GUIA PRÁTICO DE MATRÍCULA – CHAMADA ORAL SISU 2016/1

 

 

Olá, seja bem-vindo! A UFPel deseja boa sorte a todos os candidatos a uma vaga na instituição neste semestre! Este guia tem por objetivo ajudar a esclarecer as principais dúvidas que os candidatos possam ter sobre a nossa chamada oral, e sobre as etapas que por ventura virão. Lembramos que a leitura do edital da chamada oral é ESSENCIAL, portanto este guia em nenhum momento o substitui. Podes acessar o edital e as listas de espera para ampla concorrência e para cotas sociais neste link: http://wp.ufpel.edu.br/cra/2016/02/04/edital-de-chamada-oral-do-sisu-verao-2016/.

 

 

O QUE VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE SABER

 

Orientações gerais:

  • Fique atento aos dias e horários estipulados no cronograma de matrículas, pois é obrigatória a presença do candidato ou representante no local onde realizaremos a chamada ANTES do fechamento dos portões para a assinatura da ata de presença.

 

  • Só poderão ser chamados os candidatos que assinarem a ata!

 

  • Mesmo que não haja vaga no edital para a modalidade em que o candidato se inscreveu ele deve comparecer para a assinatura da ata para não ser excluído do processo seletivo!

 

 

  • Nenhum candidato poderá assinar a ata se não tiver a ficha de cadastro!

 

  • A chamada dos cursos em cada dia se dará na ordem prevista no edital, até que sejam preenchidas as vagas.

 

  • No caso do esgotamento da lista de espera de uma modalidade de cota, sem a ocupação de todas as vagas, as restantes serão migradas para a próxima cota, sendo somadas as já existentes para esta chamada conforme o edital.

 

  • Permaneçam no local até o término da chamada para o seu curso!

 

  • Os candidatos inscritos em qualquer uma das quatro modalidades de cotas sociais podem concorrer tanto na modalidade inscrita quanto na modalidade de ampla concorrência desde que compareçam e assinem as respectivas atas.

 

  • Quem efetivar a matrícula pelas vagas reservadas estarão automaticamente excluídos da lista de espera da modalidade ampla concorrência.

 

  • Os concorrentes que estiveram presentes, porém não tiverem suas matrículas efetivadas por não se encontrarem dentro do número de vagas desta Chamada Oral, poderão ser convocados por Comunicado, mediante a eventual existência de vagas.

 

  • Os comunicados serão publicados pela Coordenação de Registros Acadêmicos (CRA), no endereço http://wp.ufpel.edu.br/cra/category/editais/, a qualquer momento, sendo de responsabilidade do candidato a verificação frequente da página da CRA.

 

Candidatos inscritos por cotas sociais

  • Os candidatos das cotas L1 e L2 devem PRIMEIRAMENTE realizar a matrícula. Só após isso devem ir à PRAE para a entrevista comprobatória da análise de renda.

 

  • Somente cotistas que se inscreveram para estas duas modalidades L1 e L2 devem comprovar renda.

 

  • Cotistas das quatro modalidades (L1, L2, L3 e L4) precisam comprovar, por meio de histórico ou certificado de conclusão, que cursaram o ensino médio integralmente em escolas públicas.

 

  • Não poderão concorrer às vagas reservadas para cotas os estudantes que tenham cursado, parcial ou integralmente, o Ensino Médio em escolas particulares, mesmo que por meio de bolsas de estudo.

 

Sobre a documentação exigida

  • A carteira de identidade precisa ter sido expedida em data em que o concorrente tenha, no mínimo, quinze anos completos. Caso tenha sido feita em data anterior, deve ser levado o protocolo do pedido da identidade nova.

 

  • NÃO SÃO ACEITAS A CARTEIRA DE HABILITAÇÃO E A CARTEIRA DE TRABALHO em substituição à identidade.

 

  • Se o candidato for menor de dezoito anos só precisa entregar título de eleitor após completar dezoito e em data a ser estabelecida.

 

  • Se o candidato for menor de dezoito anos só precisa entregar o certificado de reservista após completar dezoito e em data a ser estabelecida.

 

  • Candidatos com mais de 45 anos estão dispensados da apresentação de certificado de reservista.

 

  • Concorrentes que tenham realizado estudos equivalentes ao Ensino Médio, no todo ou em parte, no exterior precisam apresentar parecer da equivalência de estudos da Secretaria da Educação.

 

  • Documentos estrangeiros deverão ser autenticados pela Autoridade Consular Brasileira, no país de origem, e acompanhados da respectiva tradução oficial, em caso de idioma diferente do Português ou Espanhol.

 

  • Candidatos estrangeiros precisam apresentar cópia simples acompanhada do original do passaporte e do visto de permanência no Brasil, ou da carteira nacional de estrangeiro.

 

 

Publicado em 17/02/2016, em Notícias. Marcado com as tags Chamada Oral, Cotas, Guia de matrícula, Matrículas, Sisu.