Curso AFINASUL do Conservatório de Música

PROJETO AFINA SUL 2017, PRIMEIRO SEMESTRE – VAGAS LIMITADAS

 Leia este informativo atentamente. Mais informações pelo telefone 3222-2562 ou pessoalmente à Rua Félix da Cunha, 651.

 MATRÍCULAS PRIMEIRO SEMESTRE 2017: 

07 a 09 de março (13h30min. às 18h30min.)

Local: Secretaria do Conservatório de Música (Rua Félix da Cunha, 651).

Documentação necessária: cópia da certidão de nascimento ou RG, 01 foto 3×4 e pagamento da taxa de matrícula (primeira mensalidade).

Valores mensais: R$ 50,00 (aulas semanais somente de Práticas Interpretativas, para alunos ingressantes);

R$ 100,00 (aulas semanais de Práticas Interpretativas e Teoria e Percepção Musical, a partir do segundo semestre).

 HORÁRIO DAS AULAS

As aulas de Teoria e Percepção Musical ocorrerão nas terças (TPM I-A), quartas (TPM II) e (TPM I-B) quintas das 19h às 20h40. Os horários das turmas de Práticas Interpretativas serão definidos na semana anterior ao início das aulas, conforme o cronograma abaixo:

 Reuniões para definição das turmas e horários das aulas de Práticas Interpretativas:

Canto: terça-feira, 02 de maio, às 19h.

Flauta transversal, Trompete e Guitarra: quarta-feira, 03 de maio, às 19h.

Violino: quinta-feira, 04 de maio, às 19h

Violão e Saxofone: sexta-feira, 05 de maio, às 19h.

 Inicio das aulas: 08 de maio | Término das aulas: 25 de agosto

 REMATRÍCULAS: de 29 a 31 de agosto de 2017, das 13h30 às 18h. (o aluno regular que não fizer sua rematrícula dentro deste período perderá automaticamente sua vaga, podendo tentar nova vaga no período de matrículas).

 MATRÍCULAS SEGUNDO SEMESTRE 2017: Data e horário serão divulgados posteriormente (alunos novos)

 FUNCIONAMENTO DAS AULAS

     Serão ministrados 16 encontros em cada disciplina ao longo do semestre.

Práticas Interpretativas (canto, flauta transversal, violino, violão, guitarra, trompete e saxofone): aulas semanais com duração de 1h em turmas de 2 a 3 alunos. O programa a ser desenvolvido é definido por cada professor de acordo com o nível de seus alunos. O aluno ingressante deverá matricular-se exclusivamente nas aulas de Práticas Interpretativas (canto, violão, violino, trompete, flauta transversal, sax ou guitarra), pagando uma taxa mensal de R$ 50,00.

Teoria e Percepção Musical: aulas semanais coletivas, com duração de 1h50min. Programa distribuído em dois semestres. Para o bom aproveitamento dessas aulas é necessário ter experiência prévia no instrumento escolhido ou HAVER OBTIDO APROVAÇÃO em no mínimo um semestre de aulas de instrumento dentro do projeto. Somente alunos que comprovem experiência prévia no instrumento escolhido poderão fazer também a matrícula em Teoria e Percepção I já no primeiro semestre.

 FREQUÊNCIA

O aluno será considerado reprovado por infrequência se tiver faltado a mais de 4 encontros no semestre. A vaga do aluno infrequente será imediatamente preenchida pelo próximo aluno da lista de espera assim que a infrequência seja constatada.

AVALIAÇÃO

Em ambos os cursos (Teoria e Percepção Musical e Práticas Interpretativas) serão realizadas duas provas com peso 10, uma na metade do semestre (servindo para orientações do professor quanto à continuação do trabalho) e outra no final. A média final de cada aluno será calculada com base nas pontuações atingidas em cada curso (Teoria e Percepção e Práticas Interpretativas). O não comparecimento às provas importará na atribuição de nota 0 (zero). Alunos com média semestral igual ou superior a 7,0 (sete) e mínimo de 75% de presença serão aprovados, podendo solicitar certificado de participação junto à secretaria ao final do ano.

O aluno que for reprovado nas aulas práticas ou teóricas por DOIS SEMESTRES SEGUIDOS (por infrequência ou por ter obtido média semestral inferior a 7,0) ficará impossibilitado de realizar nova matrícula no semestre seguinte. ALUNOS BOLSISTAS que forem reprovados UMA VEZ, por infrequência ou por média semestral insuficiente, perderão automaticamente o direito à bolsa de estudos, a qual será concedida a outro aluno que a necessite.

MENSALIDADES NÃO PAGAS

O aluno que não pagar sua mensalidade por dois meses seguidos perderá automaticamente sua vaga, liberando-a para o próximo na lista de espera, visto que é insustentável manter o bom funcionamento do projeto se houverem alunos em dívida.

BOLSAS DE ESTUDO

Estudantes de baixa renda que estejam regularmente matriculados em escolas públicas poderão ficar isentos do pagamento. Em todos os semestres são distribuídas bolsas de estudo para até 25% do total de inscritos, mediante seleção realizada com base na análise dos documentos apresentados. Bolsistas reprovados por nota ou por infrequência perderão automaticamente o direito à renovação da bolsa de estudos. Todo aluno bolsista com rendimento semestral igual ou superior a 7,0 terá sua bolsa automaticamente renovada.

Documentos Necessários para a requisição de bolsa de estudo:

– Atestado de matrícula em escola pública para o semestre desejado;
– Comprovante de renda mensal dos pais ou responsáveis (ou do próprio requerente)*;
– Carta expondo a requisição da bolsa com suas justificativas de motivos e necessidades (se possível, impressa).

*São aceitos os três últimos demonstrativos de pagamento (contracheques) ou a Declaração de Imposto de Renda do ano vigente.

COORDENADOR: PROF. GUILHERME TAVARES

APOIO: ASSAMCON – Associação Amigos do Conservatório de Música

Publicado em Notícias | Comentários desativados em Curso AFINASUL do Conservatório de Música

Horário de Funcionamento

Comunicamos que no mês de janeiro de 2017 abriremos das 8h às 14h, entre os dias 16 e 27 de janeiro, devido ao Festival Internacional de Música do SESC, o horário de funcionamento será das 8h às 20h, sem fechar ao meio dia.

 

Publicado em Notícias | Comentários desativados em Horário de Funcionamento

Recital de Piano com Mariaclara Welker – Homenagem ao Dia da Criança

6124_modA Associação Amigos do Conservatório de Música, em comemoração ao mês das crianças, realizará um recital com a pianista Mariaclara Werker, de 12 anos de idade. O evento ocorrerá no dia 26 de outubro, às 19h30min. no Salão Nobre da Bibliotheca Pública Pelotense.

Mariaclara é discípula da grande virtuose gaúcha Olinda Alessandrini, que comenta que apesar do grande talento da menina, o que realmente a salienta é a sua capacidade de concentração e as horas dedicadas ao piano. Entre as peças do programa, ela apresentará o estudo “oceano” de Chopin, considerado por muitos pianistas um dos estudos mais difíceis de execução, dentre outras obras também de grande envergadura. A coordenação do evento é do professor Marcelo Macedo Cazarré. A entrada é gratuita.

Mariaclara Welker nasceu em Porto Alegre, no dia 12 de dezembro de 2003. Apresentou seu primeiro recital público com apenas oito anos de idade, na Casa da Música, e ali realizou dois recitais solo, em 2012 e 2013. Em 2014 e 2015 apresentou-se em recital solo na Estação Musical, e em 2016 no Salão Mourisco a convite da professora Dulcimarta Lemos Lino. Também em 2016 apresentou-se na audição de alunos da professora Melissa Iung, na Casa da Música. Foi a mais jovem musicista aprovada no Concurso “Jovens Solistas” da Orquestra de Câmara da Fundarte. Apresentou-se com esta orquestra por duas vezes no ano de 2013, em Canoas sob a regência do maestro Antonio Borges Cunha, e em Dois Irmãos sob a regência de Fernando Cordella.

Foi convidada pelo maestro Matheus Kleber como solista, com esta mesma orquestra, no projeto “Sesi Catedrais 2015”, em Novo Hamburgo. Participou em 2012 e em 2013 como solista com a Orquestra Filarmônica da PUC nas programações do Dia da Criança, com concertos na PUC, no Teatro Bourbon Country e no Parque Germânia, em Porto Alegre, tendo como regente o maestro Márcio Buzatto. No início de 2014 foi convidada para o Concerto de Aniversário de 45 anos do CIEE,  juntamente com a Orquestra Villa-Lobos, sob a regência de Cecília Rheinganz da Silveira, no Teatro CIEE em Porto Alegre. Apresentou-se como solista com a Orquestra Sinfônica da Universidade de Caxias do Sul, em um programa especial do Dia da Criança, em outubro de 2014, sob a regência do maestro Manfredo Schmiedt.

Participou de vários Encontros de Jovens Instrumentistas, em Ivoti e em Montenegro, e em novembro de 2013 assistiu a masterclass do pianista Alexandre Dossin, na Casa da Música.

Com apenas três anos de idade iniciou atividades de musicalização, e com quatro anos passou a ter aulas de piano com a professora Fernanda Anders. Em 2012 foi aluna da professora Viviana Martinez e atualmente estuda com a pianista Olinda Allessandrini, que vem acompanhando seu desenvolvimento musical desde 2010.

Está cursando o 7º ano Fundamental no Colégio Espírito Santo, em Canoas, e participa do Coral e Orquestra da escola, atuando em apresentações e saraus.

Publicado em Notícias | Comentários desativados em Recital de Piano com Mariaclara Welker – Homenagem ao Dia da Criança

Programação dos eventos em Homenagem aos 98 anos do Conservatório de Música da UFPel

SALÃO1Dando inicio a programação em comemoração aos 98 anos do Conservatório de Música (Rua Félix da Cunha, 651, tel. (53) 3222-2562), no dia 21 de setembro de 2016, próxima quarta-feira será realizado o recital de piano e canto às 19h 30minutos, com professores e alunos do Conservatório de Música, o evento será na Bibliotheca Pública Pelotense (Pça. Cel Pedro Osório), instituição que tem acolhido e apoiado em toda a sua plenitude os eventos que estão sendo promovidos pelo Conservatório, devido à interdição do Salão Milton de Lemos.

O evento do dia 21 será coordenado pelo professor Marcelo Macedo Cazarré; o dia 21 está consagrado a um recital de canto e piano com a participação de praticamente toda a classe de canto do Curso de Bacharelado em Música da UFPel e dois flautista convidados do curso de flauta transversal, os discentes executarão árias antigas do repertório Barroco e árias de óperas do período Clássico, este tipo de programa é uma inovação na construção de espetáculos eruditos musicais, porque apresentará obras de compositores há muito esquecidos do grande público. Estarão se apresentando neste dia os cantores Yara Borges, Renata Gonçalves, Daniela Lourenço, Everton Terciocce, Natália Gonçalves, Marcelo Schuch, Pâmela Paiva, Marília Trenti, Jaqueline Bartez, Pedro Moro, Caroline Peres, Fernando Zambone, Mabel Oliveira, Paulo Sevidanis e Fernanda Miki e ao piano os professores Menan Duwe, e Marcelo Cazarré.

Na ocasião os cantores interpretarão obras de Pergolesi, Francesco Durant, Haendel, Bach, Andrea Falconieri, Antonio Caldara, Mozart, dentre outros.

O aniversário propriamente ocorreu dia 18 de setembro, mas devido ao feriado prolongado a programação de comemoração começa dia 21 e vai até o dia 23 de setembro.

Publicado em Notícias | Comentários desativados em Programação dos eventos em Homenagem aos 98 anos do Conservatório de Música da UFPel

Homenagem aos 98 anos do Conservatório de Música da UFPel

10626617_772472609458884_9126877413232587253_nNos dias 21, 22 e 23 de setembro de 2016 serão realizados recitais em comemoração aos 98 anos do Conservatório de Música (Rua Félix da Cunha, 651, tel. (53) 3222-2562). Os eventos serão às 19h 30minutos, na Bibliotheca Pública Pelotense (Pça. Cel Pedro Osório), instituição que tem acolhido e apoiado em toda a sua plenitude os eventos que estão sendo promovidos pelo Conservatório, devido à interdição do Salão Milton de Lemos.
Os eventos dos dias 21 e 22 quarta e quinta-feira respectivamente serão coordenados pelo professor Marcelo Macedo Cazarré; o dia 21 está consagrado a um recital de canto e piano com a participação de praticamente toda a classe de canto do Curso de Bacharelado em Música da UFPel e dois flautista convidados do curso de flauta transversal, os discentes executarão árias antigas do repertório Barroco e árias de óperas do período Clássico, este tipo de programa é uma inovação na construção de espetáculos eruditos musicais, porque apresentará obras de compositores há muito esquecidos do grande público.
Já na quinta-feira dia 22 de setembro, o Conservatório de Música oferecerá à sociedade pelotense um recital com a participação de convidados, alunos de piano e canto e professores de piano, canto, flauta, violino e violão nas formações camerísticas mais diversas possíveis. O repertório da noite vindoura será constituído de obras eruditas principalmente do período Romântico, obras de música popular e música brasileira. A programação do dia 23 está a cargo da professora Leonora Oxley Rodrigues Diretora do Conservatório de Música da UFPel, será posteriormente divulgada.

Conservatório de Música a “soma de todas as vontades pelotenses”. Uma trajetória de intensa luta e persistência diante de todas as dificuldades encontradas, e o desejo de continuar a contribuir com a cultura do Rio Grande do Sul.
Reconhecido com Patrimônio Cultural do Estado, em junho de 2004, vem reforçar sua importância na história e identidade do nosso Estado.
O prédio do Conservatório de Música quanto tudo o que se encontra dentro dele, como por exemplo, os instrumentos musicais, seu mobiliários, são símbolos da memória cultural de nossa cidade.
Esta instituição educativa quase centenária possui sua existência própria, recorrente de sua história, existência esta que de certa forma incide sobre a sociedade e se apresenta como construtora de símbolos. Todas essas ações ocorridas nesse espaço não seriam possíveis sem os objetos lá existentes: não haveria aulas, concertos, palestras, recitais, máster classes, oficinas, projetos de extensão e pesquisa; e também de nada adiantaria todos os objetos encontrados no prédio o Conservatório, inclusive ele mesmo, caso não houvesse ações nesse sentido.

“RUMO AOS 100 ANOS DO CONSERVATÓRIO DE MÚSICA”

Publicado em Notícias | Comentários desativados em Homenagem aos 98 anos do Conservatório de Música da UFPel

Conservatório de Música

Em 04 de junho de 1918, um grupo de cidadãos pelotenses amigos da arte e da música, fundaram a instituição que teve, em 18 de setembro do mesmo ano, o início de suas atividades com o ensino do piano, violino, canto, teoria e solfejo, ficando desta forma, esta data como o marco da fundação do Conservatório de Música de Pelotas, sendo a primeira instituição oficial fundada especialmente para o ensino da música na cidade; a segunda entidade no gênero a ser fundada no Rio Grande do Sul, e a quinta no Brasil.

O compromisso do Conservatório de Música com a promoção da cultura e a construção da cidadania permeia suas atividades desde a fundação. Como tomou para si a tarefa de promoção e organização dos concertos que se realizavam na cidade, tanto dos alunos da escola como de artistas convidados, a trajetória do Conservatório de Música é parte indissociável da própria história da música na cidade.

Desde sua criação, o Conservatório de Pelotas foi a única instituição para o ensino musical com atividade ininterrupta na cidade, e seu salão de concertos é um dos mais antigos no Brasil em atividade , que hoje encontra-se interditado .

A situação econômica e a tradição cultural e musical da cidade de Pelotas entram em consonância com o projeto de “interiorização da cultura artística”, idealizado por José Corsi e pelo professor Guilherme Fontainha (1887-1970), então diretor do Conservatório de Música de Porto Alegre, instituição fundada em 22 de abril de 1908.

Desde então, o trabalho de diretores, professores, funcionários e comunidade em geral, tem sido no sentido de manter esta honrada instituição em pleno funcionamento, prestando serviços e oferecendo sempre o que há de melhor em termos de música à comunidade.

Ao longo de sua história, foram várias as diretorias que conduziram as atividades desenvolvidas no Conservatório. Dentre elas, foi notável o trabalho realizado pelo ex-diretor Milton de Lemos. No período de 1923 a 1954, o grande mestre reuniu seus esforços através da Sociedade de Cultura Artística (órgão do qual foi fundador) trazendo a Pelotas artistas consagrados no Brasil e no mundo. Grandes nomes como Arthur Rubinstein, Magdalena Tagliaferro, Guiomar Novaes, Andrés Segóvia, Francisco Mignone, entre outros, aqui se apresentaram e contribuíram para firmar e levar a imagem cultural de Pelotas para fora do Estado.

O Conservatório de Música completa este ano 98 anos de atividades ininterruptas no ensino, na pesquisa e extensão.

A importância do Conservatório de Música de Pelotas já foi atestada quando, em 26 de julho de 2004, foi promulgada a Lei nº 12.133 que o declarou integrante do Patrimônio Cultural do Estado do Rio Grande do Sul.

Também relevante observar que o Conservatório de Música de Pelotas foi uma das unidades que contribuíram para a existência da Universidade Federal de Pelotas, em 1969.

Publicado em Notícias | Comentários desativados em Conservatório de Música