NEWS
  • Alabardas, Alabardas!

    alabardas

    “Afinal, talvez ainda vá escrever outro livro. Uma velha preocupação minha (porquê nunca houve uma greve numa fábrica de armamento) deu pé a uma ideia complementar que, precisamente, permitirá o tratamento ficcional do tema. Não o esperava, mas aconteceu, aqui sentado, dando volta à cabeça ou dando-me ela voltas a mim. O livro, se chegar a ser escrito, chamar-se-á Belona, que é o nome da deusa romana da guerra. O gancho para arrancar com a história já o tenho e dele falei muitas vezes: aquela bomba que não chegou a explodir na Guerra Civil da Espanha, como André Malraux conta em L’Espoir.”

    José Saramago

    15 de Agosto de 2009

    Anotação presente em Alabardas, Alabardas, Espingardas, Espingardas (2014)

    .

    Embora estivesse, em sua primeira anotação, enganado a respeito da fonte de onde soube sobre a bomba que não explodiu em Milão, durante a Guerra Civil Espanhola – mais tarde, elucidado no texto de Fernando Gómez Aguilera, Um livro inconcluso, uma vontade consistente, presente na edição aqui referida -, Saramago apontou para esse norte aquele que foi o seu último projeto literário, infortunadamente interrompido por sua morte, em 2010. Alabardas, Alabardas, Espingardas, Espingardas, publicado pela Companhia das Letras em 2014, conta com textos de Fernando Aguilera, Luiz Eduardo Soares e Roberto Saviano, além de ilustrações de Günter Grass (o qual integra a capa do livro, imagem utilizada para o promocional do 24F, acima) e as anotações do próprio Saramago, transcritas de seus manuscritos. O enredo acompanha a vida de Artur Paz Semedo, empregado no setor de faturamentos em uma empresa de armamentos, a Belona S.A., em um relacionamento interrompido com sua companheira, Felícia, militante pacifista – cujo nome de batismo, emprestado de sua avó, fazia menção ao canhão utilizado para bombardear Paris na Primeira Grande Guerra, Berta – que, por coerência, decidiu separar-se do marido.

    Em suas pouco mais de 50 páginas, o texto inacabado de Saramago traz uma informação interessante: uma lista de obras, que o narrador chama de “autêntico curso de estado-maior”, da pinacoteca pessoal de Paz Semedo. Essas películas, que retratam majoritariamente o cenário da Segunda Grande Guerra, foram o start para a criação de uma temporada do 24 Frames de Literatura exclusivamente sob a temática Literatura, Cinema e Guerra, utilizando-se dos elementos presentes em Alabardas, Alabardas, Espingardas, Espingardas para criar a sua sexta temporada, Alabardas, Alabardas. Os quatro módulos que compõem esse momento, inspirados no livro, contemplam a metodologia já estabelecida do 24F com algumas novidades, como os ambientes de brainstorming e as oficinas específicas de cinema adaptado. Os ciclo de debates, molde do qual nasceu o projeto, mantêm-se ativos, com dois módulos sobre, respectivamente, a Primeira Grande Guerra e suas antecessoras e Segunda Grande Guerra e suas sucessoras. As atividades começam dia 9 de abril, na Sala 1 do Lyceu Rio-grandense, com a vernissage de abertura do Cronograma 2016 do projeto. Os encontros são sempre abertos ao público, com entrada franca e sem inscrições.

    Para mais informações, acesse fb.com/24framesdeliteratura.

    O Cronograma completo encontra-se na aba “Temporada atual”.

  • Cine UFPel | 7º Festival de Cinema da Fronteira

     

    12244772_938629042873696_8106700157302668193_o

    A sétima edição do Festival de Cinema da Fronteira iniciará nos dias 19, 20 e 21 na cidade de Pelotas. Em uma parceria com os cursos de Cinema e Audiovisual, Cinema e Animação e com o Cine UFPel, o festival traz mais de 30 curtas selecionados para a competição e exibição, que acontecerá dentro da sala Cine UFPel e fora, com um telão instalado nas imediações da mesma, que proporcionará um momento de apreciação coletiva entre estudantes e comunidade. Esse é o momento em que público, colaboradores e críticos tem para apreciar a cultura audiovisual latino-americana e lusófona, além da troca de experiência entre diversas regiões e o contato direto entre universitários e realizadores. A Mostra Internacional de Curtas-metragens acontece nos dias 19, 20 e 21 de novembro, às 21 horas, no Cine UFPel, e simultaneamente na rua Álvaro Chaves esquina Lobo da Costa. Entrada Franca!

    GRADE DE PROGRAMAÇÃO

    Quinta-feira, dia 19 de novembro
    21h

    BLOCO 01

    A bordo (SP) (25 min)
    A clave dos pregões (PE) (15 min)
    A outra margem (PR) (25 min)
    Em terras estrangeiras (GO) (17 min)
    O barbeiro guitarrista (Porto/Portugal) (8 min)
    Tempo de projeção = 90 min

    * INTERVALO 10min *

    BLOCO 02

    Translúcidos (SP) (14 min)
    Rascunho da bíblia (GO) (2 min)
    Os anteriores (RS) (12 min)
    Prefiro não dizer (Porto/Portugal) (11 min)
    Me? (PE) (1 min)
    Acho bonito quem veste (PB) (9 min)
    Efígie (SP) (5 min)
    Tempo de projeção = 54 min

    TEMPO TOTAL DA NOITE = 154 min

    Sexta-feira, dia 20 de novembro
    21h

    BLOCO 01

    Ensaio sobre minha mãe (RJ) (20 min)
    A invenção da noite (PR) (16 min)
    O teto sobre nós (RS) (22 min)
    Até a China (RJ) (15 min)
    Pedra que samba (RJ) (11 min)
    Judas (SP) (11 min)
    Tempo de projeção = 95 min

    * INTERVALO 10min *

    BLOCO 02

    Não chore, B. (PR) (3 min)
    Macapá (MA) (8 min)
    Fio terra (RJ) (19 min)
    Sem título #1 (SP) (3 min)
    Eu, travesti? (BA) (4 min)
    Atirou para matar (AL) (15 min)
    Tempo de projeção = 57 min

    TEMPO TOTAL DA NOITE = 157 min

    Sábado, dia 21 de novembro
    21h

    BLOCO 01

    Rua da solidariedade (SP) (25 min)
    Objetos (RS) (16 min)
    Enquanto a família dorme (GO) (20 min)
    Entre céus (AL) (12 min)
    Castillo y El Armado (RS) (13 min)
    Tempo de projeção = 86 min

    * INTERVALO 10min *

    BLOCO 02

    Livro de Haikais (SP) (3 min)
    Bosque muerto (Mérida/Venezuela) (9 min)
    Solte os bichos de uma vez! (RJ) (11 min)
    Wendigo (GO) (3 min)
    O corpo (RS) (16 min)

    Tempo de projeção = 42 min

    TEMPO TOTAL DA NOITE = 138 min

     

    Via Cine UFPel (FacebookWordPress)

  • MÓDULO IV | House of Cards (NETFLIX)

    12031409_744540938984394_1130749627135547294_o

    Dando início ao quarto módulo, chegam para o centro de debates os seriados de televisão. Estreando essa modalidade no projeto, teremos exibição seguida de conversa sobre o show House of Cards, adaptação homônima do romance de Michael Dobbs, escrita por Beau Willimon.
    Como principal protagonista, Kevin Spacey interepreta o congressista Francis (Frank) Underwood, em uma trama de ascenções e derrotas em busca do poder.

    Episódio exibido: S01E01

    Retornamos, para esse encontro, à Sala de Cinema Digital da UFPel (Lagoa Mirim – Lobo da Costa, 447).

    A entrada é franca.

    + informações em fb.com/24framesdeliteratura.

     

  • CRONOGRAMA | sessão de comunicações

    12011286_734403636664791_6999889168509387484_n

    Amanhã, sábado (3), encerraremos o módulo III do 24 Frames de Literatura, com a presença de pesquisadores.

    Local: Lyceu Rio-grandense, sala 4.

    Abaixo, o roteiro do encontro.  

    Início das atividades | abertura

    14h

    COMUNICAÇÕES

     

    DANIELLE BETEMPS | Mesmo que Capitu tenha traído Bentinho: uma análise comparativa entre o roteiro de Paulo Emílio Sales Gomes e Lygia Fagundes Telles e o romance de Machado de Assis;

    14:30h

    ULISSES COELHO | Ensaio sobre a Cegueira sob o viés da semiótica;

    15h

    CAROLINE GOTUZZO | O Morro dos Ventos Uivantes e O Grande Gatsby – Um Paralelo Entre Dois Clássicos;

    15:30h

    GRACIELE PEDRA | Os Heróis de Faraco, Rosa e Simões;

    16h

    SIMONE XAVIER | Do verbal ao imagético em Desonra, de J.M. Coetzee.

    16:30h

  • Agradecimento | Profa. Maristela Machado

    Sábado passado (26.9), tivemos o prazer em estar na companhia da Profa. Dra. Maristela Machado (Universidade Federal de Pelotas), que conversou com os participantes sobre uma breve história da narratividade cinematográfica, comentando as mudanças da presença do texto e da voz no cinema e as formas em que podem se apresentar.
    Ao trazer para a discussão o conceito de meganarrador, proposto pelo teórico André Gaudreault, a professora dialogou com o grupo a respeito das diferenças entre o mostrador e montador fílmico, sempre dispondo referências de técnicas e películas. Comentamos títulos de inúmeras obras que ilustrariam a fala, mas, como não conseguimos efetuar a projeção, iremos disponibilizar os links – ainda essa semana – aqui no site do projeto.
    Deixamos, novamente, nosso muito obrigado à Maristela por acompanhar a trajetória do 24F e por sempre contribuir tão generosamente com nossas dúvidas e demandas.

    + informações em fb.com/24framesdeliteratura

    Foto: Carina Peixoto

    12045502_1627918670790980_4508938738954626750_o

  • Agradecimento | Henrique de Freitas Lima

    No último sábado (19), recebemos na Casa do Capitão, sede do Instituto João Simões Lopes Neto, o diretor Henrique de Freitas Lima (Cinematográfica Pampeana), que conversou conosco sobre o processo de adaptação cinematográfica na sua obra Contos Gauchescos: Simões Lopes Neto nas Telas (2012). Em um encontro descontraído e muito dialogado, os integrantes puderam conhecer de perto os detalhes que estão envolvidos durante a criação do argumento, a roteirização, a produção, até chegar no material final, pós-edição. Após a exibição do curta Contrabandista, baseado no conto homônimo de João Simões Lopes Neto, o diretor comentou sobre suas escolhas ao traduzir o material e tirou dúvidas do público, falando sobre curiosidades das gravações e de questões técnicas das filmagens.

    Deixamos nosso muito obrigado a todas as pessoas que participaram do encontro, inclusive vindas de outras cidades da região, e da parceria do Instituto João Simões Lopes Neto, por cordialmente abrir as portas para nossa iniciativa. Com carinho especial, agradecemos a disponibilidade e atenção do Henrique em nos atender, desde o começo, sempre incansável em contribuir e dialogar com o projeto; o trabalho do 24F com os Contos Gauchescos continua.

    + informações em fb.com/24framesdeliteratura

    12019306_1626358457613668_702255521_o

    Foto: Carina Peixoto.

  • QUINTA TEMPORADA | MÓDULO III

    Começa dia 19.9 o terceiro módulo do nosso cronograma 2015. Esse ano, as atividades foram distribuídas em duas temporadas, divididas em 5 módulos. Inaugurando a quinta temporada, trazemos a Pelotas o diretor Henrique de Freitas Lima, que irá participar de uma roda de conversa sobre o processo de adaptação na sua obra Contos Gauchescos: Simões Lopes Neto nas Telas (Cinematográfica Pampeana, 2012), que tem como fonte a obra do escritor regionalista João Simões Lopes Neto. O encontro irá ocorrer na Casa do Capitão, sede do Instituto João Simões Lopes Neto (R. Dom Pedro II, 811). Já na semana seguinte, 26.9, teremos o prazer de conversar com a Dra. Maristela Machado, professora de Francês pela Universidade Federal de Pelotas, que irá falar conosco sobre a entidade do meganarrador no cinema. Nesse dia, retornaremos à Sala de Cinema Digital da UFPel (R. Lobo da Costa, 477) para projeção de excertos de algumas obras que ilustrarão a nossa fala. Para encerrar as atividades do terceiro módulo, estaremos no Casarão 8 da Universidade Federal de Pelotas (Praça Coronel Pedro Osório, 8) com a abertura de um espaço para comunicações, no dia 3.10. Na semana que vem iremos divulgar as Normas para Participação e Publicação aos participantes interessados em apresentar pesquisas/trabalhos relacionados com as áreas narrativas da literatura e do cinema. Continue com a gente! + informações em fb.com/24framesdeliteratura.

  • CICLO DE DEBATES | The Truman Show (1998)

    MÓDULO II – CICLO DE DEBATES | EIXO – VEROSSIMILHANÇA

    11347898_866392570100585_1200288648_o

    Nas telas do 24 Frames de Literatura deste sábado, The Truman Show (1998) será a obra base de nossas discussões. Dirigido por Peter Weir, com roteiro de Andrew Niccol, sob o eixo ‘verossimilhança’, o encontro irá trazer à tona a discussão sobre o universo ficcional da narrativa e as referências literárias com as quais se relaciona o filme. Protagonizado por Jim Carrey, o longa conta a história de um homem no centro de um reality show: Truman Burbank. O único porém é que apenas o próprio Truman não sabe que todo o seu mundo faz parte do show.

    Sábado, 06.06, às 14h.

    ATENÇÃO | Retornaremos ao nosso endereço usual: Rua Lobo da Costa, 447 – Sala de Cinema Digital da UFPel.

    Será sorteado um exemplar do recém-lançado livro Literatura e Formação do Leitor: escola e sociedade, ensino e educação (Editora UNIJUÍ).

    Entrada Franca.

    + informações em fb.com/24framesdeliteratura

  • LANÇAMENTO | Literatura e Formação do Leitor: escola e sociedade, ensino e educação

    Ourique

     

     

    Acaba de chegar às estantes da Editora UNIJUÍ o livro Literatura e Formação do Leitor: escola e sociedade, ensino e educação. A obra traz artigos de diversos pesquisadores das universidades brasileiras sobre o tema da formação do sujeito leitor, do Ensino Básico ao Superior. No próximo sábado (06), após a exibição dO Show de Truman, será sorteado um exemplar dentre os participantes!