Frequência

A frequência é obrigatória em todas as atividades curriculares (teóricas e práticas) propostas nos planos de ensino. Mesmo que o aluno obtenha boas notas no decorrer de uma disciplina, ele será automaticamente reprovado se não tiver o mínimo de 75% de presença nas aulas e atividades programadas pelo professor. Para atividades de estágio curricular obrigatório e internato, a frequência deverá ser integral (100%). Esse dispositivo vale para todo o ensino superior no Brasil. Em nenhuma hipótese existe a possibilidade de abono de faltas. A justificativa para faltas por motivo de doença ou outros não poderá exceder o limite máximo de faltas previsto, ou seja, 25%. Há situações previstas em lei nas quais o aluno pode ausentar-se das aulas, desde que realize exercícios domiciliares. Veja exercícios domiciliares.