Notícias
  • MIT Media Lab oferta curso on-line gratuito em Aprendizagem Criativa

    Aprendendo Aprendizagem Criativa terá versão em Português

    Interface de introdução ao curso.

    No dia 18 de outubro, o MIT Media Lab inicia um curso on-line aberto e gratuito em Learning Creative Learning (LCL), Aprendendo a Aprendizagem Criativa, e o CoCTec é parte da equipe organizadora do curso em sua versão para o Brasil.

    Ao todo, serão seis semanas de vídeos, conversas e leituras on-line, que podem ser acessadas ao tempo do estudante, com a flexibilidade do ensino a distância. A primeira semana será uma introdução à Aprendizagem Criativa, seguida de quatro semanas referentes aos quatro P’s da aprendizagem: Passion (Paixão), Peers (Pares), Product (Produto) e Play (Exploração Criativa). A sexta e última semana abordará o tema Sociedade Criativa, discutindo a aplicação de ideias e metodologias criativas no ambiente de trabalho.

    Neste ano, o curso será ofertado com legendas em Português, bem como fóruns de discussão e material didático traduzido para o idioma. Até o momento, o curso já teve mais de 1.200 inscrições somente no território brasileiro.

    Para participar, basta realizar a inscrição em http://learn.media.mit.edu/lcl/.

  • CoCTec palestra na Conferência Scratch Brasil

    Apresentação dos projetos da UFPel para Scratch e Aprendizagem Criativa.

    No retorno ao Brasil após um mês de trabalho na África do Sul ministrando um curso de programação e robótica, o CoCTec participou da Conferência Scratch Brasil 2017, em São Paulo, nos dias 5, 6 e 7 de outubro. A organização do evento, liderada pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT) Media Lab e a Fundação Lemann, convidou o grupo de pesquisa da UFPel a apresentar em uma mesa redonda os projetos que o CoCTec vem desenvolvendo em torno do Scratch e aprendizagem criativa. A ocasião foi, portanto, uma oportunidade para apresentar ao público brasileiro e aos pesquisadores gestores do Lifelong Kindergarten, grupo de pesquisa base para o trabalho com aprendizagem criativa e Scratch, o trabalho que vem sendo desenvolvido especialmente em torno da Rede de Clubes de Computação em escolas públicas de Pelotas e região, e o recente trabalho com a África do Sul. A mesa, intitulada “O papel das instituições de ensino superior na disseminação do Scratch” contou também com a participação de professores da Universidade de São Paulo (USP), Federal do Amazonas (UFAM) e UNICAMP.

    Mostra interativa sobre a rede de clubes de computação.

    Para além do painel, o CoCTec teve a oportunidade de interagir com o público em uma mostra interativa, discutindo com instituições de ensino, professores, autoridades e outros profissionais brasileiros e estrangeiros sobre a estrutura para a criação de uma rede de clubes de computação, levando em conta a formação de professores e a metodologia de aprendizagem criativa. Durante a mostra, o grupo realizou o cadastro de pessoas interessadas em colaborar para a criação de um documento oficial da Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa, uma espécie de guia para a criação de uma rede de clubes de computação, seja ela na rede público de ensino ou em outros programas e projetos. O documento será elaborado pelo CoCTec e estará disponível para a Rede, que é pública e, portanto, para toda a comunidade.

    Mitchel Resnick e Leo Burd com a delegação do CoCTec.

    Durante os três dias de evento, as professoras e os bolsistas do CoCTec realizaram oficinas de aprendizagem criativa e mantiveram contato com Mitchel Resnick, – co-criador do Scratch, diretor do Lifelong Kindergarten e professor de LEGO no MIT -, Andrew Sliwinsky – diretor de engenharia do Scratch -, e Leo Burd – diretor da Lemann Creative Learning Program no MIT Media Lab e administrador da Rede de AC no Brasil -, que parabenizaram o grupo pelo trabalho realizado em Pelotas e na África do Sul, manifestando o interesse em acompanhar os projetos que são desenvolvidos em ambos os continentes.

     

     

    No dia 18 de outubro, o MIT Media Lab inicia um curso on-line aberto e gratuito em Learning Creative Learning (LCL), Aprendendo a Aprendizagem Criativa, e o CoCTec é parte da equipe organizadora do curso em sua versão para o Brasil. Para participar, basta realizar a inscrição em http://learn.media.mit.edu/lcl/.

  • CoCTec ministra curso de robótica na África do Sul

    A capacitação foi oferecida a jovens sul africanos no mês de setembro

    Turma que participou do curso em Tzaneen.

    Aprender criativamente, persistir na resolução de problemas, gerar um produto no processo de aprendizagem, e realizar tudo isso contando com os colegas, trabalhando para um interesse em comum com o grupo. Estas são algumas das prioridades do grupo Comunicação, Cultura e Tecnologias (CoCTec), coordenado pela profa. Dra. Rosária Ilgenfritz Sperotto na Universidade Federal de Pelotas (UFPel) em suas ações de projetos e programas de extensão.

    Constituindo parte do trabalho do CoCTec para a internacionalização, o grupo participou do Africa Creative Ensemble 2017, em Tzaneen, evento para o qual foi convidado a participar ofertando um curso de programação e robótica educacional a jovens de uma universidade local – a Tshwane University of Technology (TUT), jovens desempregados de centros comunitários de Linyenye e de Nwamitwa, comunidades locais. Ao todo, 20 estudantes participaram da capacitação, que ocorreu de 05 a 30 de setembro no país sul africano.

    Parte do material didático elaborado pelo CoCTec.

    O curso foi construído sob a supervisão da pesquisadora Dra. Carolina Campos Rodeghiero, que trabalha com aprendizagem conectada e criativa, e contou com a participação dos alunos Henrique Pizzio Mattos, da Engenharia Eletrônica, e Marco Aurélio Alkimim, graduando da Engenharia de Automação e Controle da Universidade. Os bolsistas do CoCTec do CEng foram os responsáveis especialmente pela criação do material didático e metodologia do curso, testando os robôs e configurando atividades que fossem desafiantes para os jovens em sua prática das lições de robótica.

    Exposição de trabalhos na AGRI EXPO.

    Em parceria com a Greater Tzaneen Community Foundation (GTCF), fundação cujo foco é o desenvolvimento de crianças e jovens negros de zonas rurais da região de Limpopo, o curso foi realizado em co-autoria com o professor Dr. Manuel Zunguze, da Universidade Pedagógica de Moçambique, o qual ministrou o módulo de programação com o Scratch na primeira etapa dos encontros. Ao final das atividades do curso, os alunos tiveram a oportunidade de expor seus projetos finais em Scratch e robótica na Tzaneen Agricultural EXPO 2017, onde receberam a visita de autoridades locais, e de um público especialmente composto por estudantes e empresários da região.

    Para os jovens, esta foi uma oportunidade de compreenderem sua capacidade e o potencial dos sul africanos para serem protagonistas na solução de problemas do país por meio das tecnologias. Na ocasião da feira, os alunos apresentaram projetos relacionados a agricultura, apresentando a robótica como uma alternativa de fácil entendimento para o trabalhador rural que se afasta da tecnologia em função de seu contexto socio-econômico ou cultural.

    Reunião com a reitoria e diretores da TUT em Pretória.

    Ao longo do período de trabalho no exterior, o CoCTec teve uma reunião com a Tshwane University of Technology (TUT), maior instituição de ensino superior em tecnologia do país, onde conversou sobre uma possível parceria Sul-Sul entre a UFPel e a instituição sul africana. Além disso, o grupo foi recepcionado pela Rainha Hosi Nwamitwa, da região de Limpopo, em detrimento do trabalho que incluiu a participação de jovens mulheres atendidas pelo centro comunitário Xitsavi Valoyi Trust Community Center no curso de robótica. Da mesma forma, o grupo foi convidado a participar de um jantar oferecido pelo prefeito da cidade de Tzaneen, na abertura da AGRI EXPO.

    Rainha Hosi Nwamitwa.

    O curso realizado na África do Sul neste ano serve como um projeto piloto para um projeto de longo prazo que está previsto para 2018, em uma parceria da UFPel com a GTCF para levar programação e robótica a jovens sul africanos em conflito com a lei. Ainda em trâmite na universidade, o acordo deve permitir que as atividades iniciem em março do próximo ano, possibilitando a outros professores e discentes da instituição a mobilidade acadêmica para sua participação no programa.

  • Clube da Escola Santa Teresinha promove Scratch day

    Evento foi o primeiro da rede de clubes de computação do CoCTec

    Cartaz de divulgação do evento.

    A Escola Santa Teresinha promoveu o seu primeiro SCRATCH DAY nos dias 04 e 05 de setembro, na própria instituição. Sob a coordenação da professora Aline Silva dos Santos, alunos, familiares e a comunidade participaram de dois dias de muita interação por meio de oficinas e atividades envolvendo a programação em blocos com o Scratch.

    O professor do CoCTec Christiano Ávila e os bolsistas Bruna Souza, da Engenharia do Petróleo, e Rudinei Junior, Engenharia de Controle e Automação da UFPel, participaram das atividades como facilitadores de atividades com Scratch e robótica educacional.

    Além do CoCTec, o evento teve o apoio da Prefeitura Municipal de Pelotas e da Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa.

    Acesse as fotos do evento neste link.