vale do Silício? Saiba como é a experiência

    Hackaton da Globo

    Para participar, é preciso apenas ser maior de idade. “Buscamos pessoas apaixonadas por tecnologia, que tenham boas ideias e estejam a fim de construir um projeto legal junto com a Globo”, resume Suzana Freitas, especialista em recursos humanos da empresa. Interessou-se? A inscrição é gratuita e pode ser feita online até 12/3.

    Os resultados podem ser os mais diversos possíveis, e edições passadas já viram projetos de robótica, aplicativos, mobile e realidade virtual, entre outros. O grupo vencedor ganha uma visita de três dias ao Vale do Silício e também há prêmios para quem ficar em segundo e terceiro lugar. 

    E mesmo quem ficar fora do pódio pode ver sua ideia vingar: Suzana conta que, em dois anos, vinte projetos já foram desenvolvidos e outro está atualmente sendo incubado pela empresa. 

    Anote na Agenda:

    Hackaton Globo 2017
    15 a 15/4, no Rio de Janeiro
    Inscreva-se aqui até 12/3

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/hackaton-da-globo-premia-vencedores-com-viagem-ao-vale-do-silicio/

  • Competição online premia estudante com viagem à Suécia

    A Chalmers University of Technology. em Gotemburgo, capital da Suécia, está com inscrições abertas para uma competição online de conhecimentos gerais que tem como prêmio uma viagem com tudo pago ao país. Estudantes podem participar até o dia 29 de março.

    Podem se candidatar estudantes e formados na área de Engenharia, Arquitetura e ciências, de uma forma geral. Para participar, é preciso preencher três questionários de conhecimentos gerais, matemática e inglês e enviar uma carta de motivação. A participação é gratuita através deste link.

    O vencedor ganhará uma viagem com todas as despesas pagas à Suécia no mês de maio – prêmio com um valor estimado de 20 mil coroas suecas, ou 7 mil reais.

    A Chalmers é a mais antiga universidade técnica da Suécia – tendo sido fundada em 1829. Aproximadamente 40% dos engenheiros e arquitetos do país nórdico são ex-alunos da instituição. Além de estar entre as 140 melhores universidades do mundo – de acordo com o ranking QS – a instituição também está entre as 40 que mais possuem ex-alunos ocupando cargos de direção (CEO) em companhias globais.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/chalmers-competicao-online-premia-estudante-com-viagem-a-suecia/

  • Israel oferece bolsa para brasileiros em curso de verão

    Estudantes do primeiro ano da faculdade podem concorrer a bolsas para o International Summer Science Institute, a escola de verão do Instituto Weizmann de Ciências, em Rehovot, Israel.

    Esta é uma oportunidade única de participar de pesquisa científica de ponta, se relacionar com cientistas, conhecer Israel e dividir a bancada com cerca de 80 jovens de vários países.

    O International Summer Science Institute acontecerá de 4 a 30 de julho de 2017. Neste período, o Instituto Weizmann abrirá seus mais modernos laboratórios nas áreas de bioquímica, biologia, química, matemática, ciência da computação e física para os futuros cientistas.

    Trabalho de bancada e seminários de área serão o foco durante as primeiras semanas. Na sequência, o grupo realizará trabalho de campo próximo ao Mar Morto. Ali, os estudantes terão a oportunidade de pesquisar em tópicos multidisciplinares incluindo biologia, geografia, história e arqueologia.

    Como participar:

    O concurso é aberto a estudantes de todo o Brasil recém formados no segundo grau ou que estejam cursando o primeiro ano do ensino superior. É essencial ter domínio do inglês.

    Para participar do processo seletivo é necessário preencher a ficha de inscrição no site. A data limite para envio dos dados da ficha de inscrição e da redação é 13 de março de 2017. Conheça todos os detalhes AQUI.

    Na segunda fase do processo, os candidatos selecionados serão entrevistados em inglês, por Skype. As entrevistas acontecerão no dia 23 de março. Candidatos convocados para essa fase serão notificados por e-mail/telefone. O resultado será divulgado no dia 24 de março.

    Os candidatos selecionados receberão bolsa integral que inclui viagem, estadia e taxas de atividades. A bolsa é financiada pelo Grupo dos Amigos do Instituto Weizmann-Brasil.

    Das cinco vagas disponíveis para o Brasil, três serão preenchidas pelos candidatos escolhidos por meio desta convocatória. Os outros dois alunos serão escolhidos nas feiras de ciências Mostratec e Febrace.

    Saiba mais sobre o Instituto Weizmann de Ciências: 

    Localizado em Rehovot, Israel, o Instituto Weizmann é uma das mais respeitadas instituições de pesquisa multidisciplinar no mundo. Abriga cerca de três mil cientistas, estudantes, técnicos e equipe de apoio. O Instituto está sempre em busca de novos caminhos para combater doenças e a fome, desenvolver novas tecnologias e materiais, e criar estratégias para proteger o meio ambiente.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/bolsas-para-brasileiros-em-curso-de-verao-em-israel/

  • Concurso dá viagem de graça para a Europa para escrever sobre a experiência

    O World Nomads está com inscrições abertas para um concurso que dá viagem de graça para passar 10 dias nos Balcãs e lá fazer um curso sobre escrever sobre viagem. As inscrições vão até 21 de março  e para participar é necessário ter 18 anos, ser fluente em inglês e não ser um escritor profissional. O prêmio cobre todas as despesas dos selecionados.

    Para poder participar, você precisa escrever uma redação em inglês de 2.500 caracteres sobre uma experiência de viagem em torno de um dos seguintes temas:

    ‘Making a local connection’
    ‘Out of my comfort zone’
    ‘A place I’ll never forget’

    Depois de enviar seu texto, você precisa planejar o seu itinerário para a viagem de 10 dias pelos Balcãs, contando duas experiências pela região que você gostaria de escrever sobre em sua viagem. Além disso, também é necessário preencher o de inscrição com seus dados de contato e enviar um texto de no máximo 1500 caracteres sobre “por que você deve ser escolhido e o que a oportunidade vai significar para você”. O texto precisa ser em inglês e vai ter um peso grande na decisão dos jurados. Além da viagem de 10 dias, os vencedores participam de um workshop de três dias sobre escrita de viagem e outros aspectos práticos para poder viver disso.

    A bolsa vai cobrir todas as despesas com voos, acomodação, alimentação e seguro saúde. O processo de inscrição é todo online e deve ser feito em inglês.  Não é possível se inscrever mais de uma vez.  Vale lembrar que depois de aplicar, você não será capaz de voltar e editar a sua história! Então, certifique-se de que você está completamente satisfeito com a sua candidatura antes de passar para os próximos passos. Os três vencedores serão anunciados em 12 de abril e a viagem inicia em 5 de junho.

    Vale lembrar que escritores profissionais não podem se inscrever. Eles consideram pessoas com textos publicados regularmente em blogs comerciais, jornais, revistas ou revistas de viagem. Quem ganha mais de 25% de sua renda escrevendo também não pode concorrer. Se você só tenha poucas coisas publicadas ou mantenha um blog de viagem regular, mas que não é sua fonte de renda, você pode se inscrever. O concurso é aberto a participantes de qualquer nacionalidade.

    Veja as respostas para as dúvidas mais frequentes sobre o concurso
    Faça a sua inscrição
    Leia o edital completo

    FONTE: http://partiuintercambio.org/bolsas-de-estudo/concurso-da-viagem-para-escrever-sobre-experiencia/

  • Bolsa para mestrado e doutorado na Coreia do Sul

    Estão abertas até 10 de março as  inscrições para  seis bolsas para fazer mestrado na Coreia do Sul e doutorado no país. As bolsas são oferecidas pela embaixada da Coreia do Sul no Brasil e têm duração de dois anos (mestrado) e quatro anos (doutorado). Obviamente, eles oferecem um ano de curso de coreano para os selecionados.

    Para pode se candidatar você precisa ter menos de 40 anos, ter terminado a graduação ou mestrado até 31 de agosto de 2017, ter proficiência em inglês, ter 80% de aproveitamento no curso anterior (no mínimo). Na sua candidatura ainda é necessário enviar uma carta de motivação, formulário de inscrição, carta de recomendação, plano de estudo e projeto de pesquisa e outros formulários e certificados especificados na chamada. Além disso, o governo coreano ainda solicita que os candidatos mandem traduções juramentadas do histórico escolar, diploma e o certificado de cidadania brasileira.

    As bolsas cobrem todos os custos dos selecionados. Ou seja: passagem área, custos com o curso, quantia mensal para moradia, seguro saúde e curso de coreano estão cobertos pela bolsa para os selecionados.  Todos os documentos para a candidatura devem ser enviados em inglês e a bolsa cobre as mais diversas áreas do conhecimento, para  ver a relação de cursos disponíveis e universidades coreanas consulte o Study in Korea, onde também é possível encontrar outras informações sobre bolsas de estudos na Coreia do Sul. Todo o material exigido deve ser enviado pelo correio até 10 de março para:

    Assessor de Relações Públicas da Embaixada da Coreia do Sul
    SEN – Avenida das Nações – Lote 14
    Asa Norte, Brasília – DF, 70436-900, Brasil

    Dúvidas podem ser enviadas por e-mail para: coreiabrasil@gmail.com

    Os formulários de inscrição que precisam ser enviados estão no site Study in Korea
    Veja o edital da chamada de bolsas para mestrado na Coreia
    Veja um FAQ com respostas para as perguntas mais frequentes sobre a seleção
    Veja as instruções para concorrer às bolsas

    FONTE: http://partiuintercambio.org/bolsas-de-estudo/mestrado-na-coreia-do-sul/

  • Bolsas em Taiwan para graduação, pós e PhD

    Taiwan pode não ser o destino mais óbvio para quem está pensando em fazer uma pós-graduação no exterior – mas com certeza não deveria ser riscado da lista de opções logo de cara. Além de possuir universidades de qualidade que estão galgando a cada ano posições nos rankings internacionais, o pequeno país também faz um esforço enorme para atrair talentos do mundo todo para suas salas de aulas e balcões de pesquisa.

    E isso se desdobra em… bolsas de estudos. Bastante generosas, inclusive. Uma das principais é a oferecida pelo Fundo de Cooperação e Desenvolvimento Internacional do país (ICDF), que cobre todas as despesas de estudantes de graduação, pós-graduação e PhD em universidades parceiras do programa. Para a edição 2017, as inscrições serão recebidas até 17 de março.

    O fundo cobre todas as taxas do programa acadêmico escolhido, acomodação, seguro saúde, passagens de ida e volta, um valor para ser gasto com livros e entre 12 e 17 mil dólares mensais para manutenção no país.

    Para a edição 2017 do programa, há um total de 31 programas de estudos conveniados – entre graduação, mestrado e PhD. Neste documento, é possível consultar a lista completa de programas e os requerimentos específicos de cada um.

    Os interessados devem enviar sua candidatura à universidade de interesse, cumprindo com os requisitos específicos do programa escolhido, e então enviar uma série de documentos para a Embaixada ou Consulado do Taiwan no Brasil. Entre os documentos solicitados estão diploma (de Ensino Médio, Graduação ou Mestrado), comprovante de proficiência e duas cartas de recomendação. Confira aqui mais detalhes sobre o processo de candidatura.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/bolsas-em-taiwan-para-graduacao-pos-e-phd/

  • 10 instituições que oferecem bolsa para estudantes de cinema e audiovisual

     #1 Kodak Student Scholarship Program, internacional
    A Kodak oferece duas bolsas para estudantes de cinema, que incluem um prêmio em dinheiro, entre 2 e 4 mil dólares, além de um auxílio financeiro para realização de projetos futuros. Universidades que possuem um programa de cinema, produção audiovisual ou cinematografia (inclusive brasileiras) podem indicar até 2 estudantes para concorrer às bolsas anuais. As bolsas são concedidas com base no potencial do estudante e sua performance acadêmica, no caso da Kodak Student Scholarship Award; ou com base apenas na análise da amostra de produção enviada ao júri, no caso da Kodak Student Cinematography Scholarship Award. As inscrições podem ser feitas até maio de cada ano, através do site.

    #2 Universidade do Sul da Califórnia, nos Estados Unidos
    Além do benefício de estudar cinema perto do maior polo de produção audiovisual do mundo, os candidatos à graduação e pós-graduação em cinema da Universidade do Sul da Califórnia também podem concorrer a uma diversidade de bolsas. A Robert Rodriguez Fellowship e a The Grillo-Marxuach Fellowship são direcionadas a estudantes de pós-graduação que tenham projetos voltados à representação da cultura latino-americana. A Robert Rodriguez oferece aos estudantes bolsas de até 25 mil dólares por ano acadêmico, além de mentoria e estágios; já a The Grillo-Marxuach (criada pelo ex-aluno da USC e vencedor do Emmy pelo roteiro e produção da série Lost) contempla apenas estudantes do programa MFA Writing for Screen and Television. Outra bolsa famosa é a The George Lucas Support Fund For Diversity, voltada a estudantes de graduação ou pós-graduação que pertençam a grupos subrepresentados na indústria do entretenimento. Os estudantes também podem concorrer a algumas das bolsas oferecidas pela própria USC. As candidaturas devem ser enviadas até fevereiro de cada ano.

    #3 Universidade de South Wales, na Austrália
    A bolsa Art & Design International Scholarship oferece isenção total dos valores do curso pela duração do programa de Mestrado na instituição. A seleção é feira com base em mérito acadêmico e análise do projeto proposto. As inscrições estão abertas até 30 de novembro

    #4 Universidade de Concordia, no Canadá
    Candidatos ao programa de Master of Fine Arts com foco em Film Production da Universidade de Concordia, em Montréal, Canadá, podem concorrer às bolsas oferecidas tanto pela universidade quanto por instituições parceiras. Todas as bolsas podem ser pesquisadas aqui, com filtro para “Estudantes Internacionais” e “Cinema”. Além disso, estudantes internacionais também podem trabalhar até 20 horas semanais dentro da universidade, em um programa de Work and Study que baseia sua seleção na necessidade financeira do estudante.

    #5 Francis D. Lyon Scholarship, internacional
    Esta bolsa, oferecida pela fraternidade Phi Delta Theta, da Universidade da Califórnia – Los Angeles, é uma homenagem ao cineasta Francis D. “Pete”, Lyon, que estabeleceu o prêmio em 1966. Podem concorrer estudantes de pós-graduação em audiovisual que sejam ou não membros da fraternidade. As bolsas são no valor aproximado de 2,5 mil dólares e as inscrições devem ser feitas através do site em maio de cada ano.

    #6 Universidade de Colorado-Boulder, nos Estados Unidos
    Com um programa renomado e premiado de cinema, não é raro que a Boulder tenha estudantes escolhidos para receber bolsas de estágio no Instituto Sundance. Candidatos aceitos para o seu programa de graduação em Film Studies podem concorrer às bolsas Presidential Scholarship, no valor de 55 mil dólares; Chancellor Scholarship, no valor de 25 mil dólares, além das bolsas do departamento de Artes e Humanidades, no valor de 12 mil dólares. Além disso, atuais alunos de graduação e pós-graduação podem concorrer a bolsas para realização dos seus projetos de produção audiovisual, que variam de 200 a 2 mil dólares americanos. As inscrições se encerram em janeiro de cada ano.

    #7 New York Film Academy, nos Estados Unidos
    Uma das instituições mais renomadas de cinema dos Estados Unidos, a NYFA oferece bolsas parciais mediante comprovação de necessidade financeira para estudantes internacionais – benefícios válidos tanto para os cursos mais curtos, de um ano, quanto para bacharelado e mestrado completo. Além disso, estudantes internacionais que possuam um diploma de bacharelado na área também são elegíveis a uma bolsa de 500 dólares por ano. Há diversas opções de programas com início em setembro ou em janeiro nos campus de Los Angeles, Nova York e South Beach (Florida), e as datas de inscrição variam de acordo com o curso escolhido.

    #8 New York University, Estados Unidos
    Todos os estudantes internacionais que se inscrevem para um mestrado nos programas de audiovisual da NYU são automaticamente considerados para auxílio financeiro do departamento. Já candidatos a programas de graduação devem preencher um formulário de auxílio financeiro, que será enviado juntamente da inscrição. Além disso, a instituição também elaborou um guia com possíveis prêmios e bolsas externas a que podem concorrer seus estudantes de graduação e pós-graduação.

    #9 Bristol University, Reino Unido
    A Universidade de Bristol oferece uma série de bolsas com valores a partir de 10 mil libras anuais para estudantes aceitos para programas de doutorado na Faculdade de Artes. Os candidatos devem demostrar excelência acadêmica e potencial para pesquisa, além de serem aceitos para um programa de doutorado na instituição. As inscrições se encerram em janeiro de cada ano. Além disso, a Universidade também é uma das parceiras do projeto Santander Universidades, que oferece bolsas de até 5 mil libras para estudantes da América do Sul que desejem realizar um mestrado na instituição.

    #10 Universidade de East Anglia, Reino Unido
    Todos os estudantes aceitos para os programas de pós-graduação no departamento de Artes serão automaticamente considerados para as bolsas de Excelência Internacional – cujo valor cobre entre 25% e 50% dos valores de anuidade do curso. Candidatos à graduação também podem concorrer às bolsas de mérito Vice Chancellor’s Prize, no valor de 50% da anuidade, e International UG Prizes, no valor de 25% da anuidade. As inscrições se encerram em junho de cada ano.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/10-bolsas-para-estudar-cinema-no-exterior/

  • Bolsas de Apoio à Formação Acadêmica de Mulheres Latino-Americanas

    O Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais (CLACSO) anunciou cem bolsas integrais em homenagem à ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, que faleceu no último dia 3. Em associação com a FLACSO Brasil (Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais) e a UMET (Universidad Metropolitana para la Educación y el Trabajo), a iniciativa concederá o benefício apenas a mulheres que venham de países da América Latina e Caribe. O prazo para inscrição varia de acordo com o curso escolhido.

    As bolsas Marisa Letícia Lula da Silva dão acesso a cursos de especialização e cursos internacionais (com menor carga horária e sem o status de pós-graduação) oferecidos pela FLACSO a partir de março. Ao todo, são quatro temas possíveis, oferecidos exclusivamente na modalidade virtual: Política Pública e Justiça de Gênero, Políticas Públicas para a Igualdade na América Latina, Epistemologias do Sul, e Direitos Humanos e Estudos Críticos do Direito.

    Cada curso conta com professores e seminaristas de destaque na área, que tenham consolidado suas carreiras com estudos sobre países latino-americanos e caribenhos. Na formação em Políticas Públicas para a Igualdade na América Latina, por exemplo, a lista inclui nomes como o de José Pepe Mujica (ex-presidente do Uruguai) e Boaventura de Sousa Santos (sociólogo catedrático da Universidade de Coimbra).

    Metade das bolsas disponíveis será destinada a brasileiras que estudam, são docentes ou pesquisadoras em instituições de ensino no Brasil. Também têm prioridade as candidatas que alegam dificuldades em pagar os cursos oferecidos pela organização, ou que façam parte de movimentos sociais, sindicatos e partidos, com foco em direitos humanos, feminismo e justiça social. Para se candidatar, é necessário preencher o cadastro no site da CLACSO.

    Confira aqui o edital completo da bolsa.

    Para interessados nos temas que não possuam a bolsa, o custo integral dos cursos gira em torno de 1500 dólares, com desconto para associados da CLACSO e instituições parceiras. Também nesses casos, as inscrições têm prazo determinado no site.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/bolsas-marisa-leticia/

  • Edital nº 01/2017 – Bolsas PROMISAES – Resultado

    Conforme disposto no Edital nº 01/2017, a Coordenação de Relações Internacionais torna pública a classificação dos selecionados para as Bolsas PROMISAES 2017:

    1º Juncris Namaya Junior

    2º Esdras Barros Cardoso

    3º Larissa Darlene da Luz Frederico Tavares

    4º Zélia Domenica Ferreira Zego

    5º Pedro Alcantro Lima

    6º Gil Ascenção Pires Vera-Cruz

    7º Jan Patric Stufkens Salgado

    8º Camila Alejandra Loayza Villena