Notícias
  • UFPel entre as melhores universidades do mundo

    Três universidades do Rio Grande do Sul estão na lista das melhores instituições de Ensino Superior do mundo, segundo levantamento da consultoria britânica Times Higher Education (THE) divulgado nesta terça-feira (5). A Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) é a melhor colocada, seguida pela Federal de Pelotas (UFPel) e pela Pontifícia Universidade Católica (PUCRS).

    Foram incluídas na edição deste ano do ranking THE, considerado a principal classificação do Ensino Superior, mil instituições de ensino de 77 países. Nas melhores posições estão universidades da Inglaterra e dos Estados Unidos, com a britânica Oxford na primeira posição.

    Entre as latino-americanas, a melhor colocada é a Universidade de São Paulo (USP), que permanece na posição entre 251 e 300. A UFRGS está em oitavo lugar entre as brasileiras, e mantém a mesma posição no ranking em relação ao ano passado – entre 601 e 800. A UFPel, que em 2016 não entrou na lista, aparece entre as classificações 801 e 1000. A PUCRS também está entre 801-1000, e caiu em relação à edição anterior, quando figurava entre 601-800.

    Presente no levantamento do ano passado, a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) não aparece na classificação divulgada hoje. Mesmo assim, o Rio Grande do Sul mantém três instituições na lista em função da entrada da UFPel.

    Brasileiras no ranking

    251–300 – Universidade de São Paulo (USP)
    401–500 – Universidade de Campinas (Unicamp)
    501–600 – Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)
    601–800 – Universidade Federal do ABC (UFABC)
    601–800 – Universidade Federal de Itajubá (Unifei)
    601–800 – Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
    601–800 – Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
    601–800 – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
    601–800 – Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)
    601–800 – Universidade Estadual Paulista (Unesp)
    801–1000 – Universidade de Brasília (UnB)
    801–1000 – Universidade Federal do Ceará (UFC)
    801–1000 – Universidade Federal de Pelotas (UFPel)
    801–1000 – Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
    801–1000 – Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
    801–1000 – Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
    801–1000 – Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
    801–1000 – Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)
    801–1000 – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)
    801–1000 – Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj)
    801–1000 – Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

    Queda na presença brasileira
    O ranking de melhores universidades do mundo é divulgado anualmente e leva em conta 13 indicadores, reunidos em cinco categorias: ambiente de ensino, inovação, internacionalização, pesquisa (volume e investimento) e citações (a influência da pesquisa).

    O editor do levantamento, Phil Baty, ressalta a redução de instituições brasileiras no ranking. São 21 este ano, contra 27 na edição do ano passado. Segundo ele, universidades da América Latina têm enfrentado dificuldades em função da crise econômica.

    — As universidades latino-americanas receberam menos investimentos, e isso tem reflexos no ranking. A região precisa investir nas instituições e melhorar a qualidade do ensino e da pesquisa — afirma.

    As universidades federais têm enfrentado redução de investimentos nos últimos anos. A UFRGS, por exemplo, projeta um déficit de mais de R$ 15 milhões somente este ano. Os efeitos da crise também é sentido na pesquisa, após a redução em 44% no orçamento do Ministério da Ciência e Tecnologia em 2017.

    Instituições privadas também enfrentam dificuldade. O Censo do Ensino Superior, divulgado na semana passada, aponta para a primeira queda no número de matrículas em 11 anos.

    Melhores do mundo

    1 University of Oxford – Reino Unido
    2 University of Cambridge – Reino Unido
    3 California Institute of Technology – Estados Unidos
    4 Stanford University – Estados Unidos
    5 Massachusetts Institute of Technology – Estados Unidos
    6 Harvard University – Estados Unidos
    7 Princeton University – Estados Unidos
    8 Imperial College London – Reino Unido
    9 University of Chicago – Estados Unidos
    10 ETH Zurich – Suíça

     

    Fonte: Zero Hora – http://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/educacao/noticia/2017/09/rs-tem-tres-universidades-em-ranking-de-melhores-do-mundo-9888665.html

  • Bolsas para a Universidade de Brunei Darussalam (UBD)

    Estão abertas as inscrições para o Programa de Mobilidade Acadêmica oferecido pela Universidade de Brunei Darussalam (UBD), em Brunei.

    A UBD, Instituição parceira do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras, oferece 3 vagas em seu Programa de Mobilidade Acadêmica para alunos de graduação de todas as áreas do conhecimento matriculados em Universidades Associadas ao GCUB. A mobi­lidade acontecerá entre os meses de janeiro e maio de 2018 e as aulas serão ministradas em inglês.

    Os candidatos selecionados serão isentos de taxas acadêmicas, mas deve­rão custear os demais gastos relacionados à viagem e ao período de estudos em Brunei. Outras informações a respeito do Programa estão no Edital UBD – GCUB 002-2017, que se encontra no seguinte link: https://goo.gl/S7CnxM.

    A UBD oferece disciplinas em inglês nos seguintes cursos:
    Bachelor of Arts
     English Language and Linguistics
     English Literature
     Environmental Studies
     Geography and Development
     Historical and International Studies
     Sociology & Anthropology

    Bachelor of Business
     Business Administration
     Economics
     Accounting and Finance

    Bachelor of Health Sciences
     Medicine
     Biomedical Science
     Nursing
     Midwifery

    Bachelor of Science
     Biology
     Chemistry
     Computer Science
     Geology
     Mathematics

    Bachelor of Engineering
     Energy Systems Engineering
     Information Communication Systems
    Engineering
     Manufacturing Systems Engineering
     Chemical and Process Engineering

  • OEA oferece bolsas para mestrado em políticas públicas na Coreia do Sul

    A Organização dos Estados Americanos (OEA), em parceria com a KDI School of Public Policy and Management, abriu inscrições para quatro bolsas de estudo na área de políticas públicas na Coreia. Os interessados podem se candidatar a um dos programas de mestrado que têm duração de um ano: Master of Public Management, Master of Public Policy ou Master of Development Policy. As inscrições são feitas online e devem ser realizadas até 6 de outubro.

    Os cursos começam em fevereiro de 2018. No caso do Master of Public Management, a bolsa cobre o valor total de anuidade do programa e uma bolsa-auxílio mensal de 833 a 1000 dólares. Nos cursos voltados para Public Policy e Development Policy, a bolsa também contempla os gastos com passagens aéreas de ida e volta para a Coreia do Sul.

    Cabe aos candidatos arcar com os custos de seguro-saúde e vistos, além de materiais e livros.

    Como se candidatar ao curso de políticas públicas na Coreia

    Para se candidatar, é necessário ter um diploma de bacharelado e bom nível de inglês, comprovado por testes como TOEFL e IELTS, já que todas as aulas são conduzidas no idioma. Para os cursos de Public Policy e Development Policy, os interessados devem possuir, no mínimo, seis anos de experiência no setor público. Para o Master of Public Management, não é exigida experiência no setor. É necessário também ser admitido pelo processo seletivo da KDI.

    A inscrição é feita online e quem se candidata deve enviar documentos como currículo em inglês, cópia do diploma, histórico da graduação e cópia do passaporte. Também devem ser enviadas duas cartas de recomendação e um statement of purpose em inglês para a KDI, bem como certificados de exames de proficiência. Confira informações sobre a candidatura no edital para a bolsa.

    Sobre a KDI

    A escola coreana foi fundada em 1997 e volta-se para as áreas ligadas às políticas públicas para formar uma nova geração de líderes na área. Metade dos alunos da KDI vem de outros países e frequenta as disciplinas ministradas em inglês. Como a instituição destaca, a formação é baseada em estudos de caso, discussões em sala e projetos desenvolvidos pelos alunos.

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/oea-mestrado-politicas-publicas-coreia/

  • “Empreenda Santander” oferece prêmios e bolsas para universitários e Startups

    O Santander, com o apoio da Endeavor, lançou o Empreenda Santander 2K17 – um programa com o objetivo de incentivar ideias e projetos empreendedores pelo Brasil. O programa é uma evolução dos Prêmios Santander Universidades, realizado até 2015. As inscrições estão abertas até o dia 04/09 para as categorias Universitário Empreendedor e Startup.

    Serão 17 negócios que receberão apoio financeiro, bolsas de estudo e mentoria. O foco é fomentar a cultura empreendedora, apoiar seus autores na viabilização de suas ideias, e consequentemente prosperar seus negócios.

    Empreenda Santander – Categoria Universitário Empreendedor

    categoria Universitário Empreendedor tem por objetivo apoiar ideias para se tornarem futuros negócios. Os autores dos 4 melhores projetos participarão de um programa exclusivo de pré-aceleração da ACE por 6 meses. Dentre esses, um projeto será escolhido para receber R$ 100 mil, além de bolsas de estudo para o líder do projeto e seu professor orientador na Babson College, em Boston, nos Estados Unidos.

    Além disso, todos os inscritos nesta categoria terão acesso a um curso online de Empreendedorismo da Babson College.

    Podem se candidatar alunos de graduação e pós-graduação matriculados em Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras reconhecidas pelo MEC. Todos os membros do time deverão ser alunos da mesma IES e a equipe, ou a inscrição individual, deve indicar um professor orientador também da mesma IES. Cada proponente poderá enviar apenas um projeto ou ideia.

    Você pode obter mais informações e se inscrever nesta categoria aqui.

    Empreenda Santander – Categoria Startup

    Já a categoria Startup visa acelerar startups com alto potencial de crescimento em todo país. As 7 finalistas participarão de um programa exclusivo de aceleração da Endeavor Brasil por 6 meses e a melhor startup receberá R$ 100 mil, além de bolsas de estudo para os seus membros (limitado a 5 pessoas) para um curso Boot Camp na Babson College, em Boston, nos Estados Unidos.

    Adicionalmente, todos os inscritos nesta categoria terão acesso a conteúdos sobre empreendedorismo disponibilizados pela Endeavor.

    Podem se candidatar empreendedores de startups (com CNPJ) de todos os setores. Serão consideradas Startups empresas jovens, inovadoras, com alto potencial de crescimento e que exerçam suas atividades em um cenário de incerteza com relação ao seu modelo de negócio e de seu produto. Nesta categoria, cada candidato (individual ou equipe) pode participar com mais de um projeto, desde de seja de startups distintas.

    Quer saber mais e se inscrever? Clique aqui!

    FONTE: https://www.estudarfora.org.br/empreenda-santander-2k17/?utm_source=Push&utm_medium=PushNotification&utm_campaign=pushnotificationsef

  • Inscrições abertas para bolsas de estudo na Holanda

    Interessados em estudar na Holanda podem se inscrever para um dos programas internacionais da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). Há bolsas de doutorado sanduíche, pós-doutorado e graduação sanduíche em instituições de ensino superior brasileiras e holandesas.

    O objetivo do programa é apoiar projetos conjuntos de pesquisa favorecendo o intercâmbio de estudantes e pesquisadores, consolidando a cooperação bilateral entre Brasil e Holanda.

    As áreas contempladas são ciências biológicas, engenharias, ciências médicas (ciências da saúde), ciências agrícolas, ciências sociais aplicadas, ciências humanas e artes. A duração prevista é de dois anos, com possibilidade de prorrogação por igual período a critério da agência financiadora.

    O estudante selecionado para as bolsas ganhará também recursos de custeio para seguro-saúde e verba para despesas relativas às atividades da parceria desenvolvida no Brasil.

    Os requisitos são: ser brasileiro nato, naturalizado ou portador de visto permanente e, devidamente matriculado em universidade brasileira participante do projeto; e não ter sido bolsista no exterior, na mesma modalidade, em função de programa ou projeto financiado por agência pública de fomento.

    As inscrições vão até o dia 15 de setembro de 2017. Confira mais informações sobre as modalidades e condições no site da Capes.

    FONTE: https://catracalivre.com.br/geral/educacao-3/indicacao/inscricoes-abertas-para-bolsas-de-estudo-na-holanda/

  • 6 cursos gratuitos sobre computação oferecidos pela Microsoft

    De forma gratuita, a Microsoft oferece seis cursos de alfabetização digital, com o objetivo de ensinar conceitos e habilidades básicas da computação para que as pessoas possam usar a tecnologia informática no cotidiano.

    As aulas (em inglês) são disponibilizadas por meio da Alison, plataforma grátis de ensino global. Por lá, também há cursos publicados pelo Google, Cambridge, MIT e outras instituições de renome.

    Ao completar os cursos com pontuação de 80% ou mais em cada uma das avaliações, o estudante pode solicitar um certificado de conclusão de curso. Atenção: as aulas são gratuitas, mas o certificado pode ser cobrado. Verifique as condições no site da Alison.

    Confira os cursos abaixo:

    1. Computer Basics

    2. The Internet and the World Wide Web

    3. Productivity Programs

    4. Computer Security and Privacy

    5. Digital Lifestyles

    6. IT Basics, Internet & Productivity Programs

     

    FONTE: https://catracalivre.com.br/geral/educacao-3/indicacao/6-cursos-gratuitos-sobre-computacao-oferecidos-pela-microsoft/

  • Universidade de Roma tem curso on-line grátis sobre arqueologia

    Sapienza University of Rome, a mais antiga instituição de Roma, na Itália, oferece um curso totalmente gratuito na área de arqueologia. O conteúdo está disponível na plataforma de ensino on-line Coursera e qualquer interessado em descobrir os fundamentos históricos e culturais da humanidade pode participar.

    O curso Recuperando o Passado da Humanidade e Salvando o Patrimônio Universal (Recovering the Humankind’s Past and Saving the Universal Heritage) vai abordar elementos básicos da arqueologia, além de técnicas de investigação, preservação e difusão do patrimônio histórico mundial.

    O aluno irá acompanhar a evolução e as mudanças da arqueologia e suas contribuições às ciências humanas e naturais para fazer reconstruções históricas de forma científica. Com uma visão multidisciplinar, o curso traz conhecimentos arqueológicos profundos baseados no uso das tecnologias ICT (Tecnologias da Informação e da Comunicação, na sigla traduzida).

    Técnicas básicas de digitalização de objetos culturais e a obtenção de cópias digitais 3D de diversos artefatos físicos, como estátuas, vasos ou até mesmo sítios arqueológicos também estão no programa. Para saber mais sobre o curso e se inscrever clique aqui.

    ATENÇÃO: O curso é gratuito, mas se optar para receber o certificado é necessário ser aprovado com um mínimo de aproveitamento em todas as tarefas e testes propostos e pagar uma taxa de até US$ 49.

    FONTE: https://catracalivre.com.br/geral/educacao-3/indicacao/universidade-de-roma-tem-curso-on-line-gratis-sobre-arqueologia/

  • Governo da Nova Zelândia oferta bolsas de estudo de R$ 60 mil

    O governo da Nova Zelândia acaba de lançar a nova etapa do programa New Zealand International Doctoral Research Scholarships (NZIDRS), que oferece bolsas de doutorado para estudantes internacionais, sem restrição de curso ou instituição.

    As bolsas de estudo contemplarão os alunos com a isenção das taxas anuais da universidade, ajuda de custo anual no valor de NZ$ 25,000 (aproximadamente R$ 57.350) e uma cobertura de até NZ$ 600 (aproximadamente R$ 1.376,40) anuais em seguro-saúde. Os benefícios poderão ser concedidos por até três anos. O custo de um doutorado na Nova Zelândia gira em torno de US$ 4 mil a US$ 5 mil (R$ 12 mil a R$ 16 mil) ao ano.

    Para se candidatar, o estudante deverá ter sido avaliado com excelência em sua última graduação concluída e ter sido aceito em alguma das oito universidades do país, todas classificadas entre as 450 melhores do mundo, segundo o QS World University Rankings 2018 (confira a relação das universidades aqui). Estudantes que começaram seus cursos na Nova Zelândia a partir de julho de 2016 também poderão concorrer às bolsas.

    Os benefícios serão concedidos aos 5% dos candidatos mais bem qualificados. Não há limite de bolsas. Em média, são concedidas oito bolsas por programa.

    Entre os atrativos para o estudante de pós-graduação estão os benefícios estendidos à família. Companheiros de estudantes de pós-graduação podem solicitar o visto de trabalho aberto e em período integral (válido também para casais do mesmo gênero).

    Já os filhos de portadores de visto de trabalho podem frequentar as escolas públicas como estudantes domésticos, o que permite estudar gratuitamente na rede pública do país (avaliada entre as melhores do mundo pelo exame PISA – Programa Internacional de Avaliação de Estudantes).

    As inscrições poderão ser feitas até o dia 30 de agosto de 2017, por meio do site oficial do programa.

    FONTE: https://catracalivre.com.br/geral/educacao-3/indicacao/governo-da-nova-zelandia-oferta-bolsas-de-estudo-de-r-60-mil/

  • Curso de francês on-line e gratuito pela Universidade de Nantes

    Universidade de Nantes abriu as inscrições para o terceiro módulo do seu curso de francês dedicado aos estudantes de nível intermediário (B1). Clique aqui para saber mais detalhes sobre esse curso e também como se inscrever.

    Se quiser mais conteúdos sobre o idioma francês e o mundo francófono, acesse a página no Facebook.
    FONTE: https://catracalivre.com.br/geral/educacao-3/indicacao/curso-de-frances-on-line-e-gratuito-pela-universidade-de-nantes/

  • Universidade de Navarra oferece cursos gratuitos pela internet

    Universidade de Navarra, na Espanha, oferece cursos que podem ser feitos gratuitamente no ambiente on-line. Há cursos em diversas áreas, como direito, história e medicina.

    As aulas são disponibilizadas por meio da plataforma Miríada X, que também reúne cursos em dezenas de universidades conceituadas da América Latina.

    Os conteúdos em vídeo trazem material complementar, avaliações e um fórum de discussões para que os estudantes tirem suas dúvidas com os professores. Veja aqui todos os cursos.

    Confira no site oficial da instituição quais cursos estão com as inscrições abertas. Bons estudos!

    FONTE: https://catracalivre.com.br/geral/educacao-3/indicacao/universidade-de-navarra-oferece-16-cursos-gratuitos-pela-internet/