Passei! E agora?

Antes de tudo, parabéns! A UFPEL sente-se orgulhosa por tua escolha e te parabeniza pela conquista que tivestes em poder fazer parte de uma universidade comprometida com tua formação pessoal e profissional. Sejas muito bem vindo/a à comunidade acadêmica UFPEL!

Agora, prestes atenção para os seguintes procedimentos administrativos de modo a teres tua matricula efetivada em nossa instituição.

1.     O setor na UFPEL responsável pelas matrículas e gestão acadêmica é a Coordenação de Registros Acadêmicos – CRA. Neste site você encontrará todas as informações referentes às matrículas, bem como os Editais em sua íntegra.

2.     As matriculas de ingresso SISU são feitas de forma presencial e as datas e horários devem ser obedecidos de forma rigorosa.

3.     A documentação necessária é a seguinte:

  • Ficha de cadastro* preenchida, impressa, e assinada disponível em  https://cobalto.ufpel.edu.br/academico/sisu/fichaOnlinePublico ;
  • Declaração de Renda Per Capita Familiar (Anexo I – Apenas para candidatos cotistas que necessitam comprovar renda);
  • Declaração de Etnia (Anexo II – Apenas para candidatos cotistas que concorrem por cotas étnicas);
  • Declaração de Ensino Médio de Escola Pública (Anexo III – Apenas para candidatos cotistas que tenham obtido certificado de conclusão com base no resultado do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM, do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos – ENCCEJA ou de Exames de Certificação de Competência ou de Avaliação de Jovens e Adultos realizados pelos sistemas estaduais de ensino).
  • Uma foto 3 x 4 atual e de frente;
  • Cópia simples acompanhada do original** da Carteira de Identidade atualizada, de modo que seja possível o reconhecimento por foto e assinatura (o candidato deverá ter mais de 15 anos na data de expedição do documento) ou cópia simples acompanhada do original**do protocolo de pedido da Carteira de Identidade feito junto ao órgão responsável;
  • Cópia simples acompanhada do original** do Título de Eleitor;
  • Cópia simples acompanhada do original** do CPF;
  • Cópia simples acompanhada do original** de documento que comprove que está em dia com as obrigações militares;
  • Cópia simples acompanhada do original** da Certidão de Nascimento ou Casamento, conforme o caso;
  • Cópia simples acompanhada do original** do Histórico Escolar do Ensino Médio;
  • Cópia simples acompanhada do original** do Certificado de Conclusão do Ensino Médio ou do Diploma do Ensino Médio;
  • Parecer da equivalência de estudos da Secretaria da Educação, para candidatos que tenham realizado estudos equivalentes ao Ensino Médio, no todo ou em parte, no exterior;
  • Os documentos estrangeiros deverão ser autenticados pela Autoridade Consular Brasileira, no país de origem, e acompanhados da respectiva tradução oficial, caso necessário (Língua diferente do Português ou Espanhol);
  • Cópia simples acompanhada do original** do passaporte e visto de permanência no Brasil, ou da carteira nacional de estrangeiro (em se tratando de candidato estrangeiro).* O preenchimento da Ficha de Cadastro é OBRIGATÓRIO. Não serão aceitas fichas preenchidas manualmente.**Na impossibilidade de apresentar o original, a cópia deverá ser autenticada em cartório.

Observe: Caso o candidato já tenha concluído curso superior poderá apresentar cópia autenticada ou cópia simples acompanhada do original do histórico e do diploma do respectivo curso. O candidato participante do Programa Universidade para todos – PROUNI, só poderá efetuar matrícula no Curso referente a este processo seletivo, mediante desistência do curso anterior e apresentação da documentação comprobatória.

Atenção: A Lei 12.089, de 11 de novembro de 2009, “Proíbe que uma mesma pessoa ocupe 02 (duas) vagas simultaneamente em instituições públicas de ensino superior.” Candidatos que já ocupem vaga em algum curso da UFPel, deverão cancelar a matrícula anterior (o que, não ocorrendo, acarretará automaticamente o cancelamento da matrícula mais recente), valendo como comunicação prevista no artigo 3º da Lei 12089/09 a assinatura na ata de matrícula. Candidatos que já ocupem vaga em outra instituição pública de ensino superior terão o prazo de 5 (cinco) dias úteis a contar do primeiro dia útil posterior à efetivação da matrícula para entregar documento que comprove o cancelamento do vínculo na instituição de origem.

Importante! Caso você não possa comparecer na UFPEL para fazer sua matrícula, a mesma poderá ser feita:

Estudantes menores:
Pai, mãe ou representante legal com comprovação através de documento com foto ou por terceiros com procuração com firma reconhecida em cartório.

Estudantes maiores:
Pai, mãe ou terceiros; através de procuração com firma reconhecida em cartório.

 

Os candidatos aprovados para matrícula pela reserva de vagas (Lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012), deverão ter cursado integralmente o ensino médio em escola pública, situação comprovada através do histórico escolar,  ou deverão declarar ter cursado o Ensino Médio em escola pública (o modelo da declaração estará anexado ao edital de matrícula) e deverá ser apresentada somente pelos candidatos cotistas que tenham obtido certificado de conclusão com base no resultado do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM, do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos – ENCCEJA ou de Exames de Certificação de Competência ou de Avaliação de Jovens e Adultos realizados pelos sistemas estaduais de ensino.

Os candidatos aprovados para matrícula nas modalidades L1 e L2 deverão observar o atendimento ao Edital da PRAE referente a análise socioeconômica.

Atenção:
A documentação solicitada é referente ao candidato(a) e a todas as pessoas que compõem o grupo familiar e que dependem da(s) mesma(s) renda(s).
DOCUMENTOS NECESSÁRIOS, de todos que compõem o grupo familiar, inclusive do(a) candidato(a), PARA REALIZAÇÃO DA ENTREVISTA COM O ASSISTENTE SOCIAL:
– Xerox e original dos seguintes documentos:
a) 01 cópia do RG (frente e verso);
b) CPF de todos que compõem o grupo familiar, inclusive do(a) candidato(a);
c) Certidão de nascimento dos menores de 18 anos de idade.
Caso conste na composição familiar parentes de segundo e/ou terceiro grau (exemplos: primos, sobrinhos, etc.) o(a) candidato(a) deverá apresentar termo de guarda e/ou tutela do mesmo. Candidato(a), pais, cônjuges e/ou outros membros da família maiores de 18 anos que residam no mesmo domicílio familiar deverão também apresentar:
d) Quando houver, apresentar cópia dos documentos referentes à tutela, adoção, termo de guarda e responsabilidade ou documento expedido por juiz;
e) Cópia da certidão de casamento ou de união estável dos pais/responsáveis e/ou do(a) candidato(a), quando for o caso;
f) Cópia da certidão de separação e/ou divórcio dos pais/responsáveis ou do candidato quando for o caso;
g) Cópia da certidão de óbito em casos onde qualquer pessoa da composição familiar haja falecido.

COMPROVANTES DA RENDA FAMILIAR:
a) Cópia e original da Carteira de Trabalho (frente e verso da página da foto, qualificação civil, página do último contrato de trabalho registrado e a próxima em branco, página da última alteração de salário e da página subsequente). Maiores de idade que não trabalham também devem comprovar a situação de não exercício de atividade remunerada pela Carteira de Trabalho ou a declaração negativa emitida pelo Ministério do Trabalho;
b) Cópia e original dos três últimos contracheques ou comprovante de salário de todos os que trabalham na família, inclusive do(a) candidato(a);
c)Se for profissional autônomo ou trabalhador do mercado informal, além da Carteira de Trabalho, apresentar também declaração datada e assinada, especificando a atividade exercida, o local e a renda bruta mensal (deve constar também a assinatura de duas testemunhas, que não podem ser parentes do declarante, com cópia do comprovante de endereço e cópia do RG das mesmas). Se tiver CNPJ, apresentar documentos da empresa e cópia completa da declaração do IRPJ – Imposto de Renda Pessoa Jurídica ou DASN SIMEI – Declaração Anual do Simples Nacional – Microempreendedor Individual, da última declaração. Qualquer atividade exercida pelo(a) candidato(a) ou membro(s) da composição familiar que gere algum rendimento deve ser comprovada;
d) Trabalhadores sem vínculo formal: apresentar declaração do empregador com assinatura e cópia do RG do declarante;
e) Cópia completa, com Recibo de Entrega da Declaração de Imposto de Renda –Pessoa Física (última declaração efetuada) de todos que tenham feito esta declaração. Se for Declaração Retificadora, encaminhar cópia completa desta e da Declaração original. Em caso de pessoa física isenta e com idade superior a 18 anos apresentar cópia do CPF e “Situação de Declarações IRPF” informada no site da Receita Federal http://www.receita.fazenda.gov.br/Aplicacoes/Atrjo/ConsRest/Atual.app/paginas/view/restituicao.asp
f) Extrato de pagamento de benefício (Previdência Social) para comprovar aposentadoria, auxílio doença e/ou pensão por morte. O Extrato poderá ser adquirido através do sitio http://sipa.inss.gov.br/SipaINSS/pages/hiscre/hiscreInicio.xhtml
Não será aceito extrato bancário.
g) Os três últimos recibos de pagamento de autônomo(RPA);
h) Produtores rurais (proprietários ou arrendatários): apresentar declaração do Sindicato Rural ou Cooperativa, constando o valormensal/anual. Caso declarem, encaminhar cópia completa do ITR – Imposto sobre propriedade territorial rural;
i) Seguro desemprego: apresentar comprovante com valor e período de concessão;
j) Pensão Alimentícia: apresentar cópia do contracheque que comprove esta situação; cópia dos três últimos depósitos bancários referentes à pensão alimentícia e/ou declaração de próprio punho, feita por quem paga a pensão, datada e assinada pelo Declarante e por duas testemunhas (que não podem ser parentes do Declarante) com cópia do comprovante de endereço e cópia do RG dos mesmos. Em caso de não pagamento de Pensão Alimentícia, o genitor, que não detém a guarda, deverá fazer declaração, datada e assinada pelo Declarante e por duas testemunhas (que não podem ser parentes do Declarante) com cópia do comprovante de endereço e cópia do RG dos mesmos, informando que não contribui financeiramente para o sustento do(s)filho(s);
k) O(a) candidato(a) inscrito(a) no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), deverá ser beneficiário(a) do Programa Bolsa Família e apresentar o extrato bancário atualizado do mês anterior ou do mês em vigência e atestado como Número de Identificação Social (NIS) obtido no Centro de Referência da Assistência Social – CRAS, das Prefeituras Municipais ou setor responsável no município de origem;
l) Em caso de componentes do núcleo familiar que não exerçam atividade remunerada, deverá ser feita declaração, datada e assinada pelo Declarante e por duas testemunhas (que não podem ser parentes do Declarante) com cópia do comprovante de endereço e cópia do RG dos mesmos, com essa informação;
m) Três últimos extratos bancários de todas as contas bancárias, inclusive poupanças, de todos os membros do núcleo familiar. Caso não tenha conta bancária, deverá fazer declaração, datada e assinada pelo Declarante e por duas testemunhas com endereço e cópia do RG dos mesmos, constando essa informação.

COMPROVANTES DE DESPESAS FAMILIARES (apresentar cópias atualizadas)
a) Comprovante de residência do(a) candidato(a) que pode vir no nome de qualquer membro da composição familiar. Caso os pais do(a) candidato(a) tenham separação não legalizada, o(a) mesmo(a) deverá apresentar o comprovante de residência de ambos;
b) Financiamento de casa com valor;
c) Financiamento de veículo com valor;
d) Aluguel da família e/ou de Pelotas (contrato de locação, recibo de Imobiliária ou Declaração do Proprietário, com cópia da Carteira de Identidade do mesmo);
e) Pensionato, pousada ou similar (contrato de locação ou declaração do proprietário,com identificação, informando o valor da despesa com a moradia);
f) Mensalidade escolar com valor;
g) Consórcios com valor;
h) Conta de água da família e/ou de Pelotas com valor;
i) Conta de luz da família e/ou de Pelotas com valor;
j) Conta de telefone da família e/ou de Pelotas com valor;
k) IPTU da família e/ou de Pelotas com valor;
l) ITR (Imposto Territorial Rural) com valor; m) Plano de Saúde (cópia do boleto de pagamento).
m) Plano de Saúde (cópia do boleto de pagamento)

Outros documentos:
a) Certificado de Propriedade de Veículo de todos os integrantes do grupo familiar;
b) Declaração de cedência de residência, com cópia da Carteira de identidade do declarante de das testemunhas, conforme modelo do anexo;
c) Declaração de hospedagem em Pelotas, com cópia da carteira de identidade do declarante e das testemunhas, conforme o modelo do anexo;
d) Declaração de divisão de aluguel e/ou contas, com cópia da Carteira de Identidade do Declarante e das demais pessoas que dividem estas despesas (conforme modelo do anexo );
e) Doenças crônicas (atestados e/ou laudos médicos); OBS: Quanto aos casos de doença crônica, somente serão aceitos laudos médicos nos quais conste o CID da doença e a medicação de uso contínuo, se for o caso. Não serão aceitos exames médicos.

Atenção:
Os documentos acima listados e a declaração previamente preenchida deverão ser apresentados no momento da entrevista. Caso o Núcleo de Serviço Social que irá analisar a realidade socioeconômica julgar necessário a apresentação de outros documentos, além dos acima descritos, poderá fazê-lo no momento da entrevista ou durante a análise da documentação estipulando ao candidato(a) o prazo para entrega dos mesmos.
No momento da entrevista, o solicitante deverá apresentar todos os documentos que comprovem a renda familiar, atualizados e originais, os quais serão conferidos e atestados por servidor público da UFPel, sendo dispensada, neste caso, a autenticação por tabelião (Lei n°9.784/99, Art. 22,§ 3).

 

Os candidatos aprovados para matrícula nas modalidades L2 e L4 deverão realizar entrevista junto a Comissão de Avaliação da Autodeclaração, e a sua matrícula ficará condicionada a homologação da declaração de etnia por essa Comissão, instituída por portaria do Reitor. A Comissão de Avaliação da Autodeclaração estabelece os seguintes conceitos de negro e indígena:

Negro: de acordo com a Orientação Normativa Nº 3, de 1º de agosto de 2016, do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, as formas de critério de verificação da veracidade da autodeclaração negro (preto ou pardo) deverão considerar, tão somente, os aspectos fenotípicos do candidato, os quais serão verificados obrigatoriamente com a presença do candidato à entrevista com a Comissão de Avaliação da Autodeclaração.

Indígena: trata-se da pessoa que possui aspectos fenotípicos indígena, que se autodeclara indígena ou índio, que se representa enquanto tal, que é membro ou oriundo de comunidades indígenas e/ou que descende de povo indígena por relações de parentesco, aspectos que serão verificados obrigatoriamente com a presença do candidato à entrevista com a Comissão de Avaliação da Autodeclaração.