Utilização da Internet em Ambiente Corporativo ou Institucional com “Etiqueta Digital”

A especialista em direito digital Gisele Truzzi, do Patricia Peck Pinheiro Advogados, explicou, no Programa Conta Corrente exibido no canal de TV por assinatura GloboNews, que a utilização das ferramentas eletrônicas da Internet como, por exemplo, o e-mail corporativo exige o emprego da “etiqueta digital”.
Segundo a especialista em direito digital, a frequência de gafes, deslizes e inconveniências no envio de e-mails é significativa e pode influenciar na reputação profissional.
Gisele Truzzi orienta o profissional a estar atualizado e atendo às políticas, normas e/ou códigos da sua empresa ou instituição para não violá-los durante a utilização das ferramentas eletrônicas pela Internet evitando, dessa forma, condutas anti-éticas.
Gisele Truzzi citou alguns cuidados ao usar e-mail, internet e celular corporativo, tais como:
=> evitar termos coloquiais preferindo tratamento formal e polido;
=> evitar uso de expressões como “beijos” ao final do texto preferindo “saudações”, “atenciosamente” ou “abraços” finalizando o e-mail de forma correta, polida e objetiva;
=> evitar assuntos pessoais e/ou muito íntimos, que possam gerar algum tipo de constrangimento preferindo tratar de assuntos gerais de modo discreto e bem educado;
=> evitar uso de elogios que possam gerar algum tipo de duplo sentido ou que possam estar relacionados à apresentação física preferindo congratular a pessoa por motivo de êxito em tarefas relacionadas ao trabalho;
=> utilizar e-mail corporativo para assuntos profissionais e e-mail pessoal para assuntos íntimos.

O apresentador do programa Conta Correte da GloboNews, Guto Abranches, repercutiu as reflexões da especialista digital citando que a utilização da internet necessita de bom senso.
Cabe ressaltar que “Bom Senso” é um conceito usado na argumentação que é estritamente ligado às noções de Sabedoria e de Razoabilidade, e que define a capacidade média que uma pessoa possui, ou deveria possuir, de adequar regras e costumes à determinadas realidades, e assim poder fazer bons julgamentos e escolhas.
Segundo a especialista, estar ciente das políticas, normas e/ou códigos da empresa ou instituição contribui para o Bom Senso do Profissional.

Referências Bibliográficas

Truzzi, G. Mau uso de e-mail corporativo pode ser motivo de demissão. Conta Corrente, GloboNews, Canais Globosat.

Dos Editores

Publicado em 20/11/2009, em Notícias.